Curso de Tecnólogo é considerado de nível superior?

Quais as diferenças entre um curso de nível superior convencional e um curso de Tecnólogo?

Muitos concurseiros ainda têm dúvidas quando se debruçam sobre editais para cargos de seus interesses, nos quais não está dito claramente se podem concorrer os que fizeram graduação tecnológica, mais conhecida como "curso de Tecnólogo". Afinal de contas, existe diferença entre um curso de nível superior e um curso de Tecnólogo?

A resposta direta é não. Tecnólogo é todo profissional que concluiu um curso na modalidade de graduação de nível superior, geralmente com uma duração um pouco menor do que a graduação "tradicional" (não confundir com quem fez curso técnico ou com quem já trabalha na área de tecnologia). Também não se trata de um curso técnico ou da área de Tecnologia propriamente dita, apesar do nome sugerir isso. Existem outras áreas contempladas por essa modalidade de curso, a exemplo das graduações tecnológicas nas áreas de comércio, turismo e comunicação.

Podem participar de cursos de Tecnólogo tanto aqueles estudantes recém saídos do Ensino Médio, quanto as pessoas que querem se aperfeiçoar na área em que já estão atuando. Esses cursos também são uma boa alternativa para conciliar trabalho com os estudos, em virtude da duração, que é de cerca de 2 a 3 anos, ao passo que uma graduação convencional pode levar até 5 anos.

Mas atenção: na hora de se inscrever para um concurso, é necessário conferir atentamente se existe alguma restrição no edital para graduações tecnológicas, justamente pelo fato delas poderem ser consideradas como cursos de curta duração. É também no edital que estarão - ou deveriam estar - explicitados os detalhes das formações exigidas, uma vez que, como diz o próprio MEC, "o  contratante tem autonomia para decidir a qualificação do servidor que busca. Contudo, caso a exigência seja de nível superior e/ou graduação, o formado em cursos tecnólogos está apto a prestar o concurso. Ressalte-se a exceção em caso de solicitação específica da formação em licenciatura e/ou bacharelado. Portanto, o fator determinante é o teor do edital de cada concurso no qual estarão discriminados os títulos exigidos.”(Fonte: CNJ)

Além do tempo de duração, uma outra diferença significativa diz respeito ao conteúdo abordado ao longo do curso. Se formos comparar um curso de Tecnólogo com um bacharelado, por exemplo, veremos que este último obviamente proporcionará ao estudante uma formação relativamente mais ampla, em comparação com a graduação tecnológica. Mas, mesmo assim, ambos os diplomas são considerados de nível superior e ponto final.

Tanto é assim que, após ter concluído o curso de Tecnólogo (conhecido também como "curso superior de tecnologia"), o formado poderá optar por uma especialização, mestrado ou doutorado na área de sua preferência. Isto está garantido na própria LDB (Lei de Diretrizes e Bases da Educação, Lei 9394/1996)! 

Compartilhe

Comentários

Mais Guia do Concurseiro

Especial Concurso BB

Veja mais »