Concurso PRF: o que é preciso para ser policial rodoviário federal?

Existe uma série de requisitos gerais e específicos que um candidato do concurso PRF precisa cumprir para ingressar na carreira de policial rodoviário federal.

concurso prf: a imagem mostra policial em cima de moto em primeiro plano e ao fundo várias pessoas reunidas

Ensino superior, CNH B e aprovação no concurso são requisitos principais. - Foto: Wikimedia Commons

Com o concurso PRF confirmado e edital prestes a ser lançado, muita gente se anima para ingressar na carreira da Polícia. Mas você sabe o que é preciso para ser um policial rodoviário federal? Antes de mais nada, o interessado em ingressar neste cargo precisa ter concluído ensino superior. Diferentemente de outras funções, esta não requer diploma em uma área de conhecimento específica.

Sendo assim, o candidato pode ser graduado em qualquer curso superior ou ter formação tecnóloga, já que esta também conta como superior. É importante saber que o diploma precisa ser fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). Outro requisito é ser aprovado em todas as etapas do concurso PRF.

O certame conta com provas objetivas, discursivas, físicas, além de avaliações médicas e psicológicas. Sendo assim, o candidato precisa ser considerado apto em todas elas para entrar no Curso de Formação. Mas não para por aí! Também é necessário conseguir aprovação neste treinamento, que é a fase final do certame. Veja mais:

Requisitos gerais para ser Policial Rodoviário Federal

De acordo com o último edital do concurso PRF, são exigências básicas para entrar na carreira de policial rodoviário:

  • Ter a nacionalidade brasileira ou portuguesa e, no caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo Estatuto de Igualdade entre Brasileiros e Portugueses, conforme a Constituição Federal;
  • Poder exercitar os seus direitos políticos;
  • Estar quite com as obrigações militares, em caso de candidato do sexo masculino;
  • Estar em dia a Justiça Eleitoral;
  • Possuir Carteira Nacional de Habilitação ou permissão para conduzir veículos automotores de, no mínimo, categoria “B”, válida e sem impedimentos, e que não possua observação de adaptação veicular ou restrição de locais e (ou) horário para dirigir;
  • Ser recomendado na fase de investigação social;
  • Possuir os requisitos escolares exigidos para o exercício do cargo;
  • Ter idade mínima de 18 anos completos na data da posse;
  • Ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo.

Muita gente também fica em dúvida se existe idade limite para ingressar na PRF. Segundo o diretor-executivo da corporação, José Hott, "não há limite de idade. Selecionamento pela competência e pela capacidade de ser PRF". Sendo assim, desde que o candidato se inclua nos requisitos, não importa quantos anos tenha.

O que faz um Policial Rodoviário Federal?

A função de um Policial Rodoviário Federal pode variar de acordo com a classe em que está ingressado. Dessa forma, os servidores são divididos em quatro categorias principais e cumprem as seguintes especificações:

  • Terceira Classe: realiza atividades ostensivas, fiscais e de patrulhamento das rodovias. Também é papel do policial dar socorro aos motoristas e ficar na linha de frente das operações;
  • Segunda Classe: é mais ligado a tarefas de administração, controle e execução de natureza policial. Além disso, ainda realiza as mesmas atividades de um Policial de Terceira Classe;
  • Primeira Classe: lida com capacitação, coordenação, planejamento, controle e execução administrativa e operacional das atividades da corporação. Também é responsável por manter a relação com as corporações policiais em nível nacional;
  • Classe Especial: trabalha com atividades administrativas como planejamento, direção, coordenação, supervisão, controle e avaliação administrativa e operacional. Ainda é responsável pela comunicação com outras corporações policiais, bem como entidades internacionais.

Além das funções específicas de cada classe, existem algumas tarefas que devem ser cumpridas por todos os policiais. São elas:

  • Realizar atividades de natureza policial envolvendo fiscalização, patrulhamento e policiamento ostensivo;
  • Prestar atendimento e socorro às vítimas de acidentes rodoviários;
  • Combater a exploração sexual de crianças e adolescentes e crimes ambientais;
  • Fazer outras tarefas relacionadas com a área operacional da Polícia Rodoviária Federal.

Qual é o salário de um Policial Rodoviário Federal?

Os aprovados no concurso PRF costumam entrar na Terceira Classe e contam com remuneração inicial de R$ 10.357,88. Um Policial Rodoviário Federal nesta posição cumpre jornadas de 40 horas semanais de trabalho. De acordo com promoções, é possível subir na carreira até chegar no topo, que é a Classe Especial, recebendo em torno de R$ 16 mil.

Vale ressaltar que os policiais rodoviários ainda contam com gratificações de R$ 420,99 para cada seis horas de trabalho em momento de descanso. Caso o período extra trabalhado atinja 12 horas, o valor pago sobe para R$ 900. Essas bonificações estão previstas pela Medida Provisória 837/2018.

Quais são as fases do concurso PRF?

De acordo com editais passados, o novo concurso PRF deve contar com nove etapas classificatórias / eliminatórias. Confira quais são:

  • Provas objetivas: questões elaboradas em cima do conteúdo programático descrito no edital. Enquanto o documento não sair, é possível estudar baseado no que foi abordado na prova passada;
  • Provas discursivas: normalmente é formada por uma redação dissertativa;
  • Teste de Aptidão Física (TAF): realização de exercícios físicos como flexões e corrida para garantir aptidão do candidato para as atividades rotineiras de um policial;
  • Apresentação de Documentos: a partir da documentação é possível realizar as etapas seguintes, bem como conferência da experiência profissional e formação acadêmica;
  • Avaliação Médica: entrega de exames de imagem, laboratoriais e de sangue;
  • Avaliação Psicológica: entrevistas feitas com técnicas da psicologia para garantir que o candidato está apto mental e emocionalmente para as atividades do cargo;
  • Investigação Social: é feita a conferência dos antecedentes do candidato;
  • Avaliação Biopsicossocial: essa fase será destinada para aqueles que entrarem por meio das cotas;
  • Curso de Formação Policial (CFP): treinamento teórico e prático acerca da rotina de um policial rodoviário federal.

Os detalhes de cada etapa do concurso PRF são descritos no edital. Por isso, o candidato precisa ler o documento com muita atenção para evitar ser pego de surpresa.

Isadora Tristão
Redatora
Nascida na cidade de Goiânia e formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Goiás, hoje, é redatora no site "Concursos no Brasil". Anteriormente, fez parte da criação de uma revista voltada para o público feminino, a Revista Trendy, onde trabalhou como repórter e gestora de mídias digitais por dois anos. Também já escreveu para os sites “Conhecimento Científico” e “KoreaIN”. Em 2018 publicou seu livro-reportagem intitulado “Césio 137: os tons de um acidente”, sobre o acidente radiológico que aconteceu na capital goiana no final da década de 1980.

Compartilhe

Comentários

Especial PRF

Veja mais »