Conhecendo o estilo das organizadoras

Para se dar bem nas provas mais temidas, cursos preparatórios e concurseiros experientes têm buscado conhecer um pouco melhor o estilo de algumas bancas.

Algo além da concorrência faz com que alguns concursos públicos sejam temidos pelos concurseiros: saber qual será a banca examinadora das provas. Este dado é algo tão importante que muitos cursinhos preparatórios guiam sua metodologia de estudo de acordo com a instituição que vai preparar as provas, pois cada uma tem uma forma específica de cobrar o conteúdo dos seus candidatos.

Como será elaborada uma questão sobre determinado assunto pode parecer um simples detalhe para quem pretende apenas fazer um concurso ou outro ao longo da vida, de maneira bem mais esporádica. No entanto, para um concurseiro nato, já experimentado em vários certames, está neste detalhe uma das chaves que abrem a porta do sucesso. Embora esse tipo de conhecimento não substitua a boa preparação, nem seja estático (as organizadoras, espertamente, podem mudar a linha), ele pode servir como um recurso que pode agregar valor aos conhecimentos já adquiridos (um plus!).

Quem usou bem esta informação foi a técnica previdenciária Shirley Oliveira, que atualmente trabalha em uma das unidades do INSS na capital baiana, Salvador. Aprovada no concurso do órgão realizado em 2003, Shirley revelou que uma das fórmulas para obter êxito nesta empreitada, além de um rigoroso esquema de estudo, foi entender a linha de avaliação da Cesgranrio, entidade que elaborou as provas do concurso do INSS do qual participou. Os especialistas têm apontado que a Cesgranrio, por exemplo, tem uma abordagem sobre língua portuguesa que fica entre a gramática normativa e a linguística textual. Por outro lado, de acordo com um estudo importante do professor Wilson Granjeiro, trata-se de uma organizadora com característica de ter um nível de cobrança simples, explorando questões sobre linguagem não verbal (como a charge). 

Shirley disse ser característico da Cesgranrio analisar a capacidade de raciocínio lógico do candidato, até mesmo nas provas de atualidade e das matérias específicas. "Não tente estudar de forma decoreba para os concursos realizados pela Cesgranrio. Quem pega esta metodologia tende a não se dar bem nas provas", aconselhou. No que se refere, por exemplo, aos conteúdos ligados ao Direito Administrativo e Constitucional, o mesmo estudo de Granjeiro indicou que a Cesgranrio cobra pouca jurisprudência, mas proriza a "lei seca". Em informática, noções de Segurança da Informação, Internet e Ms. Office são bem cobradas.

A dica é estudar todos os assuntos, mas deixando sempre a capacidade de associar conhecimento em evidência, uma técnica que tem funcionado para vários concurseiros que hoje comemoram aprovações em disputados concursos. Só para informar, a Cesgranrio já fez  provas de concursos como o da Petrobras, Banco do Brasil, boa parte dos Tribunais de Justiça, inclusive o de São Paulo, Ceará, além de INSS, como já lembramos, entre muitos outros).

Uma outra banca bastante requisitada pelos órgãos públicos é a do Cespe/UnB, que também segue basicamente a mesma linha da Cesgranrio, uma vez que exige dos concurseiros a capacidade interpretativa das questões propostas. Com isso, o candidato é desafiado a estudar o conteúdo programático de uma forma mais leve e inteligente, já que a missão de decorar assuntos, além de ser uma tarefa maçante, também está fora das propostas atuais das entidades. Para se ter uma ideia, nas questões de português, sua abordagem é mais “moderna” em termos de visão linguística, com bons textos e boas adaptações, cobrando assuntos como uso e funções do QUE e do SE, pontuação e concordância. Em informática, cobra também muito MS.Office, Linux e BrOffice, Internet e Intranet.

O estudante de engenharia Wilson Suzarte de Oliveira Jr está inscrito para o concurso da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) que vai ser organizada pela Cespe UnB. Ele revela que tem estudado para este concursos através das provas anteriores elaboradas pela instituição. "Tenho assim compreendido como deve ser a minha de estudo para ter sucesso em todas as provas".

Sucesso aos concurseiros!

Comentários

  1. Rafael disse:

    Obrigado!

    Vou reorganizar minha linha de estudos, essas dicas são excelentes; parabéns pelo trabalho de vocês.

    Responder
  2. Priscilla Nobre disse:

    Maravilhosas dicas !!

    Responder

Mais Dicas