Concurso PRF 2021: como será o TAF, teste de aptidão física

Durante coletiva de imprensa sobre o concurso PRF, os diretores da corporação comentaram como será o teste físico e responderam dúvidas dos candidatos.

Interessados em participar do concurso PRF (Polícia Rodoviária Federal) devem estar preparados para participar de várias etapas. Além das provas escritas e de títulos, o certame contará com um Teste de Aptidão Física (TAF). Nessa fase os candidatos serão avaliados de acordo com suas habilidades para realizar exercícios físicos.

Em coletiva de imprensa, o diretor-executivo da corporação, José Hott, disse que esse teste “busca selecionar o candidato que preencha as capacidades a desenvolver as competências do cargo de policial. É necessária a aptidão física para suportar as exigências do cargo”. Ele afirmou que o TAF terá as mesmas provas que teve no certame anterior.

Sendo assim, os candidatos serão submetidos a séries de:

  • Flexão em barra fixa;
  • Teste de shuttle run (ir e vir);
  • Flexão abdominal;
  • Corrida; e
  • Salto na caixa de areia (impulsão horizontal).

Sobre as flexões, a diretora de Gestão de Pessoas da PRF, Sílvia Borges, não deu certeza se serão supinadas ou pronadas. Segundo ela, o Grupo de Práticas Básicas de Saúde (CPBS) está discutindo qual será o formato e os candidatos saberão quando o edital for publicado.

De acordo com Hott, o TAF do concurso PRF será de caráter apenas eliminatório. O diretor disse ainda que não terá prova de natação, pois a maioria das piscinas pelo país estão fechadas por causa da pandemia. “Estamos estudando a possibilidade da inclusão de um teste de agilidade”, afirmou. Portanto pode ser que haja alteração na etapa, mas isso será confirmado no edital.

O que usar no TAF do concurso PRF

Os candidatos devem se apresentar vestindo roupas esportivas e tênis para realizar as atividades. Durante a coletiva, Borges afirmou que não será exigido o uso de máscara durante a realização dos exercícios. Segundo ela, “a intenção é que se mantenha o distanciamento”. Outra dúvida que os candidatos enviaram foi se será possível usar fones de ouvido durante a corrida.

“Existem alguns estudos que dizem que a música aumenta a performance. Mas isso vai depender da análise jurídica da organizadora”, comentou a diretora. O diretor-geral, Eduardo Aggio, disse que os candidatos devem treinar com e sem máscara, sem música e as pegadas pronada e supinada.

Segundo ele, dessa forma, o concorrente do concurso PRF estará pronto para o que a prova demandar. Eduardo ainda deixou uma recomendação: “Treinem nas piores condições possíveis, treinar na pior condição te habilita na melhor condição a ter uma performance melhor”.

Isadora Tristão
Redatora
Nascida na cidade de Goiânia e formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Goiás, hoje, é redatora no site "Concursos no Brasil". Anteriormente, fez parte da criação de uma revista voltada para o público feminino, a Revista Trendy, onde trabalhou como repórter e gestora de mídias digitais por dois anos. Também já escreveu para os sites “Conhecimento Científico” e “KoreaIN”. Em 2018 publicou seu livro-reportagem intitulado “Césio 137: os tons de um acidente”, sobre o acidente radiológico que aconteceu na capital goiana no final da década de 1980.

Compartilhe

Especial Concurso BB

Veja mais »