Concurso PRF: o que estudar para as provas [Guia Completo]

O concurso PRF possui dois formatos de prova com detalhes que os interessados em participar dessa seleção PRECISAM saber. Por isso, fizemos um guia para você.

Concurso PRF: o que estudar para as provas: policial rodoviário olhando para a estrada com moto ao lado e caros ao fundo

Tudo que você precisa saber sobre o concurso PRF está aqui! - Foto: PRF Paraná

As expectativas para um concurso PRF em 2021 são muito altas. Mesmo o Ministério da Economia não tendo confirmado a abertura, um grande pedido foi feito em maio. Uma vez que a Polícia Rodoviária Federal conta com um déficit de funcionários, é bem possível que coisa boa esteja por vir. Então, concurseiro, que tal se preparar de antemão?

Confira nosso artigo com vários detalhes de como e o que estudar para a prova do concurso PRF:

O que você vai ver neste artigo

  • Próximo concurso PRF
  • Último concurso PRF
  • Etapas do concurso PRF
  • O que estudar para a prova do concurso PRF
  • Dicas de como estudar
  • Questões de provas anteriores

Próximo concurso PRF

Em 2019 a Polícia Rodoviária Federal fez um pedido para abertura de mais de 4 mil vagas para Policial e Agente Administrativo. No entanto, não foi feita nenhuma seleção e a expectativa subiu no ado de 2020. Os órgãos tinham até o final do mês de maio para fazer novas solicitações ao Ministério da Economia, que ainda não confirmou nenhum edital.

Assim, foram pedidas 2.634 vagas inicialmente e, depois, outras 138, totalizando 2.772 oportunidades para o próximo concurso PRF. Porém, por causa da pandemia de coronavírus o certame provavelmente ocorrerá apenas no próximo ano. Enquanto isso, os concurseiros devem ir se preparando.

Último concurso PRF

O último concurso PRF teve edital organizado pelo Cespe/Cebraspe e lançado em 2018, com provas realizadas em 2019. A seleção ofertava 500 vagas de Policial Rodoviário Federal e subsídio de R$ 9.473,57 para jornadas de 40 horas semanais de trabalho. No total, se inscreveram 129.152 pessoas em todo o país e o certame contou com 1.614 aprovados.

Além das vagas iniciais, foi publicada uma portaria autorizando outras 500 contratações e, dessa forma, mil aprovados foram aprovados e nomeados. Uma nova atualização em 2020 abriu a possibilidade para mais 609 aprovados serem convocados, restando apenas seis de fora.

Qual é o perfil da banca Cespe/Cebraspe

Como o último concurso PRF foi organizado pelo Cespe/Cebraspe, bem como outro em 2013, é possível que a mesma banca seja escolhida para o próximo. Por isso é importante conhecer como a organizadora trabalha, pois há um perfil padrão na criação de provas e formato de avaliação. O Centro de Pesquisa em Avaliação e de promoção de Eventos (Cebraspe) é responsável por exames em todo o país e é conhecido por ser muito rigoroso.

O método utilizado pelo Cespe/Cebraspe é um pouco diferente do convencional:

  • Questões de Certo ou Errado: enquanto outras bancas utilizam múltipla escolha com opções A, B, C e D, numa prova do Cespe/Cebraspe o candidato deve analisar a proposição de cada número e marcar C (Certo) ou E (errado). Mas isso não é regra, eventualmente pode haver provas de múltipla escolha;
  • Uma errada anula uma certa: se você acertar 50% da prova, mas errar a outra metade, sua nota será zero. Isso porque cada questão que o candidato errar anula um acerto e, assim, a nota vai diminuindo.

Como o esquema é um tanto complexo, existem algumas estratégias para realizar a prova do Cespe/Cebraspe:

  • Marcação dupla: se você colocou no cartão resposta uma opção equivocada ou mudou de ideia, marque as duas opções. Dessa forma, a questão será anulada e você não perderá pontos. Vale lembrar que isso só serve para questões de Certo ou Errado;
  • Sem marcação: caso haja dúvida em alguma questão e você não quer perder pontos, simplesmente não marque nada no cartão resposta. Não ganha nota, mas também não perde;
  • Atenção aos enunciados: em qualquer modelo de prova, o Cespe/Cebraspe conta com interpretação de texto. Ou seja, não basta decorar a matéria, você precisa interpretar os enunciados para responder as questões;
  • Palavras-chave: fique ligado em estruturas que parecem corretas, mas podem possuir alguma pegadinha. Preste atenção em sinônimos, antônimos, termos com sentido de exclusividade (apenas, só, somente, exclusivamente) ou com sentido inclusivo (também, igualmente, bem como).

