INSS pode cortar o seu benefício! Saiba como não ser afetado

O INSS começou a encaminhar cartas aos beneficiários que possuem alguma irregularidade. Confira o que fazer caso você receba a notificação!

Saiba como não ser afetado com corte de benefício do INSS: fachada de uma das agências do INSS

As notificações estão sendo liberadas por meio de cartas de cumprimento de exigências. - Foto: Pedro França/Agência Senado

No início de setembro, o INSS começou a notificar os beneficiários que foram identificados com algum tipo de irregularidade nos cadastros. As análises aconteceram em caráter administrativo, como uma espécie de “pente-fino”. Após os procedimentos, foi verificada a necessidade de reavaliar os documentos de aproximadamente 1,7 milhão de beneficiários do país.

As notificações estão sendo liberadas por meio de cartas de cumprimento de exigências, conforme informações do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Por sua vez, os segurados atingidos deverão apresentar os seus documentos no prazo máximo de 60 dias, preferencialmente pelo “Meu INSS”. Caso contrário, é possível que os benefícios sejam devidamente suspensos.

Acompanhe a matéria completa e saiba como proceder caso você receba a notificação do INSS. Não se esqueça de conferir outros conteúdos de nosso site, como simulados e artigos. Temos certeza de que existe um material feito especialmente para você!

O que fazer para impedir que o INSS corte os seus benefícios?

Os segurados, caso recebam a notificação de irregularidade, deverão encaminhar as cópias de seus documentos no prazo máximo de até 60 dias. Por onde? Preferencialmente pelo site do Meu INSS, que também está disponível para celulares (sistemas Android e iOS).

Para fazer o envio da documentação, os beneficiários precisam ter login e senha na plataforma. Será necessário, após o devido acesso ao Meu INSS, solicitar o serviço “Atualização de Dados de Benefício”. Logo em seguida, os interessados vão ter que anexar as cópias digitalizadas dos seguintes documentos:

  • Certidão de nascimento ou casamento;
  • Título de Eleitor;
  • Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS).

O objetivo do procedimento é de demonstrar a regularidade da manutenção dos benefícios, sendo que os documentos podem ser do titular, do procurador ou do representante legal (se houver).

Caso os segurados não consigam realizar o envio da documentação pelo Meu INSS, será preciso agendar a operação em uma agência mais próxima. E como é possível efetuar esse agendamento? Basta ligar para o telefone 135 do INSS e escolher a opção “Entrega de Documentos por Convocação”.

Atendimentos presenciais nas agências do INSS

Os atendimentos presenciais foram retomados na última segunda-feira (14/09), com novo horário de expediente: das 7h às 13h. Entretanto, é importante ressaltar que nem todas as agências do INSS seguiram o cronograma de retorno. Apenas 600 das mais de 1,5 mil unidades foram reabertas, tendo em vista que o tamanho das agências foi usado como referência para que a retomada dos atendimentos pudesse acontecer.

Caso nenhuma unidade mais próxima tenha retornado com suas atividades, os segurados podem ligar para o número 135 ou acessar a plataforma online. Confira os principais serviços fornecidos pelo Meu INSS:

  • Aposentadoria por idade;
  • Revisão de benefícios;
  • Aposentadoria por tempo de contribuição;
  • Extrato previdenciário;
  • Consulta de declaração (nada consta);
  • Pensão por morte rural e urbana;
  • Benefício de Prestação Continuada (BPC/Loas);
  • Certidão de Tempo de Contribuição;
  • Simulação de Tempo de Contribuição;
  • Atualização de dados cadastrais do beneficiário;
  • Seguro Defeso do Pescador Artesanal;
  • Salário-maternidade;
  • Carta de Concessão de Benefício;
  • Solicitação de auxílio doença;
  • Prorrogação de auxílio doença;
  • Agendamento de Perícia Médica;
  • Extrato do imposto de renda;
  • Extrato de consignado;
  • Cálculo de contribuições em atraso;
  • Acordos Internacionais;
  • Excluir desconto de mensalidade associativa do benefício;
  • Possibilidade de recursos;
  • Cópia de processo;
  • Agendamento de perícia;
  • Resultado de perícia médica;
  • Bloqueio do benefício para empréstimo consignado;
  • Acordos Internacionais.
Bruno Destéfano
Redator
Nasceu no interior de Goiás e se mudou para a capital, Goiânia, no início de 2015. Seu objetivo era o de cursar Jornalismo na UFG. Desde o fim de sua graduação, já atuou como roteirista, gestor de mídias digitais, assessor de imprensa na Câmara Municipal de Goiânia, redator web, editor de textos e locutor de rádio. Escreveu dois livros, sendo um de ficção e outro de não-ficção. Também recebeu prêmios pela produção de um podcast sobre temas raciais e por seu livro-reportagem "Insurgência - Crônicas de Repressão". Atualmente, trabalha como redator web no site "Concursos no Brasil" e está participando de uma nova empresa no ramo de marketing digital.

Compartilhe

Comentários