Prova de Títulos: como vencer esta etapa

A prova de títulos não envolve muito a questão psicológica do concurseiro, mas a perseverança e a vontade de sempre estar se atualizado.

Você pode achar estranho, mas a prova de títulos em um concurso público não é obrigatória como é a realização das provas objetivas e discursivas. De acordo com a II Constituição Federal no Código 37, não se pode, sob nenhuma hipótese fazer um concurso apenas usando apenas como instrumento seletivo as provas de títulos.

 No entanto, não é por ser apenas mais uma etapa que esta fase do concurso deixa de ser importante. É tão relevante, que a prova de títulos é temida em muitos concursos, podendo passar a sua vaga para o candidato que provar ter maior bagagem acadêmica e/ou prática. Esta informação já é o suficiente para deixar um concurseiro com os nervos à flor da pele na hora de encarar esta etapa. Por não ser mais a fase de ter que fazer alta pontuação em questões dos mais diversos assuntos, muitos candidatos afirmam temerem até mais a prova de títulos por não ter nenhum gabarito neste processo que indique se deu para se sair melhor do que o concorrente.

O estudante Érico Oliveira fez em 1998 um concurso público para trabalhar como auxiliar administrativo da Uefs (Universidade Estadual de Feira de Santana). Passou na primeira etapa ao fazer uma ótima pontuação nas provas de informática, teoria da administração e raciocínio lógico, mas, na fase de títulos, não comprovou ter experiências suficientes para trabalhar na função. Foi com este insucesso que Érico aprendeu a como se sair melhor em provas de título, aconselhando a quem deseja fazer um concurso público que priorize mais esta etapa.

Mas não se trata de uma preparação capaz de ser executada em curso prazo. Para ter uma relativa "bagagem" curricular, o candidato deve começar a fazer cursos - mesmo os de poucas cargas horárias - além de particpar de eventos do seu interesse profissional (simpósios, congressos). Além disso, ter uma graduação ou mesmo pós-graduação (mestrado ou doutorado) é um bom diferencial. "Tudo isso faz muita diferença, a ponto de lhe levar à aprovação, pois apesar de não ser eliminatória, a prova de títulos pode lhe colocar em baixa classificação", lembrou Érico.

O artigo 37 também acrescenta que publicação em livros e artigos científicos contam para a prova de títulos. Isto é uma forma de diferenciar os concurseiros que possuem vida acadêmica com boa produção intelectual. Contudo, consta igualmente na redação do artigo que não pode haver nenhum tipo de discriminação com os candidatos em desvantagem quanto à titulação. Ou seja, o mérito deve ser respeitado, mas sem desrespeitar outros valores.

A prova de títulos não envolve muito a questão psicológica do concurseiro, mas a perseverança e a vontade de sempre estar se atualizado, adquirindo conhecimento e transformando todos estes passos em um futuro bem sucedido no funcionalismo público.

Comentários

  1. Nonália disse:

    Estou pensando em fazer um concurso mas estou com medo da prova de titulos !!!

    Responder
  2. Rose disse:

    Como posso conseguir,provas de titulo com pouco tempo? podem me endicar?

    Responder
  3. Mi disse:

    Bom Rose! Seu interesse com títulos deve começar com uma pós-graduação... E durante o tempo que estiver realizando a pós tentem publicar um artigo, isto conta muito! E verifique os cargos que tem em mente e olhe os últimos editais, tem cncurso que aprovação em outro concurso conta ponto, tempo de experiência na área também....

    Responder
  4. Renata disse:

    Olá Rose. Tenho grande interesse em fazer concursos após me formar e por isso estou investindo pesado em atividades extracurriculares. Tenho uma dúvida enorme, estou na graduaçao ainda e gostaria de saber exatamente quais cursos na graduação posso fazer para enriquecer meu currículo p prova de títulos ?

    Responder
  5. Zelito disse:

    O que seria contado como experiencia para a pontuação de títulos na área policial?

    Responder
  6. Janaina disse:

    ñ sabia dessa prova de titulos,mas seja feita a vontade de deus.

    Responder
  7. Rosana disse:

    Prestei um concurso e não concordei com o resultado da prova de títulos, porém, a banca não divulga quais títulos foram aceitos. Alguém saberia dizer se cabe algum tipo de ação (judicial?) para conhecer o resultado? não tenho como saber o que foi aceito e contestar ... obrigada.

    Responder
  8. Renilda disse:

    PARA TRABAHAR DE GARI E OBRIGADO FAZER PROVA DE TITULO

    Responder
  9. Solemar disse:

    Olá! fiz uma prova de um concurso para fazer pós graduação em gestão pública, ainda não sei se vou ser aprovada, porém já me preocupo com a prova de titulo pois é a 1ª vez que faço...será que os certificados de cursos que fiz pelo
    SENAC com mais de 60hrs vão servir?

    Responder
  10. Odetiene disse:

    Olá, no concurso da policia civil o edital pede:"Certificado de curso de capacitação e/ou treinamento relacionado à área de Segurança Pública, expedido por Academia de Polícia, ou congênere, Secretaria Nacional de Segurança Pública e Secretarias de Segurança Pública ou instituições oficialmente reconhecidas, com carga horária igual ou superior a 40h/a (a partir de 2009)"; Será que cursos online em segurança pública são reconhecidos?

    Responder
  11. Lisiane disse:

    Cursos EAD online são válidos na prova de títulos?

    Responder
  12. Kelly disse:

    ola tenho a segujnte duvida:
    prestei dois concursos publicos e fui classificada mas não fui convocada. Esses dois cuncursos servem comoprova de titulo?
    Se servir como fasso para pegar essa prova?
    atenciosamente

    Responder
  13. Danilo Moreno disse:

    Kelly, não irá servir, mas vai a dica!

    "Essa questão de vantagens na prova de títulos deve ser cuidadosamente analisada, com um auxílio de um advogado conhecedor do tema, e, em caso de ilegalidade, caso o próprio candidato tenha medo de se expor, pode ser feita uma representação ao Ministério Público, que cuidará, como é seu dever, de fiscalizar a legalidade do ato da administração pública".

    Responder
  14. Andressa disse:

    Certificados digitais de qualificação profissional, não reconhecidos pelo MEC, são válidos como títulos para cargos de nível médio?

    Responder
    • Alberto disse:

      Olá, Andressa.

      Isso vai depender de cada concurso, a banca é quem deve analisar esses títulos. Você precisará submetê-los à banca e aguardar o parecer.

      Responder
  15. Marcio disse:

    Fui aprovado em um concurso na área de educação como especialista em educação, tenho pós na área da saúde,estou concluindo outra na educação no edital não especifica se a formação deve ser na área de atuação, consta apenas que "serão válidos como prova de títulos formação superior a exigida". Alguém sabre me dizer qual lei normatiza essa questão.

    Responder

Deixe o seu comentário

Formulario para Comentário

Mais Guia do Concurseiro