Uma boa maneira de conhecer a banca organizadora Cespe/Cebraspe é conferir provas antigas. Ler os enunciados, perceber os truques e praticar com as questões.

Etapas do concurso PRF para Policial

De acordo com editais anteriores, o concurso PRF para Policial Rodoviário Federal conta com sete etapas:

  • Provas escritas (objetiva e discursiva);
  • Teste de Aptidão Física - TAF;
  • Avaliação de Saúde;
  • Avaliação Psicológica;
  • Prova de Títulos;
  • Investigação Social;
  • Curso de Formação.

Veja cada uma em detalhes:

Provas escritas do concurso PRF

Todos os candidatos do concurso PRF ao cargo de Policial são submetidos a provas escritas com duração de 4 horas e 30 minutos. A prova objetiva, de acordo com o último edital, é formada por 120 questões de Certo ou Errado. Essa avaliação é dividida em três partes. O Bloco I é composto por 50 questões de conhecimentos gerais em que são tratados assuntos de:

  • Língua Portuguesa;
  • Raciocínio Lógico-Matemático;
  • Informática;
  • Noções de Física;
  • Ética no Serviço Público;
  • Geopolítica Brasileira;
  • História da PRF.

Já o Bloco II conta com 40 questões que tratam sobre Legislação de Trânsito. Por fim, o Bloco III é formado por 30 questões acerca de Noções de Direito, nas vertentes:

  • Administrativo;
  • Constitucional;
  • Penal e Processual Penal;
  • Direitos Humanos e Cidadania.

No mesmo dia, os candidatos a Policial Rodoviário Federal terão prova discursiva no mesmo dia da prova objetiva. São disponibilizadas 30 linhas para uma redação dissertativa valendo 20 pontos. No último concurso PRF, foram dados dois textos base e o tema proposto foi “O combate às infrações de trânsito nas rodovias federais brasileiras”.

A prova exigia que na composição escrita os candidatos abordassem os seguintes assuntos:

  • Medidas adotadas pela PRF no combate às infrações: 7,00 pontos;
  • Ações da sociedade que auxiliem no combate às infrações: 6,00 pontos;
  • Atitudes individuais para a diminuição das infrações: 6,00 pontos.

Além do conteúdo textual também são avaliados, valendo um ponto:

  • Legibilidade;
  • Respeito às margens;
  • Indicação de parágrafos;
  • Organização das ideias em texto estruturado.

É importante ressaltar que, caso o candidato desvie o foco do tema principal, este perderá pontos, podendo até zerar a prova.

Teste de Aptidão Física - TAF

Quem tira a nota mínima nas provas escritas é convocado para um teste físico, em que os concorrentes devem se apresentar vestindo roupas esportivas. Esses serão submetidos a uma série de exercícios, composta por:

  • Flexão em barra fixa;
  • Impulsão horizontal;
  • Flexão abdominal;
  • Corrida de 12 minutos.

Nessa fase, a quantidade de repetições ou intensidade do exercício varia entre homens e mulheres.

Avaliação de Saúde

A avaliação de saúde é a etapa em que os candidatos serão avaliados por suas condições clínicas, sinais ou sintomas que possam incapacitar os candidatos de realizarem as tarefas da função. Nessa fase do concurso PRF, os concorrentes devem entregar uma série de laudos e exames laboratoriais de sangue, urina, fezes e toxicológicos.

Além disso, a junta médica escolhida pela banca organizadora irá fazer análises específicas como cardiológica, pulmonar e oftalmológica. Caso seja encontrado alguma característica que torne o a pessoa inapta, os médicos avaliarão se é:

  • Compatível ou não com o cargo pretendido;
  • Potencializado com as atividades a serem desenvolvidas;
  • Determinante de frequentes ausências;
  • Capaz de gerar atos que venham a colocar em risco a segurança do candidato ou de outras pessoas no desempenho do cargo ou durante o curso de formação profissional;
  • Potencialmente incapacitante a curto prazo.

Dessa forma, é possível determinar melhor a classificação do candidato.

Avaliação psicológica

Além da avaliação de saúde, os candidatos do concurso PRF que estiverem pleiteando o cargo de Policial Rodoviário Federal devem ainda passar por uma avaliação psicológica. Essa é uma etapa para analisar a aptidão do concorrente a controlar impulsos, uma vez que a função conta com o uso de armas. Assim, são aplicados instrumentos e técnicas psicológicas para analisar:

  • Personalidade;
  • Raciocínio;
  • Habilidades específicas.

Aqueles que forem considerados inaptos estão, automaticamente, eliminados do concurso PRF.

Prova de Títulos

Como o concurso PRF para Policial é voltado para nível superior, os candidatos também passam por prova de títulos. A pontuação é dada considerando os seguintes certificados:

  • Doutorado: 1,8 ponto;
  • Mestrado: 1,2 ponto;
  • Especialização: 0,8 ponto;
  • Exercício em cargo público de natureza policial: 1,2 ponto.

