A batalha da memorização

O que fazer quando a mente não absorve o conteúdo?

Você segue criteriosamente o cronograma de estudo, procura ler muito, manter-se atualizado ou ser assíduo no cursinho preparatório e também dá aquela pausa para o entretenimento. Mas, e quando tudo isso não se reflete em bons resultados nas provas? Muitos concurseiros passam pela situação de estar estudando, tentando afixar conteúdos pela leitura, mas depois têm a sensação de que nada foi absorvido. Casos como estes atualmente acometem muitas pessoas - e das mais diversas áreas de atuação.  

Cursos para concursos com valores entre R$ 20 e R$ 89? Acesse a nossa plataforma!

Para muitos especialistas, este problema pode estar associado a distúrbios de memória que implicam na deficiência no aprendizado, ou até mesmo há quem defenda a ideia de o problema também pode estar ocorrendo pela "falta de treino da memória". Por outro lado, a raiz do problema pode estar relacionada à baixa capacidade de concentração. Seja pelo motivo que for, a verdade é que a busca por uma solução é necessária, para evitar prejuízos na aprovação do concurso público, tais como a frustração e o desânimo.

A dica do administrador João Melo é que cada concurseiro procure criar truques que alinhem o assunto de cada matéria com a melhor forma de aprendizado possível. João, por exemplo, ao estudar assuntos referentes às leis de qualquer área do Direito, procurar entender que todas as leis se originaram de um hábito, que gerou uma tradição e que esta, por sua vez, tornou possível a existência de uma lei propriamente dita. O truque então é imaginar uma situação, por exemplo, engraçada que ficticiamente leve à criação daquela lei. Esta foi a "técnica" que resultou na aprovação do administrador em um concurso de nível estadual para uma vaga que ainda aguarda ser convocado. "Gosto de humor e dou uma grande força à minha memória quando pego coisas engraçadas para auxiliar em meus estudos", salientou.

Como cada um acaba encontrando as suas táticas e as desenvolvendo paulatinamente, a estagiária em enfermagem, Rayzza Cerqueira, conta com a música para superar as suas dificuldades em memorizar os conteúdos para o concurso do INSS. Ela afirma que gosta muito de criar músicas para decorar aquele assunto que até então não conseguiu aprender. "A 'técnica musical' é ótima para apoiar nas dificuldades de aprendizado", contou.

De acordo com a especialista em memória, Suzana Rozendo, em seu artigo "Memória, uma questão de praticidade", um concurseiro assim, como qualquer outro tipo de empreendedor, deve entender que boa memória é dom voltado apenas para poucas pessoas privilegiadas e que alguns fatores (como praticar exercícios físicos, alimentação saudável, ingerir muita água e ter uma boa noite de sono) ajudam bastante. No entanto, o que define boa memória é a técnica. "Seja qual for a sua, coloque em prática e seja bem sucedido em seus estudos".

Compartilhe

Comentários

Mais Guia do Concurseiro

Especial Concurso BB

Veja mais »