Para quais empregos sobram vagas?

Veja quais são as áreas profissionais mais disputadas atualmente e por que está sobrando vagas para esses candidatos.

Enquanto muitas pessoas estão “penando” para conseguir uma recolocação profissional na área de formação, existem determinados profissionais que se dão, em pleno século 21, ao luxo de poder escolher onde querem trabalhar. Um levantamento feito pela empresa britânica especializada em recrutamentos Page Personnel, que tem mais de 30.000 profissionais contratados no Brasil, nos indica que para algumas áreas profissionais a procura (por mão-de-obra) tem sido mesmo maior do que a oferta (de recursos humanos).

De acordo com o estudo da empresa, divulgado no brasil pelo site “InfoMoney”, um em cada quatro candidatos tem recusado propostas de trabalho em recrutamentos por estarem "sobrecarregados" de oportunidades. O motivo disso é a escassez atual de talentos, algo que tem levado muitos candidatos a valorizar cada vez mais seu poder de negociação. Esse poder de barganha tem gerado um impacto nas “negociações entre candidatos e empresas”, conforme avaliação de Roberto Picino, diretor geral da Page Personnel.

 Quais são essas áreas?

 Segundo o levantamento, são as áreas ligadas à Tecnologia da Informação, Engenharia, Finanças, e também Analistas e Coordenadores, cujos vencimentos chegam a R$ 8 mil.

 Mas os especialistas pedem cautela na hora de recusar determinadas propostas de emprego. Muitos candidatos, por conta de receberem contrapropostas durante a participação em um processo seletivo, simplesmente declinam do processo, e isso pode acarretar prejuízos para os seus próprios currículos. Afinal de contas, aquela empresa recrutadora poderá, em um momento futuro, não mais aceitar a participação desse tipo de candidato em seus recrutamentos.

Leia também:

Quais os melhores empregadores de pessoas até 25 anos no Brasil?

Quais foram os 13 cargos com os melhores salários do ano passado?

Compartilhe

Comentários

Mais Concursos no Brasil em foco