Só pode ser entre um título por categoria, somando até 5 pontos. A não apresentação desses documentos resultará em nota zero nesta etapa.

Investigação social

Até agora todas as etapas formam a primeira fase do concurso PRF para Policial, que se encerra com uma investigação social realizada pelo órgão. O objetivo é perceber se os candidatos têm conduta social e de idoneidade moral compatíveis com o cargo pretendido.

Dessa forma, a Polícia Rodoviária Federal pesquisa o histórico social, funcional, civil e criminal dos aprovados até agora. Se não houver nenhum problema, o indivíduo será recomendado para a função na qual se inscreveu.

Curso de Formação Profissional

Os candidatos aprovados em todas as etapas da primeira fase são direcionados ao Curso de Formação Profissional. Para participar da segunda fase do concurso PRF, os candidatos devem se matricular via internet e comparecer às aulas e atividades definidas por edital específico publicado após a convocação.

Nessa parte são realizadas provas escritas com base no conteúdo trabalhado durante o curso. Vale ressaltar que a frequência integral também é critério de aprovação. Outro ponto importante é que, enquanto estiver matriculado, o aluno receberá auxílio financeiro equivalente a 50% do subsídio oferecido para o cargo de Policial.

Etapas do concurso PRF para Agente Administrativo

O concurso PRF para Agente Administrativo é de nível médio, por isso conta com apenas duas etapas, de acordo com o último edital (2014): Prova Objetiva e Investigação Social. Confira os detalhes de cada fase:

Prova objetiva para Agente Administrativo

Conforme a seleção de 2014, que foi organizada pela FUNCAB, a prova objetiva para Agente Administrativo do concurso PRF é composta por 60 questões de múltipla escolha. Os candidatos têm três horas e meia para resolver a avaliação e marcar o cartão resposta. A prova é dividida entre:

Conhecimentos Básicos
DisciplinasQuantidade de QuestõesValor de cada questãoPontuação Máxima
Língua Portuguesa12224
Ética e Conduta Pública616
Raciocínio Lógico616
Conhecimentos Específicos
DisciplinasQuantidade de QuestõesValor de cada questãoPontuação Máxima
Noções de Direito Constitucional61,59
Noções de Direito Administrativo61,59
Noções de Administração61,59
Noções de Arquivologia61,59
Noções de Informática61,59
Legislação Relativa à PRF61,59

Investigação Social

Os aprovados na primeira fase serão convocados para uma investigação social, com o objetivo de avaliar o comportamento dos candidatos e sua idoneidade moral. Assim, cada um deverá preencher uma Ficha de Informações Pessoais (FIP) e apresentar as seguintes certidões:

  • Antecedentes criminais (últimos 5 anos);
  • Da Justiça Eleitoral;
  • Dos cartórios de execução cível da cidade onde reside (últimos 5 anos).

Dessa forma, a PRF fará uma pesquisa sobre a vida atual e passada do candidato, nos âmbitos familiar, social, funcional, civil e criminal.

O que estudar para a prova do concurso PRF: Policial

Segundo o último concurso PRF, os candidatos a Policial Rodoviário Federal devem obter um mínimo de 48 pontos para serem aprovados. Vale lembrar que, como a prova é de Certo ou Errado e uma questão respondida errada anula uma resposta correta, não existe um assunto principal. Ou seja, não existe uma matéria que tenha peso maior que a outra.

No entanto, a parte de Direito possui mais questões, então é válida uma atenção maior para essa parte. Um ponto importante é a interpretação de texto que entra na parte de Português, mas está presente em todos os enunciados.

Confira o conteúdo programático de acordo com o edital do concurso PRF de 2018:

