Como receber seguro-desemprego em 2021; veja quem tem direito

Seguro-desemprego em 2021 deve atender milhões de brasileiros. Tire suas dúvidas em nosso artigo.

Com a pandemia de COVID-19 e a crise econômica iniciada em 2020, os pedidos de seguro-desemprego aumentaram no país. No entanto, muitos trabalhadores não conhecem as regras e os direitos do benefício. Como receber seguro-desemprego em 2021?

Quem pode receber o seguro-desemprego em 2021

O seguro-desemprego é um benefício pago pelo governo federal para os trabalhadores que forem demitidos sem justa causa e tenham carteira assinada (CLT) ou façam parte de grupos específicos. No entanto, existem algumas regras que precisam ser seguidas, confira:

  • Trabalhador não pode ter outra renda que sustente a família;
  • Estiver empregado formalmente a pelo menos 12 meses nos últimos 18 meses em relação a data de demissão (regra para primeira solicitação de seguro-desemprego);
  • Nos últimos 12 meses, estiver empregado por pelo menos nove meses com carteira assinada (segunda solicitação do seguro-desemprego);
  • Estar empregado por pelo menos seis meses antes da data de dispensa (demais solicitações de seguro-desemprego).

Atenção! Os grupos específicos como pescadores artesanais possuem regras próprias definidas pelo governo.

Vale ressaltar que os trabalhadores que não receberam benefício previdenciário ou o BPC podem pedir o seguro-desemprego.

Prazo para solicitar o seguro-desemprego

Existe um prazo mínimo e máximo para que o trabalhador solicite o seguro-desemprego. A pessoa que for demitida sem justa causa tem entre sete e 120 dias, a partir da oficialização da demissão, para realizar o pedido. Caso o prazo seja esgotado, a pessoa perde automaticamente o direito.

Além do trabalhador formal, existem outras formas de seguro-desemprego, com prazos diferentes:

  • Bolsa qualificação: solicitação durante a suspensão do contrato de trabalho;
  • Pescador artesanal: durante o defeso, com pedido até 120 dias do início da proibição de pesca;
  • Empregado doméstico: pedido entre sete e 90 dias da data de demissão;
  • Trabalhador resgatado: até 90 dias da data do resgate.

Como pedir seguro-desemprego em 2021

Existem três formas de pedir o seguro-desemprego em 2021. A primeira e mais prática é o site do governo federal dedicado ao seguro-desemprego e seguir as instruções.

A segunda é a opção de fazer o pedido via aplicativo Carteira de Trabalho Digital (disponível para smartphones com sistema Android ou iOS).

Por fim, o trabalhador formal ou pessoa que faz parte dos grupos específicos podem realizar a solicitação presencialmente, no Sine do município. Com a pandemia de COVID-19, é possível que o Sine esteja fechado e só reste as opções online.

Em caso de dúvidas sobre o seguro-desemprego ligue para o Alô Trabalho do governo do federal. O número é o 158 e a ligação é gratuita para todo o país.

Como calcular o valor do seguro-desemprego

O seguro-desemprego pode pagar entre três e cinco parcelas, conforme o tempo de trabalho e quantidade de solicitações já realizadas.

Os valores são calculados da seguinte maneira:

SalárioValor da parcela do seguro-desemprego
Até R$ 1.599,61Salário multiplicado por 0,8
De R$ 1.599,62 a R$ 2.666,29Pegue o salário, diminua por R$ 1.599,61 e multiplique por 0,5. Some com R$ 1.279,69
Acima de R$ 2.666,29R$ 1.813,03

No momento, o governo estuda reduzir as parcelas do seguro-desemprego. Caso isso ocorra, atualizaremos o nosso artigo.

Os pagamentos do seguro-desemprego são mensais e feitos pela Caixa Econômica Federal. É possível que o dinheiro seja depositado em uma conta específica, em Poupança da Caixa ou que seja sacado também na Caixa.

Carlos Rocha
Redator
Jornalista formado (UFG), atualmente redator no site Concursos no Brasil. Foi roteirista do Canal Fatos Desconhecidos (YouTube) por um ano e meio. Produziu conteúdo de podcast para o Deezer. Fez parte da Rádio Universitária (870AM) por três anos e meio como apresentador no Programa Fanático e como repórter, narrador e comentarista da Equipe Doutores da Bola. Fã de futebol, NFL e ouvinte de podcast.

Compartilhe

Especial Concurso BB

Veja mais »