Atualização cadastral no Caixa Tem: o que muda para os usuários?

"A atualização [cadastral no Caixa Tem] não é obrigatória. É um melhoramento na poupança social digital”, disse a assessoria do banco. Saiba mais detalhes.

Por meio do aplicativo Caixa Tem, os usuários já podem atualizar as suas informações cadastrais. A instituição bancária recomendou o procedimento para que as poupanças digitais passem a ser mais seguras e, além disso, contem com mais funcionalidades. Por outro lado, as atualizações não são consideradas como requisitos obrigatórios para receber o auxílio emergencial de 2021.

A equipe do Concursos no Brasil entrou em contato com a Caixa Econômica Federal. Durante a conversa, a assessoria do banco explicou as principais mudanças que serão implementadas se os correntistas atualizarem os seus cadastros. A primeira delas diz respeito ao formato das contas: elas vão se tornar “poupanças digitais” em vez de “poupanças sociais digitais”. O que isso quer dizer?

“Na prática, o que acontece é isto: hoje, o cliente tem uma poupança social digital, que foi a utilizada para pagar FGTS e auxílio. Então, essa conta, até pela característica dela, tinha um limite de movimentação. O cliente que faz a atualização cadastral pode movimentar um valor bem maior, os limites de movimentação são excluídos, o cliente tem uma segurança maior. Então, esses são os benefícios para quem opta por atualizar", explicou a assessoria da instituição bancária.

Atualização cadastral no Caixa Tem: veja as principais mudanças

A instituição bancária aconselhou que os usuários do Caixa Tem façam as atualizações cadastrais pelo aplicativo. Todo o procedimento poderá ser feito diretamente no celular, sem a necessidade de comparecer às agências bancárias. Entretanto, a Caixa informou nada disso é obrigatório, ainda mais em relação ao recebimento do auxílio emergencial 2021. A medida visa garantir mais segurança no acesso às contas, bem como movimentações típicas de poupanças digitais.

"A atualização não é obrigatória. É um convite da Caixa. A instituição bancária está chamando os clientes para fazerem a atualização e terem acesso a mais serviços e mais segurança na movimentação da conta, mais proteção contra fraude. (...) É um melhoramento na poupança social digital", afirmou a instituição bancária em entrevista para a equipe do Concursos no Brasil.

Se os usuários optarem pela atualização cadastral no app, será possível ter acesso às funcionalidades das poupanças digitais da Caixa. Veja os principais serviços gratuitos que vão ficar disponíveis:

  • Até dois saques por mês em terminal de autoatendimento e unidades lotéricas;
  • Até três transferências por mês para outros bancos;
  • Transferências ilimitadas para contas da Caixa;
  • Emissão de até dois extratos por mês, contendo a movimentação dos últimos 30 dias;
  • Consultas por meio digital, site ou aplicativos disponibilizados pela instituição bancária.

Como normalmente acontece nas poupanças digitais da Caixa, serão cobradas tarifas para movimentações que extrapolem os serviços gratuitos. "O cliente que ultrapassar esses limites gratuitos de serviços será cobrado conforme qualquer outro cliente, pela tabela de tarifas da Caixa. Nada de diferente", informou o banco. A política de termos e de privacidade está disponível no próprio sistema do aplicativo Caixa Tem.

"[Com a atualização cadastral] não terá limite de movimentação nem nada disso. O cliente tem essa possibilidade de movimentação, se ele quiser ter acesso a uma conta digital da Caixa. Às vezes ele tem uma outra e não quer mais uma. Não é obrigatório. Não é uma condição pra receber o auxílio emergencial 2021, mas é um convite que a Caixa está fazendo", complementou.

Como os usuários podem atualizar seus cadastros pelo Caixa Tem?

Como informado pela instituição bancária, as atualizações cadastrais podem ser feitas diretamente pelo aplicativo Caixa Tem. Basta entrar na plataforma e realizar o seguinte passo a passo:

  • Toque na opção "Atualize Seu Cadastro";
  • Clique em "próximo";
  • Feito isso, não deixe de ler os termos e condições sobre a política de privacidade. É importante se atentar aos detalhes antes de continuar o procedimento;
  • Se estiver de acordo com os termos, toque em "li e concordo";
  • Logo após, vá na opção "quero ser Cliente Top";
  • Complemente e confirme as informações do seu cadastro pelo Caixa Tem. Caso exista algum dado antigo ou incorreto, esse é o momento de corrigir o seu cadastro;
  • Terminou de atualizar as informações? Se sim, uma nova tela aparecerá para que você informe os dados de renda e patrimônio;
  • Após, envie a documentação solicitada (foto de documento pessoal e foto do beneficiário segurando o próprio documento de identidade);
  • Finalize a atualização e aguarde a análise do banco.