Bloco I

  • Língua Portuguesa: Compreensão e interpretação de textos de gêneros variados. Reconhecimento de tipos e gêneros textuais. Domínio da ortografia oficial. Sinônimos, conectores, tempos verbais, classes gramaticais. Coordenação e subordinação entre orações, pontuação, concordância verbal e nominal, pronomes átonos. Reescrita e reorganização de frases e parágrafos do texto. Níveis de formalidade e correspondência oficial;
  • Raciocínio lógico-matemático: Modelagem de situações-problema por meio de equações do 1º e 2º graus e sistemas lineares. Noção de função, análise gráfica, regra de três, porcentagem. Sequências numéricas, progressão aritmética e progressão geométrica. Noções básicas de contagem e probabilidade. Descrição e análise de dados. Noções básicas de teoria dos conjuntos. Análise e interpretação de figuras planas, como desenhos, mapas e plantas. Utilização de escalas e métrica;
  • Informática: Conceito de internet e intranet. Conceitos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados a internet/intranet, como ferramentas e aplicativos, correio eletrônico e redes sociais. Noções de sistema operacional e redes de computadores. Conceitos de proteção e segurança. Computação na nuvem;
  • Física: Cinemática escalar e vetorial. Movimento circular. Leis de Newton e suas aplicações. Trabalho, potência, energia cinética, energia potencial, atrito e colisões. Conservação de energia e suas transformações. Quantidade de movimento e conservação da quantidade de movimento, impulso;
  • Ética no Serviço Público: Ética, moral, princípios e valores. Ética e democracia: exercício da cidadania. Ética e função pública. Ética no setor público;
  • Geopolítica Brasileira: O Brasil político: nação e território, organização do Estado Brasileiro, divisão inter-regional do trabalho e da produção no Brasil, estrutura urbana brasileira e as grandes metrópoles. Distribuição espacial da população no Brasil e movimentos migratórios internos. A evolução da estrutura fundiária e problemas demográficos no campo. Integração entre indústria e estrutura urbana, rede de transportes e setor agrícola no Brasil. Geografia e gestão ambiental: biomas, domínios e ecossistemas. O Brasil e a questão cultural. A integração do Brasil ao processo de internacionalização da economia. Urbanização da sociedade e cultura de massas do século XX.
  • História da PRF: Grandes eventos esportivos. Atualidade, tecnologia, trânsito, capacitação e ação especializada. Áreas especializadas. Detalhes gerais da Polícia Federal.

Bloco II

  • Lei nº 9.503/1997 e suas alterações (institui o Código de Trânsito Brasileiro — CTB);
  • Decreto nº 4.711/2003(dispõe sobre a Coordenação do Sistema Nacional de Trânsito — SNT);
  • Resoluções do Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN) e suas alterações.

Bloco III

  • Direito Administrativo: Noções de organização administrativa. Ato administrativo. Agentes públicos. Poderes administrativos. Licitação. Controle da Administração Pública. Responsabilidade civil do Estado. Regime jurídico-administrativo;
  • Direito Constitucional: Direitos e garantias fundamentais: direitos e deveres individuais e coletivos; direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade; direitos sociais; nacionalidade; cidadania e direitos políticos; partidos políticos; garantias constitucionais individuais; garantias dos direitos coletivos, sociais e políticos. Poder Executivo: forma e sistema de governo; chefia de Estado e chefia de governo. Defesa do Estado e das instituições democráticas: segurança pública; organização da segurança pública. Ordem social: base e objetivos da ordem social; seguridade social; meio ambiente; família, criança, adolescente, idoso, índio;
  • Direito Penal e Direito Processual Penal: Princípios básicos. Aplicação da lei penal. O fato típico e seus elementos. Crimes contra a pessoa, contra o patrimônio, contra a fé pública e contra a Administração Pública. Inquérito policial, prova e Prisão em flagrante;
  • Legislação Especial: Lei nº 10.826/2003 e suas alterações (Estatuto do Desarmamento). Lei nº 5.553/1968 (apresentação e uso de documentos de identificação pessoal). Lei nº 4.898/1965 (direito de representação e processo de responsabilidade administrativa, civil e penal, nos casos de abuso de autoridade). Lei nº 9.455/1997 (definição dos crimes de tortura) Lei nº 8.069/1990 e suas alterações (Estatuto da Criança e do Adolescente). Lei nº 11.343/2006 (Sistema Nacional de Políticas Públicas sobre Drogas). Lei nº 9.605/1998 e suas alterações (Lei dos Crimes contra o Meio Ambiente). Decretos nº 5.948/2006, nº 6.347/2008 e nº 7901/2013 (tráfico de pessoas);
  • Direitos Humanos e Cidadania: Teoria geral dos direitos humanos. Afirmação histórica dos direitos humanos. Direitos humanos e responsabilidade do Estado. Direitos humanos na Constituição Federal. Política Nacional de Direitos Humanos. A Constituição brasileira e os tratados internacionais de direitos humanos.

O que estudar para a prova do concurso PRF: Agente Administrativo

As questões da prova objetiva do concurso PRF possuem pesos diferentes, por isso é importante priorizar os conteúdos de Língua Portuguesa, já que valem mais. É necessário também dar uma atenção especial para a parte de Conhecimentos Específicos. Apesar dessas questões terem peso médio, juntas elas somam a maior parte da prova.

