Dicas para o concurso Professor - Prefeitura de São Paulo 2016

Confira as principais dicas para as provas do concurso para o magistério da Prefeitura de São Paulo, que selecionará 2.472 Professores.

Boa notícia para os milhares de professores concurseiros de São Paulo, principalmente considerando que estamos em início de ano e a procura por seleções tem aumentado muito. A Prefeitura de São Paulo lançou pela FGV o seu mais novo e grande edital de concurso para contratar 2.472 novos Professores de Ensino Fundamental II e Médio.

- Concurso Prefeitura de São Paulo - SME: Edital e Inscrição aqui

Com um salário inicial de R$ 2.079,43, mais vantagens e jornada de trabalho de 30 horas semanais, você de São Paulo ficará de fora dessa?

O requisito mínimo para participação no certame é a licenciatura nas áreas de interesse da SME no momento, que são: Artes, Biologia, Ciências, Educação Física, Espanhol, Física, Geografia, História, Inglês, Matemática, Português, Química e Sociologia.

As inscrições podem ser realizadas até o dia 16 de março e as provas estão agendadas para 24 de abril de 2016.

Análise do edital

A seleção será composta de três etapas: prova objetiva, prova discursiva e avaliação de títulos. A última etapa não tem o que se discutir: quem tem títulos para apresentar (após ser aprovado nas provas objetiva e discursiva, claro), que sejam considerados relevantes terá uma certa vantagem, como ocorre em todos os concursos. Quem não tem um volume de títulos que possa ajudar, não terá outro recurso a não ser batalhar por alcançar uma boa nota, acima da de corte. Estudar muito, é o que está reservado para os professores candidatos!

Os títulos a serem considerados serão: cursos de doutorado e mestrado na área de Educação e comprovantes de tempo de serviço.

Na prova objetiva não há novidade alguma, em relação ao já praticado por 98% dos concursos públicos brasileiros: será composta por "60 questões de múltipla escolha, numeradas sequencialmente, com cinco alternativas e apenas uma resposta correta".

Desse total, 30 questões são de conhecimentos pedagógicos e 30 de conhecimentos específicos, cujo aproveitamento será calculado de acordo com os critérios do edital. Assim, a NP (nota padronizada) será o resultado da NP em conhecimentos pedagógicos + a NP em conhecimentos específicos.

Será considerado habilitado, na Prova Objetiva o candidato que obtiver nota padronizada igual ou superior a 50 em cada um dos módulos e somatório maior ou igual a 100.

Nem todos terão, obviamente, a prova discursiva corrigida pela banca, mas apenas uma quantidade quatro vezes o número total de vagas do cargo/disciplina disputado/a, respeitados os empatados na última colocação. Por outro lado, serão corrigidas as provas discursivas de todos os candidatos portadoras de deficiência e negros, negras ou afrodescendentes desde que habilitados na prova objetiva.

Para conferir algumas características da banca organizadora FGV, acesse o artigo: Dicas para as provas do concurso para Professor da SEE - PE. Por sinal, quem for participar do concurso da SME - SP não poderá deixar de analisar o edital e as provas para Professor da SEE - PE. Será inevitável! Além disso, a FGV possui um grande acervo de provas de concursos passados, facilmente encontrado na internet.

Características da prova discursiva-escrita: esta valerá 100 pontos e será constituída por duas questões discursivas, sobre o módulo de conhecimentos pedagógicos, mas o máximo de linhas escritas deve ser 30 para as duas questões. O que o edital considera como linha de texto? Toda linha escrita de texto que contenha no mínimo duas palavras completas, com exceção das preposições, conjunções e artigos.

Para aqueles professores que ainda insistem em escrever de maneira pouco compreensível, vale lembrar que o edital faz questão de pedir um manuscrito legível, feito com caneta de tinta azul ou preta, de preferência iniciado no espaço de rascunho do caderno de provas (este não será considerado para fins de correção), para só depois ser levado para a folha de respostas definitiva.

O edital apresenta, no item 10.12, um barema completo contendo os critérios de correção da prova discursiva. Serão considerados itens como:

- abordagem do tema e conteúdo;

- erros por ocorrência que envolva: conectores (sequenciação do texto); correlação entre tempos verbais; precisão vocabular; pontuação; concordância; regência nominal e verbal; colocação pronominal; vocabulário adequado ao texto escrito; ortografia; acentuação.

Com 60 pontos ou mais na prova discursiva a banca já o considera aprovado nessa etapa.

ACESSE A NOSSA TABELA COM TODO O CONTEÚDO DO CONCURSO SME - SP 2016

Compartilhe

Comentários

Mais Dicas