Como usar a nota do Enem 2020 para se inscrever no SiSU? Descubra AQUI

Com a nota do Enem 2020, os estudantes poderão se inscrever no SiSU para disputar vagas em instituições públicas de ensino. Veja como realizar o procedimento.

Como usar a nota do Enem 2020 para se inscrever no SiSU: logo do Sistema de Seleção Unificada, o SiSU

O prazo da chamada para a matrícula dos remanescentes nas Universidades começa hoje. - Foto: Reprodução/Ministério da Educação (MEC)

O Sistema de Seleção Unificada (SiSU) é uma plataforma virtual que seleciona os estudantes para instituições públicas de nível superior. Com a nota obtida no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), os interessados podem garantir vagas em diversas universidades do país. O resultado desta edição do Enem está previsto para sair no dia 29 de março de 2021 e, por isso, é importante já saber como usar a nota para se cadastrar no SiSU.

Assim como já acontece normalmente, o Ministério da Educação (MEC) promove, a cada ano, duas edições do Sistema de Seleção Unificada. Quando os estudantes se inscrevem, a plataforma do SiSU consegue recuperar, de maneira automática, todas as pontuações obtidas nas provas. Isso quer dizer que os interessados não precisam lembrar ou digitar as notas que garantiram na edição do Enem 2020.

Como usar a nota do Enem 2020 para se inscrever no SiSU?

As inscrições para o Sistema de Seleção Unificada estarão abertas entre os dias 6 e 9 de abril de 2021, sendo que a consulta de vagas já está disponível por meio do portal do SiSU. Para se cadastrar na plataforma, os estudantes devem ter realizado a versão mais recente do Enem, desde que não tenham zerado na etapa de redação.

Veja, abaixo, como é possível usar a nota do Enem 2020 para se inscrever no SiSU:

  • Acesse o site oficial do Sistema de Seleção Unificada (SiSU);
  • Informe o mesmo número de inscrição e senha que usou para o Enem 2020;
  • Insira os dados solicitados pela página do SiSU;
  • Escolha, em ordem de prioridade, até duas opções de curso entre as vagas ofertadas;
  • Defina a modalidade de concorrência (cotas ou ampla concorrência);
  • Verifique os dados que foram inseridos e confirme o procedimento;
  • Imprima, caso queira, a inscrição feita pelo SiSU e não deixe de acompanhar a nota de corte. O resultado deverá ficar disponível a partir do dia 13 de abril de 2021.

Vale ressaltar que alguns cursos podem exigir notas mínimas para os estudantes. Nesse caso, o próprio sistema do SiSU deverá informar qual é a pontuação necessária para concorrer às vagas. Os estudantes também devem ficar constantemente atentos às notas parciais de corte. Isso porque elas aumentam ou diminuem na medida em que novos candidatos se inscrevem para a mesma vaga que você.

Dessa maneira, o SiSU fornece condições para que os estudantes possam avaliar suas possibilidades e, se for o caso, escolher outro curso ou faculdade até o fim das inscrições. Os candidatos, caso queiram manter as opções mesmo assim, poderão ficar na lista de espera se não forem classificados de primeira. Valerá a pena, então, ficar de olho nas convocações que serão feitas pelo SiSU e/ou pela própria instituição de ensino.

Bruno Destéfano
Redator
Nasceu no interior de Goiás e se mudou para a capital, Goiânia, no início de 2015. Seu objetivo era o de cursar Jornalismo na UFG. Desde o fim de sua graduação, já atuou como roteirista, gestor de mídias digitais, assessor de imprensa na Câmara Municipal de Goiânia, redator web, editor de textos e locutor de rádio. Escreveu dois livros, sendo um de ficção e outro de não-ficção. Também recebeu prêmios pela produção de um podcast sobre temas raciais e por seu livro-reportagem "Insurgência - Crônicas de Repressão". Atualmente, trabalha como redator web no site "Concursos no Brasil" e está participando de uma nova empresa no ramo de marketing digital.

Compartilhe

Especial Auxílio Emergencial

Veja mais »