Confira o conteúdo programático de acordo com o último concurso de nível médio:

Conhecimentos Básicos

  • Língua Portuguesa: Compreensão e interpretação de textos, tipologia textual, ortografia, acentuação, emprego das classes de palavras e do sinal indicativo de crase, sintaxe da oração e do período, pontuação, concordâncias nominal e verbal, regências nominal e verbal, significação das palavras e redação de correspondências oficiais;
  • Ética e Conduta Pública: Ética e moral, princípios e valores, ética e democracia (exercício da cidadania), ética e função pública e ética no Setor Público;
  • Raciocínio Lógico: Estruturas lógicas, lógica de argumentação (analogias, inferências, deduções e conclusões, lógica sentencial (ou proposicional), lógica de primeira ordem, princípios de contagem e probabilidade, operações com conjuntos e raciocínio lógico envolvendo problemas aritméticos, geométricos e matriciais.

Conhecimentos Específicos

  • Noções de Direito Constitucional: Constituição, direitos e garantias fundamentai, organização político-administrativa, Administração Pública, Poder Legislativo, Poder Executivo, Poder Judiciário e funções essenciais à justiça;
  • Noções de Direito Administrativo: Ato administrativo, controle da administração pública, agentes administrativos, poderes da administração, princípios básicos da administração, serviços públicos, administração direta e indireta, centralizada e descentralizada, Leis nº 8.112/1990, nº 8.666/1993 e nº 9.784/1999.
  • Noções de Administração: A evolução da Administração Pública e a reforma do Estado, convergências e diferenças entre a gestão pública e a gestão privada, excelência nos serviços públicos e sua gestão, gestão de pessoas, conceitos e práticas de RH relativas ao servidor público, qualidade de vida no trabalho, recrutamento, seleção, educação, treinamento e desenvolvimento.;
  • Noções de Arquivologia: Arquivística, gestão de documentos, acondicionamento e armazenamento de documentos de arquivo, preservação e conservação de documentos de arquivo;
  • Noções de Informática: Conceitos e modos de utilização de aplicativos para edição de textos, planilhas e apresentações. Conceitos de ferramentas e aplicativos de navegação de correio eletrônico, de grupos de discussão, de busca e pesquisa. Conceitos de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet e Intranet. Bem como conceitos básicos de Internet e conceitos de tecnologia de informação;
  • Legislação relativa à PRF: Art.144 da Constituição Federal - Perfil constitucional: funções institucionais, Art. 20 da Lei nº 9.503/1997, Decreto nº 1.655/1995 e Decreto nº 6.061/2007.

Dicas de como estudar

Agora que você já sabe de todos os detalhes relacionados a um possível concurso PRF, é hora de estudar. O Concursos no Brasil reuniu algumas dicas para te ajudar:

  1. Leia o edital: esse é o primeiro passo para ter sucesso no concurso PRF e em qualquer outra seleção. Se ele ainda não está disponível, procure editais anteriores para ter uma noção de com o que você irá lidar;
  2. Conheça banca organizadora: uma vez que a banca for definida, pesquise sobre ela, suas seleções e provas anteriores, quais os padrões. Cada organizadora tem seu próprio estilo e mantém ele nos certames pela qual é responsável. Entenda como ela funciona e assim você poderá focar seus estudos;
  3. Monte se cronograma de estudos: um bom concurseiro tem uma rotina de estudos. Veja na sua semana qual é o melhor horário para estudar e separe um tempo todos os dias. Foque nas disciplinas mais importantes, como no caso da prova de Conhecimentos Específicos para Agente Administrativo do concurso PRF;
  4. Procure técnicas de estudo: cada um tem seu próprio jeito de estudar, por isso é importante que você entenda seu ritmo e como seu cérebro trabalha. Dessa forma, você conseguirá se adaptar melhor à rotina, ser mais produtivo e obter melhores resultados. Uma boa dica é criar um mapa mental para te ajudar na hora de internalizar os conteúdos estudados;
  5. Revise: é ideal que na sua rotina de estudos você alterne os conteúdos para não ficar maçante. Por isso, ao retornar em um assunto, é preciso revisar o que já foi visto. Principalmente quando a prova estiver mais perto. Aqui no nosso site temos uma matéria te ensinando a fazer revisão para concurso;
  6. Não extrapole: estudar é essencial para passar num concurso, mas descansar também é. Então, tire um tempo para relaxar e ter um momento de lazer. Desse modo, sua mente se manterá saudável e pronta para fazer a prova.

Esperamos que essa matéria tenha te ajudado a entender um pouco de como funciona o concurso PRF. Você pode fazer download de provas anteriores para exercitar e abaixo deixamos questões para você já ir praticando. Aproveite para conferir outros conteúdos especiais em nosso site.

