Bolsa Família: saiba como pagar boletos bancários pelo Caixa Tem

O governo deverá criar poupanças digitais para os beneficiários do Bolsa Família. Confira como será possível pagar boletos por meio do aplicativo Caixa Tem.

A partir deste mês de dezembro, os beneficiários do Bolsa Família poderão movimentar suas parcelas pelo aplicativo Caixa Tem. As poupanças digitais devem ser criadas em caráter automático, com base nos dígitos finais do NIS (Número de Identificação Social). Além de consultar saldos e realizar transferências, os inscritos no programa também terão a possibilidade de pagar boletos bancários pelo Caixa Tem.

Vale ressaltar que a nova funcionalidade não impedirá os saques nos caixas eletrônicos. As unidades familiares vão continuar tendo o direito de usar os cartões tradicionais do programa (‘Cidadão’ ou 'Bolsa Família’). Acompanhe a matéria completa e entenda alguns dos recursos disponíveis na plataforma virtual da Caixa.

Primeiro cadastro no aplicativo Caixa Tem

Entre os meses de dezembro de 2020 e março de 2021, as contas digitais para Bolsa Família serão devidamente liberadas. Os beneficiários terão a possibilidade de acessar o aplicativo Caixa Tem para movimentar as parcelas do programa, incluindo o recurso de pagar boletos bancários.

Confira, abaixo, como realizar o primeiro cadastro na plataforma:

  • Instale o aplicativo Caixa Tem em seu dispositivo móvel. Ele está disponível para celulares com sistemas Android e iOS;
  • O primeiro acesso ao app poderá ser feito com o CPF e uma senha numérica de seis dígitos. Feita liberação das poupanças digitais, os inscritos no Bolsa Família conseguirão usar o mesmo código do cartão social para se cadastrar no Caixa Tem;
  • Depois de informar os dados solicitados pelo sistema, você já terá as condições necessárias para usar o aplicativo.

Bolsa Família: como pagar boletos pelo aplicativo Caixa Tem?

Para efetuar o pagamento de boletos bancários pelo Caixa Tem, os beneficiários devem seguir alguns procedimentos básicos. Veja:

  • Vá em “realizar pagamentos”, que está disponível no app Caixa Tem;
  • Será iniciado um chat automático com todas as opções para pagar o boleto bancário;
  • Além de inserir o código de barras manualmente, o beneficiário também poderá escolher a alternativa de leitura automática do boleto. Para isso, será preciso apertar em “ler código com a câmera”;
  • Selecione a opção desejada, insira os dados do boleto e aguarde pela confirmação da leitura do documento;
  • Confira os dados registrados e, se tudo estiver dentro dos conformes, finalize o procedimento.

Limite para as transferências bancárias

Além de pagar boletos pelo Caixa Tem, os usuários do app também podem realizar transferências bancárias de até R$ 600 por operação (limite de R$ 1.200 por dia e R$ 5.000 por mês). Confira como usar o recurso pela plataforma:

  • Abra o aplicativo e toque na opção “transferir dinheiro”;
  • Escolha se deseja digitar os dados do recebedor ou usar a funcionalidade de QR Code;
  • Escolha o banco desejado;
  • Logo em seguida, informe o número da agência;
  • Digite o número da conta do remetente e o respectivo dígito;
  • Selecione o tipo de conta de destino;
  • Digite os dados de quem vai receber o dinheiro;
  • Informe o valor que será transferido e confirme o prazo de envio. O dinheiro será transferido no dia posterior ao da operação.

Afinal, quando as contas vão ser liberadas?

As poupanças para Bolsa Família serão liberadas de maneira gradual, com base no final do NIS (Número de Identificação Social) dos beneficiários. Confira o calendário previsto:

  • A partir de dezembro de 2020: inscritos com NIS finais 0 e 9;
  • A partir de janeiro de 2021: inscritos com NIS finais 6, 7 e 8;
  • A partir de fevereiro de 2021: inscritos com NIS finais 3, 4 e 5;
  • A partir de março de 2021: inscritos com NIS finais 1 e 2, além dos grupos populacionais específicos (indígenas, quilombolas, ribeirinhos, extrativistas, pescadores artesanais, comunidades tradicionais, agricultores familiares, assentados, acampados e pessoas em situação de rua).
Bruno Destéfano
Diretor de redação
Nasceu no interior de Goiás e se mudou para a capital, Goiânia, no início de 2015. Seu objetivo era o de cursar Jornalismo na UFG. Desde o fim de sua graduação, já atuou como roteirista, gestor de mídias digitais, assessor de imprensa na Câmara Municipal de Goiânia, redator web, editor de textos e locutor de rádio. Escreveu dois livros, sendo um de ficção e outro de não-ficção. Também recebeu prêmios pela produção de um podcast sobre temas raciais e por seu livro-reportagem "Insurgência - Crônicas de Repressão". Atualmente, trabalha como redator web no site "Concursos no Brasil" e está participando de uma nova empresa no ramo de marketing digital.

Compartilhe

Especial Concurso BB

Veja mais »