Expandir Menu PrincipalPesquisarPor Estado

Dicas de informática para o concurso Banco do Brasil

Confira algumas novidades do certame do Banco do Brasil, relacionados aos conteúdos sobre Informática.

Publicado em 10/08/2015 - 12h32 • Comunicar erro

Uma das matérias que serão cobradas na prova para escriturário do Banco do Brasil é Informática. Trata-se de uma área que não poderia mesmo ficar de fora, uma vez que tais servidores bancários trabalham diariamente com as novas tecnologias computacionais.

A inovação deste concurso não está nessa cobrança em si, uma vez que 99,9% das provas de concursos públicos para determinadas áreas administrativas trazem questões ligadas ao tema. Mas a relativa novidade que este concurso traz diz mais respeito a algumas abordagens que envolvem o assunto. É sobre esta matéria que trataremos neste artigo.

Se no último concurso da Caixa, as provas cobraram "Noções de Informática", este do BB cobrará em parte o mesmo conteúdo, mas se propõe a ir um pouco além, inclusive inovando no nome do conhecimento específico. Agora, o candidato deverá dominar tudo aquilo que lhe confira (tanto na prova teórica, quanto na sua prática diária, se aprovado e nomeado) um "Domínio Produtivo da Informática (5 questões com valor de 1,5 pontos, subtotalizando 7,5 pontos)".

Dessa forma, a banca da Cesgranrio priorizará questões que levem o candidato a dar respostas bem mais ligadas à sua experiência e conhecimento enquanto usuário dos recursos de informática. À guisa de comparação, segue o detalhamento do conteúdo dos dois bancos, em seleções passadas:

Caixa - Nocões de Informática - Técnico Bancário Cespe/UnB*

  • Conceitos e modos de utilização de aplicativos para edição de textos, planilhas e apresentações: ambiente Microsoft Office, BR Office.
  • Sistemas operacionais: Windows e LINUX.
  • Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet e intranet.
  • Conceitos de organização e de gerenciamento de informações, arquivos, pastas e programas.
  • Certificação e assinatura digital.
  • Segurança da Informação.

*OBSERVAÇÃO: houve mais conteúdos, porém voltados para os polos de tecnologia da informação

Banco do Brasil 2015 - Domínio Produtivo da Informática- Cesgranrio

  • Microsoft Windows 7 em português: Conhecimentos básicos. Criação de pastas (diretórios), arquivos e atalhos, área de trabalho, área de transferência, manipulação de arquivos e pastas.
  • Processador de texto (MS Word e BrOffice.org Writer [ou LibreOffice]). Edição e formatação de textos (operações do menu: Formatar, Inserir tabelas, Exibir - cabeçalho e rodapé, Arquivo - configurar página e impressão, Ferramentas - ortografia e gramática.
  • Planilhas eletrônicas (MS Excel e BrOffice [ou LibreOffice].org Calc). Edição e formatação de células, manipulação de fórmulas matemáticas elementares, filtros, seleções e ordenação.
  • Editor de Apresentações (MS PowerPoint e BrOffice.org Impress). Uso de slide mestre, formatação e transição de slides, inserção de objetos (som, imagem, links).
  • Conceitos básicos de tecnologias relacionadas à Internet e Intranet, World Wide Web, Navegador Internet (Internet Explorer e Mozilla Firefox), busca e pesquisa na Web.
  • Conceitos básicos de tecnologias e ferramentas de colaboração, correio eletrônico, grupos de discussão, fóruns e wikis.
  • Conceitos básicos de proteção e segurança, realização de cópias de segurança (backup), vírus e ataques a computadores.
  • Conceitos de organização e de gerenciamento de informações, arquivos, pastas e programas.
  • Conhecimentos gerais sobre redes sociais (twitter, facebook, linkedin).

Prosseguem sendo cobradas, como no último edital, as mesmas noções do Sistema Operacional Microsoft Windows 7, o qual, para todos os efeitos, é o SO ainda mais difundido da companhia de Bill Gates. (Lembrar que a versão Windows 8 já é bem popular no Brasil e que, no momento do fechamento deste artigo, a versão Windows 10 já está sendo instalada "em cima" das versões 7 e 8, porém nada disso será cobrado!).

Também haverá questões sobre Editor de texto (edição e formatação de textos, criação e manipulação de pastas, arquivos, atalhos, área de trabalho e área de transferência) no MS Word (não se sabe se o de 2007, 2010 ou de 2013, mas supõe-se que seja de 2010 em diante) e no extinto BrOffice, que atualmente se chama LibreOffice. Mas no geral, a cobrança da banca será relacionada às operações que os escriturários mais costumam utilizar na prática diária.

Nunca é demais lembrar que Informática não se resume em "aprender a fazer", mas sim em "aprender fazendo". Mal comparando, seria como andar de bicicleta (ou seja: exige-se prática, prática e prática, e não somente a teoria!). Nem tudo no exame será do tipo "decoreba", portanto, assim como na matemática, se dará bem que demonstrar não apenas conhecimento teórico dos assuntos, e sim alguma desenvoltura no tocante ao aprendizado pleno de alguns conteúdos. Como dizem os professores de qualquer curso de Informática, nessa área, não vale à pena só aprender se o aluno não desenvolver o hábito de praticar.

As provas deverão ser novamente elaboradas com imagens e enunciados que estimulem os candidatos a demonstrar os conhecimentos acima listados. Os conteúdos são bastante semelhantes nos concursos para esses dois grandes bancos estatais, no entanto, o novo concurso do BB amplia o conteúdo, chegando a mencionar por último os conhecimentos gerais do candidato sobre redes sociais (Twitter, Facebook, Linkedin). Isto significa, logicamente, que aqueles não conhecedores (na prática e na teoria) de tais assuntos estarão em completa desvantagem, com relação a quem já utiliza tais ferramentas virtuais de socialização há mais tempo.

E pensar que até bem pouco tempo não se imaginaria que redes sociais seriam cobradas em provas de concursos! O fato é que cada vez elas ganham importância nos concursos públicos, fazendo com que passem de meros veículos de entretenimento a difusores de conhecimentos relevantes, inclusive sobre os próprios concursos.

Além de saberes no âmbito das redes sociais, o exame irá cobrar conceitos de tecnologias e ferramentas de colaboração, correio eletrônico, grupos de discussão, fóruns, wikis e educação a distância, os quais, de certa forma, também são tecnologias comunicativas cujo cerne também é a noção de "rede social", embora sejam utilizadas para outras finalidades (educativas e profissionais, por exemplo). Por outro lado, não iria ficar de fora os conceitos de proteção e segurança, realização de cópias de segurança (backup), vírus e ataques a computadores. Enfim, são todos assuntos provocantes e a própria internet (também cobrada) poderá servir de aliada nesta fase de preparação.

 Antes de escrever um comentário maldoso sobre algum "erro de português", leia este artigo

Tópico: Banco do Brasil

Sobre o Autor/Blog

Dicas sobre concursos públicos. Artigos, reportagens especiais e materiais de estudo que vão ajudar na sua preparação. Fale com a redação: Alberto Vicente Silva (alberto@concursosnobrasil.com.br)

Deixe a sua opinião