Questões de provas anteriores

Uma maneira muito legal de estudar e que ajuda a fixar o conteúdo é praticando com questões. Aqui no Concursos no Brasil nós temos uma série de simulados para você treinar. Confira algumas questões:

Concurso PRF para Policial Rodoviário

As questões abaixo são todas proposições de Certo ou Errado. Portanto, é preciso cada uma sendo uma certa ou errada. Confira as questões:

Texto: O nome é o nosso rosto na multidão de palavras. Delineia os traços da imagem que fazem de nós, embora não do que somos (no íntimo). Alguns escondem seus donos, outros lhes põem nos olhos um azul que não possuem. Raramente coincidem, nome e pessoa. Também há rostos quase idênticos, e os nomes de quem os leva (pela vida afora) são completamente díspares, nenhuma letra se igualando a outra.

O do autor deste texto é um nome simples, apostólico, advindo do avô. No entanto, o sobrenome, pelo qual passou a ser reconhecido, é incomum. Sonoro, hispânico. Com uma combinação incomum de nome e sobrenome, difícil seria encontrar um homônimo. Mas eis que um surgiu, quando ele andava pelos vinte anos. E continua, ao seu lado, até agora — sombra amiga.

Impossível não existir aqui ou ali alguma confusão entre eles, um episódio obscuro que, logo, viria às claras com a real justificativa: esse não sou eu. Houve o caso da mulher que telefonou para ele, esmagando-o com impropérios por uma crítica feita no jornal pelo outro, sobre um célebre arquiteto, de quem ela era secretária.

João Anzanello Carrascoza. Homônimo. In: Diário das Coincidências. Ed. digital. São Paulo: Objetiva, p. 52 (com adaptações).

No que concerne ao texto precedente, julgue os próximos itens.

17. A afirmação de que alguns nomes põem nos olhos de seus donos “um azul que não possuem” (ℓ. 4 e 5) contradiz a ideia de que os nomes definem não as qualidades reais de cada um, mas o modo como os outros o veem.
18. A informação apresentada pela oração “nenhuma letra se igualando a outra” (ℓ. 7 e 8) é redundante em relação à informação apresentada na oração imediatamente anterior, servindo para reforçar-lhe o sentido.
19. O vocábulo “um” (ℓ.14) refere-se a um indivíduo cujo nome é idêntico ao do autor do texto.
20 Infere-se que o autor do texto é espanhol.

Um veículo de 1.000 kg de massa, que se desloca sobre uma pista plana, faz uma curva circular de 50 m de raio, com velocidade de 54 km/h. O coeficiente de atrito estático entre os pneus do veículo e a pista é igual a 0,60. A partir dessa situação, julgue os itens que se seguem, considerando a aceleração da gravidade local igual a 9,8 m/s2 .

38. O veículo está sujeito a uma aceleração centrípeta superior à aceleração gravitacional.
39. Se o veículo estivesse sujeito a uma aceleração centrípeta de 4,8 m/s2 , então ele faria a curva em segurança, sem derrapar.
40. Considere que esse veículo colida com outro veículo, mas o sistema permaneça isolado, ou seja, não haja troca de matéria com o meio externo nem existam forças externas agindo sobre ele. Nesse caso, segundo a lei de conservação da quantidade de movimento, a soma das quantidades de movimento dos dois veículos, antes e após a colisão, permanece constante.

Ao final de uma festa, Godofredo e Antônio realizaram uma disputa automobilística com seus veículos, fazendo manobras arriscadas, em via pública, sem que tivessem autorização para tanto. Nessa contenda, houve colisão dos veículos, o que causou lesão corporal culposa de natureza grave em um transeunte. Considerando a situação hipotética apresentada e o disposto no Código de Trânsito Brasileiro, julgue os itens a seguir.

51. Godofredo e Antônio responderiam por crime de trânsito independentemente da lesão corporal causada, pois a conduta de ambos gerou situação de risco à incolumidade pública.
52. Godofredo e Antônio estão sujeitos à pena de reclusão, em razão do resultado danoso da conduta delitiva narrada.
53. Por se tratar de lesão corporal de natureza culposa, é vedada a instauração de inquérito policial para apurar as condutas de Godofredo e Antônio, bastando a realização dos exames médicos da vítima e o compromisso dos autores em comparecer a todos os atos necessários junto às autoridades policial e judiciária.

Com relação ao Sistema Nacional de Trânsito, julgue os seguintes itens.

69. A Polícia Rodoviária Federal integra o Sistema Nacional de Trânsito, competindo-lhe, no âmbito das rodovias e estradas federais, implementar as medidas da Política Nacional de Segurança e Educação de Trânsito.
70. O CONTRAN é o órgão máximo executivo de trânsito da União, cabendo a coordenação máxima do Sistema Nacional de Trânsito ao Departamento Nacional de Trânsito (DENATRAN).

No tocante aos poderes administrativos e à responsabilidade civil do Estado, julgue os próximos itens.

