Mantendo o ritmo, apesar de ser dezembro

Como manter o ritmo de estudo na correria do mês de dezembro

Dezembro é notadamente um mês marcado pela correria das festas de final de ano. A própria movimentação de pessoas nos centros urbanos (o comércio) mostra o quanto elas andam ocupadas nesta época do ano, principalmente com a organização de festas, confraternizações e compra de presentes. Sem dúvidas, é um período tentador para quem vem necessitando lidar com os estudos, especialmente os concurseiros, os estudantes do ensino médio e os graduandos em geral, às voltas com as pesadas demandas dos finais de semestre. É uma dureza, portanto, ter que manter a disciplina de estudos programada para essa fase do ano.

De acordo com a estagiária Mylena Bastos, tem sido praticamente impossível se manter indiferente às agitações do Natal e Ano Novo. Por causa disso, ela já perdeu pelo menos quatro dias tendo que ir ao comércio para agilizar algumas tarefas pessoais. "Não tem jeito, você acaba entrando no clima também, o que lhe subtrai algumas importantes horas de estudo", falou.

O reflexo desta mistura entre o ativismo do mês de dezembro e a dinâmica dos estudos para concursos/provas/finais de cursos se reflete também nas salas de aula dos cursinhos preparatórios. Nesta época, cai consideravelmente a quantidade de alunos em sala de aula, justamente pela correria dos eventos de final de ano, algo que só volta a se normalizar lá pela segunda quinzena de janeiro.

É nesse momento que aqueles obstinados, pela força de vontade que têm, demonstram que vale à pena manter rotina, por mais que entre um dia ou outro, sejam inevitáveis as tentações. São pessoas, por exemplo, que já estão há algum tempo na batalha por uma vaga no funcionalismo público, e que geralmente não se deixam influenciar por situações que os desviem o foco por um tempo excessivo. São poucas pessoas, mas elas existem.

Este é o caso do comerciário Félix Jr, um concurseiro que tem mantido a linha de estudos mesmo vendo a família toda se empolgando com o Natal, a ceia e a tradicional amiga secreta que ocorre todos os anos. O concurseiro explica que estas festas têm todos os anos, já uma possível aprovação em concurso, não é uma sorte que sempre bate a porta. "Tem que se renegar mesmo. Quem quiser ser aprovado tem que renunciar a algumas coisas".

Para seguir na busca de uma grande conquista, como ser aprovado em concursos de alta competitividade, não se pode abrir mão da hora que é para estudo. Claro que tem de ter momentos para o lazer, contudo, hora de estudar não pode ser substituída por nenhuma outra atividade, seja ela qual for. Afinal, é neste período de final de ano que a palavra "perseverança" deve estar bem em voga no vocabulário de um bom concurseiro.

Compartilhe

Comentários

Mais Guia do Concurseiro

Especial Concurso BB

Veja mais »