Devolução da taxa do concurso IBGE: confira o passo a passo

A partir de 19 de maio de 2020 começa o processo de devolução da taxa do concurso IBGE. Saiba o que fazer e qual aplicativo baixar para receber o dinheiro!

Devolução da taxa do concurso IBGE: logomarca do IBGE

Saiba como pedir a devolução da taxa de inscrição do concurso IBGE - Foto: Canva

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) decidiu cancelar o concurso que ia acontecer em 2020 por causa da pandemia do novo coronavírus. Você já sabe como vai ser a devolução da taxa do concurso IBGE? Então acompanhe-nos!

Para quem não se recorda, o adiamento do Censo para o próximo ano (2021) foi uma recomendação direta do Ministério da Saúde, por considerar que seria inviável realizar o treinamento dos supervisores e recenseadores a tempo para a execução das operações censitárias.

O concurso simplificado do IBGE tinha a intenção de contratar temporariamente 208.695 funcionários temporários, que ocupariam as seguintes funções:

  • Agente Censitário Municipal (5.462 vagas);
  • Agente Censitário Supervisor (22.676 vagas); e
  • Recenseador (180.557 vagas). 

Passo a passo para a devolução da taxa do concurso IBGE

O valor total das inscrições pagas até a data do cancelamento do certame é de R$ 2.823.775,95, equivalente às 100.735 inscrições efetivamente pagas.

Os candidatos irão receber o valor integral (sem descontos): ou R$ 35,80 (para Agente Censitário) ou R$ 23,61 (Recenseador) ou ambos os valores somados, em única parcela (para quem se inscreveu nas duas funções). 

O candidato não precisa se preocupar ou se apressar, pois a grande novidade é que o valor vai ser pago via aplicativo do Banco do Brasil.

A vantagem do aplicativo, chamado de Carteira Digital bB, é que, além de evitar uma correria desnecessária às agências do Banco ou postos credenciados neste momento de pandemia, não terá custo algum para o candidato.

Ou seja, ao ter o valor depositado na Carteira Digital bB, ele poderá ser transferido (por TED) para outra conta sem cobrança de taxa ou tarifa. Também poderá ser sacado nos caixas eletrônicos do Banco do Brasil.

E mais: o candidato pode aproveitar para pagar alguma conta, bastando informar o código de barras ou se dirigir a estabelecimentos credenciados.

Para receber os valores, siga as instruções:

  • O primeiro passo para receber de volta o valor pago é baixar o aplicativo Carteira Digital bB, disponível para celulares com sistema operacional Android (Google) e IoS (Apple);
  • Segundo passo: depois de ter baixado o aplicativo, o candidato precisar clicar em "criar carteira bB”;
  • Terceiro passo: preencha o cadastro no aplicativo informando o seu CPF, nome completo, dia, mês e ano de nascimento, além do seu número do celular atual;
  • Quarto passo: feito o cadastramento da forma correta, pronto! Basta aguardar para, a partir de 19 de maio de 2020, clicar na opção "receber", que fica logo na tela inicial do Carteira Digital bB;
  • Quinto passo: ao clicar em "receber", o candidato terá que responder àquelas perguntas de segurança que forneceu quando se inscreveu no processo seletivo IBGE;
  • Sexto e último passo: cumpridos todos os passos anteriores, basta clicar na opção "confirmar". Após isso, o dinheiro será disponibilizado na conta social Carteira Digital bB.

Atenção para quem tiver dados irregulares, inválidos ou for menor de idade

De acordo com a assessoria do IBGE, os candidatos que, no momento da inscrição, informaram dados inválidos e os que estão com irregularidades no CPF deverão receber contato telefônico da Central de Atendimento do órgão.

Para a conclusão do ressarcimento do valor pago, é importante que os candidatos resolvam todas as pendências ou restrições de CPF.

Menores de idade também receberão contato do IBGE. Isso vai ser necessário para que esses candidatos informem o nome de um responsável maior de 18 anos para receber o valor restituído.

Outras informações 

Quem ainda tiver dúvidas específicas sobre o ressarcimento via aplicativo terá à disposição o telefone oficial 0800 729 5293, o chat no próprio aplicativo Carteira Digital bB e ainda o e-mail [email protected]

Já naqueles casos em que houver impossibilidade de ressarcimento via aplicativo, o contato deve ser feito pelos seguintes canais: Central de Atendimento do IBGE (0800 721 8181) e e-mail ([email protected]).

Concurso IBGE ficará para 2021

Conforme informamos, o IBGE se comprometeu com o Ministério da Saúde a destinar o orçamento do Censo 2020 para a promoção de "ações de enfrentamento ao coronavírus".

Ao todo, os dois editais preencherão 208.695 vagas para suprir as demandas do Censo Demográfico 2021. A distribuição das vagas será a seguinte:

  • 5.462 vagas para a função de Agente Censitário Municipal (ACM);
  • 22.676 vagas para Agente Censitário Supervisor (ACS); e
  • 180.557 vagas para Recenseador.

Provas IBGE 2021

Os inscritos para as milhares de vagas temporárias do IBGE irão responder uma prova objetiva, que vai ser aplicada nos municípios sede dos postos de coleta, conforme a distribuição de vagas.

Os candidatos a Recenseador ainda irão participar de um treinamento feito pelo próprio IBGE, tendo também um caráter eliminatório e classificatório.

O alerta que damos aos candidatos é que não se sintam frustrados! Sigam estudando com afinco.

Veja mais:

Tópico: IBGE

Compartilhe

Comentários