93. Constitui poder de polícia a atividade da administração pública ou de empresa privada ou concessionária com delegação para disciplinar ou limitar direito, interesse ou liberdade, de modo a regular a prática de ato em razão do interesse público relativo à segurança.
94. O abuso de poder, que inclui o excesso de poder e o desvio de finalidade, não decorre de conduta omissiva de agente público.
95. A responsabilidade civil do Estado por ato comissivo é subjetiva e baseada na teoria do risco administrativo, devendo o particular, que foi a vítima, comprovar a culpa ou o dolo do agente público.

A respeito do tratamento constitucional dos tratados internacionais de direitos humanos, julgue os itens que se seguem.

119. Conforme a maneira como são internalizados, os tratados internacionais sobre direitos humanos podem receber status normativo-hierárquico constitucional ou legal.
120. A hierarquia constitucional dos tratados internacionais de direitos humanos depende de sua aprovação por três quintos dos membros de cada casa do Congresso Nacional.

Gabarito: 17. Errado / 18. Certo / 19. Certo / 38. Errado / 39. Certo / 40. Certo / 51. Certo / 52. Certo / 53. Errado / 69. / 70. Errado / 93. Errado / 94. Errado / 95. Errado / 119. Errado / 120. Certo

Concurso PRF para Agente Administrativo

Em 2014 foram aplicados quatro modelos de prova. Aqui nós reunimos questões da Prova P para você resolver:

Língua Portuguesa

Texto 2: O ciclista

Curvado no guidão lá vai ele numa chispa. Na esquina dá com o sinal vermelho e não se perturba - levanta voo bem na cara do guarda crucificado. No labirinto urbano persegue a morte com o trim-trim da campainha: entrega sem derreter sorvete a domicílio.

É a sua lâmpada de Aladino a bicicleta e, ao sentar-se no selim, liberta o gênio acorrentado ao pedal. Indefeso homem, frágil máquina, arremete impávido colosso, desvia de fininho o poste e o caminhão; o ciclista por muito favor derrubou o boné.

Atropela gentilmente e, vespa furiosa que morde, ei-lo defunto ao perder o ferrão. Guerreiros inimigos trituram com chio de pneus o seu diáfano esqueleto. Se não se estrebucha ali mesmo, bate o pó da roupa e - uma perna mais curta - foge por entre nuvens, a bicicleta no ombro.

Opõe o peito magro ao para-choque do ônibus. Salta a poça d’água no asfalto. Num só corpo, touro e toureiro, golpeia ferido o ar nos cornos do guidão.

Ao fim do dia, José guarda no canto da casa o pássaro de viagem. Enfrenta o sono trim-trim a pé e, na primeira esquina, avança pelo céu na contramão, trim-trim.

Trevisan, Dalton. In: Bosi, Alfredo (Org.). O conto brasileiro contemporâneo. 14" Ed. São Paulo: Cultrix, 1997. p. 189.

Questão 05 - Sobre o conto de Dalton Trevisan, leia as afirmativas.

I. O texto constitui um conjunto narrativo de ações que remetem ao universo do subemprego, que caracteriza a vida de uma parcela pobre que vive no “labirinto urbano”.
II. A narrativa possui uma escrita lenta, a linguagem indireta, repleta de sugestões e de contextos de diferentes culturas.
III. O conto entrecruza, em uma única imagem, a figura do homem simples, do trabalhador, do esportista e do semideus.

Está(ão) correta(s) apenas a(s) afirmativa(s):

A) II e III.
B) I e II.
C) I.
D) l e lll.
E) II.

Questão 07 - A passagem do texto que mostra o tratamento dado ao ciclista no trânsito da cidade grande é:

A) “Guerreiros inimigos trituram com chio de pneus o seu diáfano esqueleto.”
B) “Salta a poça d’água no asfalto.”
C) “No labirinto urbano persegue a morte com o trim-trim da campainha...”
D) “Na esquina dá com o sinal vermelho e não se perturba - levanta voo bem na cara do guarda crucificado.”
E) “Curvado no guidão lá vai ele numa chispa.”

Ética e Conduta Pública

Questão 13 - É certo que os princípios distinguem-se de valores e regras. Sobre os princípios e sua função, é correto afirmar:

A) Nem sempre os princípios devem ser aplicados em sua inteireza, pois, em caso de conflito entre regra e princípio, as regras predominam, em razão de sua superioridade normativa.
B) Os princípios são comandos definitivos que se aplicam ou não se aplicam em uma determinada situação, segundo um parâmetro de “tudo ou nada”.
C) Enquanto as regras são comandos definitivos, os princípios são normas de otimização, que comportam uma ideia de gradação capaz de permitir sua aplicação de forma ponderada.
D) A noção de validade é essencial ao reconhecimento dos princípios porque estes devem ser sempre aplicados de modo que seja feito o que preveem na íntegra, em todas as situações.
E) Os princípios são valores individuais oriundos de juízos internos formulados por cada cidadão, valores estes que serão tolerados se estiverem de acordo com os valores sociais.

