Concurso Polícia Civil de Alagoas: saiu edital

Edital para 400 vagas já foi publicado. Confira como será o processo seletivo deste certame e prepare-se.

Enfim, saiu o aguardado (pelo menos desde 2008) edital de Concurso para a Polícia Civil de Alagoas, que será organizado pelo Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB). A oferta é de 400 vagas, distribuídas entre os cargos de Delegado, Agente e Escrivão de Polícia e a remuneração mínima oferecida é de R$ 2.071,80 (segundo o Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas - Sindpol - o piso salarial da PCAL ainda é o menor do Nordeste e um dos piores do Brasil, tanto que a categoria vem lutando para que um piso de R$ 2.600,00 seja aprovado a partir de 1º de janeiro de 2013)

As provas serão realizadas em novembro deste ano, portanto, uma preparação ainda não iniciada deve começar já. Confira as etapas da seleção do Concurso da PC/AL.

Os inscritos para os cargos de Agente de Polícia, Delegado e Escrivão farão provas Objetivas de conhecimentos básicos e específicos, contendo 120 questões, prova discursiva, além de teste de capacidade física, avaliação psicológica, investigação social e exame médico - todas essas fases compondo a primeira etapa do certame. O edital lista todas as matérias a serem cobradas nos exames, de acordo com o cargo pretendido (item 21.2).

De acordo com o edital, a prova discursiva (redação) para os cargos de Agente de Polícia e de Escrivão de Polícia valerá 20,00 pontos e consistirá de redação de texto dissertativo de até 30 linhas, abordando um tema da atualidade relacionando às atividades inerentes à segurança pública. Já  a prova discursiva para o cargo de Delegado de Polícia valerá o total de 30,00 pontos e consistirá de três questões, que valerão 10,00 pontos cada, a serem respondidas cada uma em até 20 linhas, relacionadas às seguintes áreas de conhecimento: direito penal, direito processual penal e direito constitucional.

A redação deverá ser manuscrita em letra legível e, conforme o entendimento legal, os candidatos ainda não precisarão se preocupar tanto em obedecer às novas regras do Acordo Ortográfico, que já vigora desde 2009, uma vez que "serão aceitas como corretas, até 31 de dezembro de 2012, ambas as ortografias". Isto está previsto no Decreto nº 6.583, de 29 de setembro de 2008.

A prova de capacidade física terá caráter eliminatório, pois o objetivo será avaliar a capacidade do candidato para desempenhar as tarefas típicas do cargo, consistindo em testes de barra, flexão abdominal e corrida de doze minutos. Convém lembrar mais uma vez que este quesito, embora não se enquadre no "conteúdo" de estudo, deve ser sim treinado com antecedência, de preferência com a ajuda, se possível, de um profissional de educação física.

E mais: na data agendada para a prova de aptidão física, o candidato deverá comparecer com roupa apropriada para a prática de atividade física e portando atestado médico específico para esse fim, original ou cópia autenticada em cartório, emitido nos últimos trinta dias anteriores à realização do teste. Nesse documento deverá constar que o candidato está apto a realizar a prova física. A ausência desse item elimina o candidato na hora! Leia com atenção como será a forma de execução dos testes, a partir do item 10.8 do edital ("DA FORMA DE EXECUÇÃO DOS TESTES"), pois alguns dos testes serão específicos para mulheres ou para homens.

Somente os candidatos a Escrivão aprovados na prova de capacidade física serão convocados paraa prova prática de digitação, sendo os demais eliminados do certame (repita-se: para este cargo). Será solicitada a digitação de um texto predefinido de aproximadamente dois mil caracteres, em computador compatível com IBM/PC e o candidato deverá estar apto a digitar em qualquer tipo de teclado, sem ajuda de terceiros.

Os critérios de avaliação da digitação serão: número de toques líquidos por minuto e o número de erros cometidos na transcrição do texto, sendo considerados ERROS deslizes como: omissão ou excesso de letras, sinais e acentos; letras, sinais e acentos errados; falta de espaço entre palavras; duplicação de letras; espaço a mais entre palavras ou letras; falta ou uso indevido de maiúsculas; parágrafos desiguais; falta de parágrafos; colocação de parágrafo onde não existe. O mínimo a ser alcançado nesse teste prático é cem toques líquidos por minuto.

Para a avaliação psicologica, serão convocados todos os candidatos ao cargo de Escrivão de Polícia aprovados na prova prática de digitação, bem como todos os candidatos aos cargos de Agente de Polícia e Delegado de Polícia aprovados na prova de capacidade física. Os testes se proporão a identificar a compatibilidade de aspectos psicológicos do candidato com as atribuições do cargo (capacidade de atenção, memória, inteligência, estabilidade emocional, responsabilidade, disciplina, etc).

As fases finais da primeira etapa serão a avaliação dos títulos, a investigação social e os exames médicos.

Para a segunda etapa - Curso de Formação Policial - serão convocados somente os candidatos classificados em todas as fases da primeira etapa, dentro do número de vagas. A duração mínima do curso será de 360 horas e todo o curso será de responsabilidade da Academia de Polícia Civil do Estado de Alagoas.

Compartilhe

Comentários

Mais Dicas