Concurso para Professor Prefeitura de São Paulo

O concurso deverá ter edital publicado no decorrer de 2014, com oferta de 3,5 mil vagas, sob a responsabilidade do IBFC.

Em dezembro de 2013, o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, autorizou a realização de concurso público para o provimento de 3.514 cargos vagos de Professor de Educação Infantil e Ensino Fundamental I. Na última sexta, 25/04/2014, foi oficializada a contratação do Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC) para executar o certame.

Vale lembrar aos concurseiros que a Prefeitura de São Paulo divulgou recentemente edital de cadastramento de candidatos a eventual contratação para a função de Professor de Educação Infantil e Ensino Fundamental I, oferecendo as mesmas 3.514, porém temporárias, até que fosse realizado concurso público.

O concurso deverá ter edital publicado no decorrer deste ano. A taxa de inscrição custará sendo R$ 55,00.

Informações do Diário Oficial da Cidade de São Paulo, edições de 11 de dezembro de 2013 e 25 de abril de 2014.

****

Novos concursos anunciados na Educação de São Paulo (06/07/2013)

Entre os anúncios dados pelo governo, está a abertura de concursos para ocupar mais de 59 mil vagas de professor. Edital ainda neste semestre.

O governador Geraldo Alckmin e o secretário da Educação Herman Voorwald anunciaram no dia 5/7/2013 um pacote de medidas que beneficiará a Educação do Estado de São Paulo. Entre os anúncios, está a abertura de concursos para mais de 59 mil professores, maior contratação da história da Secretaria de Educação. O último concurso para a área, realizado em março de 2010, contou com a participação de 260 mil candidatos.

Edital ainda em 2013

Os novos professores atuarão nas escolas do Estado a partir de 2014 e o edital para realização do certame deve ser publicado ainda neste semestre de 2013.  Os candidatos aprovados passarão por formação específica na Escola de Formação e Aperfeiçoamento do Estado de São Paulo “Paulo Renato Costa Souza” (EFAP). O curso tem 360 horas, divididas em 18 módulos semanais de 20 horas. Nas aulas, os docentes conhecerão o currículo adotado pelo estado, metodologias de trabalho e aspectos da realidade das escolas estaduais.

Ritmo de nomeações e criação de mais cargos

Segundo a assessoria da Secretaria de Educação, a contratação reforça a política da Educação pela ampliação do quadro de docentes efetivos e pela redução de temporários. Desde janeiro de 2011, já foram nomeados mais de 34 mil docentes, totalizando 93 mil novos professores durante a atual gestão. Nos últimos dez anos foram nomeados 157 mil educadores. Atualmente, a rede estadual possui 231 mil professores entre efetivos e temporários.  

No pacote de valorização da rede, também foram contemplados outros servidores que compõem o quadro da Educação. A Secretaria anunciou a nomeação de 973 agentes de organização escolar, a criação de mais de 800 cargos de analista de tecnologia e administrativo e a autorização de 127 cargos de oficial administrativo e 87 de executivo público.

 Acúmulo de cargo efetivo com contratação temporária

Dentre as outras medidas anunciadas, está uma que beneficiará os 181,5 mil professores efetivos e estáveis da rede estadual. A partir de agora, eles poderão acumular o cargo de efetivo com a contratação temporária, o que permitirá, por exemplo, que um professor substitua um outro professor em horário distinto de sua jornada, além de aumentar a carga horária de acumulação para 65 horas semanais. As medidas reforçam a política da Secretaria pela ampliação do quadro de docentes efetivos na rede estadual.

O aumento salarial de 8,1 %, já a partir do dia 1º de agosto, para mais de 415 mil funcionários do magistério, apoio escolar e aposentados também foi anunciado.

Fonte: http://www.educacao.sp.gov.br/noticias/governo-anuncia-hoje-5-pacote-de-medidas-que-fortalece-a-educacao-paulista (editado)

***

Autorizado novo concurso para a Educação em São Paulo (01/06/2013)

Concurso servirá para o provimento de 493 vagas de Auxiliar Técnico de Educação, que exige nível fundamental.

O Diário Oficial da Cidade de São Paulo, edição de 30 de maio de 2013, tornou público o Despacho do Prefeito Fernando Haddad (Of. 405/2013/SME-G [DOC 19776/2013]), que autoriza a Secretaria Municipal de Educação a realizar concurso público para provimento de 493 cargos vagos de Auxiliar Técnico de Educação.

De acordo com o edital do último concurso (2007, organizado pela Fundação Carlos Chagas), o cargo exige como escolaridade mínima o nível fundamental completo.

***

Concurso Educação São Paulo (21/07/2012)

Prefeitura de São Paulo irá abrir concurso para preencher mais de 2,2 mil vagas na área de educação. Edital pode sair dentro de alguns dias.

Dentro de poucos dias será publicado o mais novo edital de concurso para o magistério do município de São Paulo. O certame será organizado pela Fundação Carlos Chagas e servirá para o preenchimento de 2.208 oportunidades para professores licenciados de Ensino Fundamental II e Médio. A Asssessoria de Comunicação da SME paulista informou ao Concursos no Brasil que na última reunião da comissão do concurso, houve uma previsão de divulgarem o edital na quinta-feira, 19/07, já que foi oficializada no dia anterior a escolha da organizadora.

Atualização (23/07/2012) - Edital para Concurso da Educação da Prefeitura de São Paulo

A expectativa da Secretária da Educação é que o concurso seja homologado até o final de 2012, devendo oferecer vagas para professores que possuam formação em diversas licenciaturas.

Os novos docentes receberão salário básico inicial entre R$1.950 e R$ 2.600, acrescido de outros benefícios, dependendo da jornada de trabalho cumprida (30 ou 40 horas).

Outros cargos: o mesmo despacho que comunicou a escolha da Fundação Carlos Chagas informa também que a organizadora será a responsável pelo concurso público para o provimento dos cargos vagos de Especialista em Desenvolvimento Urbano, Assistente de Gestão de Políticas Públicas, Bibliotecário, Professor de Ensino Técnico – Núcleo Básico e Professor de Ensino Técnico – Núcleo Técnico da Escola Técnica de Saúde Pública “Prof. Makiguti”. (21/07/2012).