Raciocínio Lógico

Questão 19 - Uma lanchonete vende empadas de camarão que devem conter em seu recheio uma azeitona. Como a produção diária dessa empada é muito grande e é realizada por apenas uma pessoa, a chance de uma empada de camarão ser produzida sem a azeitona em seu recheio é de 1%. Um cliente comeu seis empadas de camarão. Determine a probabilidade de esse cliente ter comido quatro empadas que foram produzidas sem a azeitona em seu recheio.

A) (0,147015/1.000)%
B) (0,147015/10.000)%
C) (0,0705672/1.000)%
D) (0,009801/100)%
E) (0,009801/1.000)%

Direito Constitucional

Questão 25 - A Constituição da República Federativa do Brasil apresenta metas, programas de ação e objetivos para as atividades do Estado nos domínios social e econômico, não se contentando em apenas disciplinar os aspectos da estrutura do Poder. Diante da assertiva, conclui-se que a Constituição brasileira pode ser classificada como uma constituição:

A) diagrama.
B) dirigente.
C) garantia.
D) semântica.
E) estatutária

Direito Administrativo

Questão 31 - Acerca das autarquias, é correto afirmar que:

A) os bens que formam o acervo patrimonial são classificados como bens privados e, portanto, estão sujeitos às regras da impenhorabilidade, im prescritibilidade, inalienabilidade e a impossibilidade de oneração, não podendo ser gravados porgarantias reais, tais como a hipoteca e o penhor.
B) não estão abrangidas pela imunidade recíproca, que impede a incidência de impostos sobre os seus bens, rendas e serviços.
C) somente por lei específica poderão ser criadas.
D) integram a administração pública direta.
E) são entidades voltadas, por definição, à busca de interesses predominantemente privados.

Administração

Questão 37 - O modelo de Estado Nacional-Desenvolvimentista, estruturado a partir de 1930, entrou em crise no final dos anos 70, em razão do seu esgotamento e também de fatores externos. Nos anos 90, o Brasil experimentou uma proposta de reforma do Estado, nos moldes de uma administração gerencial, que deveria se verificar em múltiplas dimensões. A dimensão que envolveu o saneamento e venda dos bancos estaduais, bem como o aprimoramento dos mecanismos de controle do seu endividamento, envolveu o complexo conhecido como reforma:

A) política.
B) administrativa.
C) da previdência.
D) da privatização.
E) fiscal.

Arquivologia

Questão 43 - Um agente administrativo da Polícia Rodoviária Federal recebe a tarefa de organizar as pastas abaixo pelo método de arquivamento geográfico, que tem a cidade como referência:

  1. Santos/São Paulo/Ricardo Rocha.
  2. São Paulo / São Paulo / Carlos Santa Cruz.
  3. Rondonópolis / Mato Grosso/Antônio Reis.
  4. Cuiabá / Mato Grosso / Carla Rossi da Silva.
  5. Goiânia/Goiás/José Gomes.
  6. Goiânia/Goiás/Josué Gomes.

As pastas devem ser arquivadas na seguinte ordem:

A) 6 ,5 ,3 ,1,2 e 4.
B) 5,6,4,3,2 e 1.
C) 4 ,3 ,5 ,6 ,2 e 1.
D) 4,5,6,3,1 e 2.
E) 5,4,2,6,3 e 1

Informática

Questão 50 - O serviço e a tecnologia para a transmissão de programação com áudio e vídeo no estilo de TV exclusivamente peta Web são, respectivamente, conhecidos como:

A) virtualização e flash.
B) computação na nuvem e web radios.
C) metasearch e activeX.
D) webcast e streaming data.
E) instant messaging e buffering.

Legislação Relativa à PRF

Questão 55 - De acordo com a Constituição Federal de 1988, a segurança pública é exercida por vários órgãos, entre eles:

A) Polícia Rodoviária Federal, Polícia Ferroviária Federal, polícias militares e Conselho Nacional de Segurança Pública.
B) Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, administração penitenciária e polícias civis.
C) Polícia Ferroviária Federal, administração penitenciária, corpos de bombeiros militares e polícias militares.
D) Conselho Nacional de Segurança Pública, corpos de bombeiros militares, polícias civis e Polícia Federal.
E) Polícia Federal, Polícia Ferroviária Federal, polícias civis e corpos de bombeiros militares.

Gabarito: 

Questão 5: D  /  Questão 31: C
Questão 07: A  /  Questão 37: E
Questão 13: C  /  Questão 43: D
Questão 19: B  /  Questão 50: D
Questão 25: B  /  Questão 55: E

Compartilhe

Comentários