Bolsa Família bloqueado no Caixa Tem? Veja o que pode ter acontecido

Com o Bolsa Família bloqueado no Caixa Tem, os beneficiários ficam impedidos de movimentar as suas parcelas. Saiba o que fazer para solucionar o problema.

Bolsa Família bloqueado no Caixa Tem: enquadramento em mãos mexendo em celular

Os bloqueios geralmente ocorrem devido ao acesso de múltiplas contas no mesmo celular. - Foto: Unsplash

Você é beneficiário do Bolsa Família e o aplicativo Caixa Tem está bloqueado em seu celular? Acessar múltiplas contas no mesmo dispositivo, conforme a instituição bancária, pode fazer com que o sistema do app não funcione corretamente. Com o Bolsa Família bloqueado no Caixa Tem, os usuários perdem o direito de movimentar suas parcelas pela internet.

A Caixa Econômica Federal já afirmou que, para reverter a situação e garantir o acesso pela plataforma, é necessário comparecer às unidades das agências bancárias. Durante o atendimento, os desbloqueios podem ser efetuados de maneira automática. Os interessados, no entanto, vão ter que comprovar a legitimidade de suas poupanças sociais digitais.

Bolsa Família bloqueado no Caixa Tem: saiba o que fazer

Grande parte dos bloqueios ocorre devido ao acesso de múltiplas contas no mesmo dispositivo móvel. Caso o aplicativo Caixa Tem apresente a mensagem de “inconsistência cadastral”, os beneficiários do Bolsa Família poderão solucionar o problema pelo próprio celular.

Para isso, bastará entrar novamente na plataforma e anexar a documentação solicitada pelo sistema. O próprio app Caixa Tem enviará uma mensagem para que garantir o desbloqueio do Bolsa Família, sem a necessidade de ir às agências bancárias.

Confira, abaixo, outras maneiras sanar o contratempo:

  1. Reinicie o seu celular e abra o aplicativo logo em seguida: em alguns contextos, o aplicativo Caixa Tem tende a ficar sobrecarregado pelos inúmeros acessos. Dessa maneira, os usuários podem fechar os outros programas e reiniciar o sistema do dispositivo;
  2. Confira a conexão de sua internet: o aplicativo Caixa Tem apresenta problemas quando a conectividade está instável;
  3. Atualize a plataforma para a versão mais recente e tente acessá-la: se o seu aplicativo estiver desatualizado, ele não funcionará corretamente;
  4. Tente não entrar no Caixa Tem em horários de pico: quando um calendário do Bolsa Família está em execução, muitos beneficiários podem acessar o aplicativo ao mesmo tempo.

Contas digitais para Bolsa Família

O governo federal, desde dezembro de 2020, começou a liberar contas digitais para os beneficiários do Bolsa Família. Após a liberação escalonada e automática, não será necessário gerar nenhuma nova senha. Os inscritos no programa poderão usar o mesmo código do cartão social pelo aplicativo Caixa Tem (Android e iOS). Além disso, os saques nos caixas eletrônicos vão continuar valendo para todos os beneficiários.

Veja o calendário previsto para a liberação das contas digitais aos inscritos no Bolsa Família:

  • Em dezembro de 2020: inscritos com NIS finais 0 e 9;
  • Em janeiro de 2021: inscritos com NIS finais 6, 7 e 8;
  • Em fevereiro de 2021: inscritos com NIS finais 3, 4 e 5;
  • A partir de março de 2021: inscritos com NIS finais 1 e 2, além dos grupos populacionais específicos (indígenas, quilombolas, ribeirinhos, extrativistas, pescadores artesanais, comunidades tradicionais, agricultores familiares, assentados, acampados e pessoas em situação de rua).
Bruno Destéfano
Redator
Nasceu no interior de Goiás e se mudou para a capital, Goiânia, no início de 2015. Seu objetivo era o de cursar Jornalismo na UFG. Desde o fim de sua graduação, já atuou como roteirista, gestor de mídias digitais, assessor de imprensa na Câmara Municipal de Goiânia, redator web, editor de textos e locutor de rádio. Escreveu dois livros, sendo um de ficção e outro de não-ficção. Também recebeu prêmios pela produção de um podcast sobre temas raciais e por seu livro-reportagem "Insurgência - Crônicas de Repressão". Atualmente, trabalha como redator web no site "Concursos no Brasil" e está participando de uma nova empresa no ramo de marketing digital.

Compartilhe

Comentários

Especial IBGE

Veja mais »