Expandir Menu PrincipalPesquisarPor Estado

Concurso Petrobras 2013: hora de começar a agir

O último concurso da companhia acaba de ser prorrogado até junho de 2013. Aproveite esse tempo e preparare-se para a próxima seleção, que deverá sair até o final do próximo ano.

Publicado em 07/12/2012 - 11h31 • Comunicar erro

A expectativa que hoje se tem é que o próximo concurso da Petrobras seja mesmo ser liberado em 2013, porém somente no terceiro ou quarto trimestre do ano. Com a prorrogação por mais seis meses da seleção passada (1.521 vagas), a empresa não pode realizar nova seleção até por volta de junho de 2013. No entanto, é fato que a empresa necessitará de mais mão de obra, especialmente para as funções voltadas para os níveis médio/técnico e superior. Os salários seguirão a mesma média do estabelecido na contratação passada, indo de R$ 2.000 a R$ 6.000 (além de outros benefícios como participação nos lucros e chances de ser promovido) e a previsão é de que pelo menos 1,5 mil vagas serão oferecidas.

Leia também: Concurso Petrobras Distribuidora 2013 (saiu edital)

Concurseiro profissional sabe que prazos aparentemente tão longos assim devem soar como se fosse "para ontem". Pensar com esta urgência, claro, tem uma razão de ser, pois trata-se um dos concursos mais concorridos do país, que habitualmente aplica provas que exigem do candidato muito mais do que domínio de conteúdo, avaliando também a  capacidade de interligar assuntos e, a depender da função, até mesmo um bom desempenho físico.

O momento de começar a se preparar para esta oportunidade é agora, começando obviamente pela leitura do edital passado. Será preciso, de cara, reservar um tempinho para analisar os conteúdos cobrados nas provas objetivas, ou discursivas, as funções que exigem teste de esforço físico. Somente neste comecinho de intenção, você já terá cumprido uma das partes mais importantes no preparo para o concurso Petrobras 2013.

Independente de qual função irá optar e para qual polo pretende atuar, é importante também ter acesso às provas do último concurso realizado, bem como aos simulados, que lhe garantirão uma imersão necessária nesse período de preparação inicial. A vantagem evidente é que o concurseiro não precisará ter "pressa" para estudar, podendo se concentrar com muito mais qualidade.

As provas objetivas costumam ser as mesmas, seja para a área administrativa ou para a de exploração, o que exigirá certo nivelamento do conhecimento de cada candidato, como é comum em provas de concursos públicos.  Após averiguar suas condições reais e prévias de estudo (o grau de dificuldade dos conteúdos, a disponibilidade de tempo), o candidato precisa avaliar se tem condições de estudar em casa - exige mais disciplina - ou se deve já fazer matrícula em curso preparatório, que já esteja formando turmas para concursos previstos como o da Petrobras. De acordo com Wilson Suzarte de Oliveira, 57 anos, estudante de segurança do trabalho, quem quiser ter aprovação no concurso da Petrobras 2013 tem que se disciplinar para os estudos rapidamente: "começar a estudar é para ontem, é preciso ter pressa". Além do curso preparatório, o estudante já está matriculado no curso técnico de Gás e Petróleo, que vai ter dez meses de duração, dando-lhe a oportunidade de se antecipar em mais um quesito: ele está de olho na etapa de qualificação, exigida pela Petrobras para ocupar alguns dos seus cargos. Paralelo a este preparo, também está com apostilas e provas anteriores em mãos para começar a sua jornada de estudo. "Quero unir esta atividade as frequências a salas de aula. O resultado vai ser a aprovação. Eu estou confiante".

Sobre o Autor/Blog

Dicas sobre concursos públicos. Artigos, reportagens especiais e materiais de estudo que vão ajudar na sua preparação. Fale com a redação: Alberto Vicente Silva ([email protected])

Deixe a sua opinião