Aline no país das oportunidades

Os concursos se renovam a cada ano, mas muitas receitas de sucesso não fogem à regra.

Tão logo foi divulgada a lista final do INSS tomamos conhecimento do desfecho feliz que uma vida disciplinada proporciona a uma concurseira assumida. Ela se chama Aline Zocchio, tem 35 anos de idade e, antes de tudo, é uma forte mulher. O nome certamente você vai esquecer nos próximos dias, mas o testemunho não.

Aprovada

A história de Aline é paradoxal e maravilhosa: dá um banho de água fria nos candidatos preguiçosos e proteladores e incrementa ainda mais a rotina de muitos concursandos e concurseiros de todo o país, que neste exato momento estão com visão de águia investindo recursos materiais, "temporais" e intelectuais para ingressar na carreira pública. Vale a pena extrairmos um pouco daquilo que se sobressai no breve depoimento de Aline, pós-aprovação.

1.    Você está disposto a pagar o preço?

Uma das constatações mais interessantes de início foi que, já sabendo da aprovação e ainda emocionadíssima, Aline Zocchio resumiu bem a diferença entre o preço pregresso já pago até ali (continuará pagando, claro) e o "preço" de ter visto seu nome na lista. Simplesmente, ela disse que sentiu uma sensação que não teve preço. Afinal de contas, como você se sentiria sendo uma das duas pessoas habilitadas para o cargo de Técnico do Seguro Social da agência de sua preferência, desbancando mais de 4.700 concorrentes? No mínimo, diria: "valeu a pena esperar, valeu a pena confiar e parte da minha vida dedicar a isso".

2.    As receitas do sucesso não fogem à regra.

A aprovação de Aline não fugiu à regra: foi resultado de uma combinação saudável de fatores, entre os quais:

- As horas de estudo: no caso da Aline, as cerca de seis horas de estudo por dia, aliás, por noite!

- A separação de "um tempo para chamar de seu": não abnegar o lazer, o prazer, a convivência familiar, o relacionamento amoroso/afetivo, a mãe, o pai, os irmãos, aquele seu amigo ou amiga, a reflexão religiosa, etc. Porque é fato que ninguém precisa se alhear do mundo para ser aprovado em um concurso.

Apostilas com conteúdos específicos para todos os concursos públicos:

- A busca por estímulos e a renovação do ânimo: Aline teve um querido animal de estimação ao seu lado naquelas horas de preparação. Qual o seu aliado - ou "companheiro de estudos" - nessas horas? Não me diga que foi somente uma grande xícara de café forte porque não vou acreditar...

3.    Você foi aprovadíssimo, está muito feliz, mas isso nem sempre quer dizer que sua meta foi atingida.

A concurseira foi bastante realista ao ressaltar que seu objetivo primordial não é ser Técnica do Seguro Social, nem necessariamente continuar a ser uma servidora da Caixa. Ela não pretende descansar enquanto não for integrada ao quadro dos auditores da Receita Federal do Brasil, por meio de uma boa classificação. Para tanto, vem estudando desde 2007, já tendo participado de certames do órgão nesse ínterim, mas ainda sem lograr a tão sonhada aprovação.

Você não leu outro número, eu disse "desde 2007"! Se uns estudam por somente seis meses, dedicando oito a dez horas por dia e conseguem ser aprovados para um Banco do Brasil, uma Polícia Federal ou uma Petrobras, alguém duvida de que essa jovem de 35 anos obterá o sucesso esperado?

Um abraço e feliz concurso novo!

Compartilhe

Comentários

Mais Dicas