Bolsa Família: como regularizar o aplicativo Caixa Tem bloqueado?

Com o Caixa Tem bloqueado, não será possível movimentar as parcelas do Bolsa Família. Entenda, em nossa matéria, como resolver o problema.

Antes mesmo da liberação de contas digitais para Bolsa Família, outros usuários do Caixa Tem já alegavam terem sofrido suspensões ou bloqueios. A medida, conforme a instituição bancária, tem o propósito de evitar fraudes nos cadastros do sistema, ainda mais quando múltiplas contas são acessadas em um único celular. Se os beneficiários do Bolsa Família passarem pelo mesmo problema (Caixa Tem bloqueado), não será possível movimentar suas parcelas.

Caixa Tem bloqueado: o que fazer para continuar recebendo o Bolsa Família?

Na maioria dos casos, os bloqueios acontecem quando muitas contas são acessadas no mesmo dispositivo móvel. Os usuários do aplicativo, assim sendo, precisam comparecer às agências do banco para regularizar a situação. Após a comprovação dos dados, os atendentes desbloqueiam a plataforma de maneira automática.

Agora, se a mensagem for de “inconsistência cadastral”, o procedimento pode ser feito no próprio celular. Será necessário entrar no Caixa Tem bloqueado, clicar na opção de “liberar acesso” e anexar a documentação solicitada. Logo após, o sistema enviará uma mensagem com as instruções para que os beneficiários voltem a receber as parcelas pelo app.

Bolsa Família no Caixa Tem

Conforme calendário divulgado pelo governo federal, todos os beneficiários do Bolsa Família vão passar a ter poupanças digitais. Suas contas poderão ser movimentadas pelo aplicativo Caixa Tem, com a possibilidade de consultar os saldos dos benefícios e fazer pagamentos bancários. Por outro lado, vale frisar que os saques integrais ainda serão permitidos para os inscritos no programa.

Veja, abaixo, o cronograma previsto para a liberação automática das poupanças digitais:

  • A partir de dezembro de 2020: beneficiários do Bolsa Família com NIS finais 0 e 9;
  • A partir de janeiro de 2021: beneficiários do Bolsa Família com NIS finais 6, 7 e 8;
  • A partir de fevereiro de 2021: beneficiários do Bolsa Família com NIS finais 3, 4 e 5;
  • A partir de março de 2021: beneficiários do Bolsa Família com NIS finais 1 e 2, além dos grupos populacionais específicos.*

*Indígenas, quilombolas, ribeirinhos, extrativistas, pescadores artesanais, comunidades tradicionais, agricultores familiares, assentados, acampados e pessoas em situação de rua.

Bruno Destéfano
Diretor de redação
Nasceu no interior de Goiás e se mudou para a capital, Goiânia, no início de 2015. Seu objetivo era o de cursar Jornalismo na UFG. Desde o fim de sua graduação, já atuou como roteirista, gestor de mídias digitais, assessor de imprensa na Câmara Municipal de Goiânia, redator web, editor de textos e locutor de rádio. Escreveu dois livros, sendo um de ficção e outro de não-ficção. Também recebeu prêmios pela produção de um podcast sobre temas raciais e por seu livro-reportagem "Insurgência - Crônicas de Repressão". Atualmente, trabalha como redator web no site "Concursos no Brasil" e está participando de uma nova empresa no ramo de marketing digital.

Compartilhe

Especial Concurso BB

Veja mais »