Tentou seguir as instruções acima e ainda não conseguiu atualizar o seu cadastro? A Caixa Econômica Federal (CEF) publicou um vídeo com todas as explicações a respeito do procedimento. Confira logo abaixo:

Lembrando que, com a atualização cadastral pelo app, todas as principais características das contas serão preservadas. Até porque elas vão continuar sendo “digitais”, ou seja, não será necessário movimentá-las por meio de cartões físicos. Todas as operações anteriormente disponibilizadas, como transferências por meio do Caixa Tem, devem continuar funcionando normalmente.

Quando posso fazer a atualização cadastral? Confira o calendário

Conforme calendário fornecido pelo Caixa, a atualização cadastral está sendo liberada de maneira escalonada e com base no mês de aniversário dos clientes. Veja as datas:

Mês de nascimentoData para atualização no Caixa Tem
Janeiro14 de março
Fevereiro16 de março
Março18 de março
Abril20 de março
Maio22 de março 
Junho23 de março
Julho24 de março
Agosto25 de março
Setembro26 de março
Outubro29 de março
Novembro30 de março
Dezembro31 de março

Nunca mexi no Caixa Tem. Como fazer o primeiro cadastro?

O aplicativo Caixa Tem foi criado para servir como um banco digital às pessoas de baixa renda. Por meio da plataforma, o governo transfere as parcelas do Bolsa Família, FGTS, abono salarial e auxílio emergencial. Diversos estabelecimentos comerciais já possibilitam o uso do cartão virtual do Caixa Tem como forma de pagamento. Veja como é possível instalar o aplicativo em seu dispositivo móvel:

  • Baixe o app Caixa Tem. Ele está disponível para celulares com sistemas Android e iOS;
  • O acesso será feito com os dígitos do CPF e uma senha numérica de seis dígitos. Lembrando que os inscritos no Bolsa Família poderão utilizar o mesmo código do cartão social;
  • Pronto! Depois do primeiro cadastro pelo Caixa Tem, será preciso apenas somente tocar no serviço desejado e seguir as instruções do sistema.

Como posso fazer transferências pelo Caixa Tem?

Com o aplicativo Caixa Tem, os usuários podem fazer transferências para contas da Caixa e de outros bancos. Veja como:

  • Abra o aplicativo Caixa Tem;
  • Vá na opção “transferir dinheiro”;
  • Escolha entre ler QR Code ou digitar os dados de quem vai receber o dinheiro;
  • Selecione o banco de destino;
  • Digite o número da agência;
  • Verifique os dados e confirme;
  • Em seguida, coloque o número da conta com o dígito;
  • Coloque o tipo de conta de destino (poupança, conta corrente, etc.);
  • Informe o número do CPF e o nome de quem vai receber a transferência;
  • Digite o valor que será transferido (se você fizer a atualização cadastral, não haverá mais limites de valores);
  • Confirme o prazo de envio;
  • Verifique mais uma vez os dados da transferência;
  • Se todos os dados estiverem corretos, toque em “sim”;
  • Digite sua senha de acesso para confirmar o procedimento;
  • Um comprovante da transferência será gerado automaticamente. Para salvar o documento, clique em “Comprovante”.

Os correntistas, com a atualização cadastral pelo aplicativo, terão direito a transferências ilimitadas para contas da Caixa e até três operações aos outros bancos.

Bruno Destéfano
Diretor de redação
Nasceu no interior de Goiás e se mudou para a capital, Goiânia, no início de 2015. Seu objetivo era o de cursar Jornalismo na UFG. Desde o fim de sua graduação, já atuou como roteirista, gestor de mídias digitais, assessor de imprensa na Câmara Municipal de Goiânia, redator web, editor de textos e locutor de rádio. Escreveu dois livros, sendo um de ficção e outro de não-ficção. Também recebeu prêmios pela produção de um podcast sobre temas raciais e por seu livro-reportagem "Insurgência - Crônicas de Repressão". Atualmente, trabalha como redator web no site "Concursos no Brasil" e está participando de uma nova empresa no ramo de marketing digital.

Compartilhe

Especial Concurso BB

Veja mais »