Salvador - BA prorroga inscrições das seleções REDA

Ao todo, são disponibilizadas 971 vagas, distribuídas para funções de níveis fundamental, médio e superior. Remunerações de até R$ 3.950,00, pelo REDA.

A Prefeitura de Salvador, Bahia, publicou atualizações relacionadas aos seis editais de processos seletivos destinados à contratação de novos servidores para atendimento às necessidades do município. Uma das retificações anunciadas diz respeito ao prazo de inscrição, que foi prorrogado até 03 de agosto de 2017. Os candidatos devem conferir demais informações alteradas diretamente no site da FGV Projetos (link a seguir).

Ao todo, são disponibilizadas 971 vagas, todas em Regime Especial de Direito Administrativo - REDA, distribuídas para funções de níveis fundamental, médio e superior. Para confirmar a participação, é preciso preencher os dados solicitados no site da FGV Projetos (www.fgv.br/fgvprojetos/concursos/prefeituradesalvador/) e efetuar o pagamento de R$ 50,00 a R$ 90,00.

Edital n° 06/2017

São oferecidas 400 vagas disponíveis para a função de Auxiliar de Serviços Gerais, sendo 260 para a ampla concorrência e as outras 140 reservadas para candidatos afrodescendentes e pessoas com deficiência. Os candidatos aprovados e convocados atuarão em regime de trabalho de 40 horas semanais, com remuneração de R$ 950,00.

Edital n° 07/2017

São disponibilizadas 240 vagas na função de Auxiliar de Desenvolvimento Infantil, sendo 156 vagas para a ampla concorrência e 84 reservadas para candidatos afrodescendentes e pessoas com deficiência. Os aprovados e convocados atuarão em regime de trabalho de 40 horas semanais, com remuneração de R$ 1.150,00.

Edital n° 08/2017

Abertas 202 vagas disponíveis para a função de Técnico de Nível Médio I - Atendimento, assim separadas: 130 vagas para a ampla concorrência e 72 reservadas para candidatos afrodescendentes e pessoas com deficiência. Os aprovados e convocados atuarão em regime de trabalho de 40 horas semanais, com remuneração de R$ 1.450,00.

Em retificação divulgada em 07/07, foram corrigidas informações relacionadas aos requisitos de investidura, emissão do boleto para pagamento da taxa, critérios de aprovação na prova escrita e critérios de desempate.

Edital n° 09/2017

Apresenta 42 vagas para a função de Técnico de Nível Médio II - Operacional e, desse total, 16 são reservadas para candidatos afrodescendentes e pessoas com deficiência.

Também por meio de retificação, foram corrigidas informações relacionadas aos requisitos de investidura, emissão do boleto para pagamento da taxa, critérios de aprovação na prova escrita e critérios de desempate. Os aprovados e convocados atuarão em regime de trabalho de 40 horas semanais, com remuneração de R$ 1.900,00.

Edital n° 10/2017

Este regulamento prevê o preenchimento de 42 vagas, com as devidas reservas legais, para a função de Técnico de Nível Superior I Suporte Administrativo Operacional, que tem oferta remuneratória de R$ 2.650,00 mensais, cumprindo-se uma jornada completa de 40 horas semanais.

Edital n° 11/2017

Este último edital abre 45 vagas para a função de Técnico de Nível Superior II - Suporte Administrativo, nas especialidades de Direito, Ciências Contábeis, Engenharia (Ambiental, Elétrica, Civil), Arquitetura e Urbanismo, Urbanismo, Administração,  Economia, Gestão Financeira, Jornalismo, Relações Públicas, Publicidade e Propaganda.

Os aprovados e convocados atuarão em regime de trabalho de 40 horas semanais, com remuneração de R$ 3.950,00. 

Em retificação do dia 25/07/2017, fez-se uma correção nos requisitos da função de Técnico de Nível Superior II – Suporte Administrativo na especialidade de Urbanismo.

Provas e validade

Para as funções apresentadas, a seleção consistirá de uma única etapa: prova escrita objetiva, cuja previsão é de que sejam aplicadas no dia 03 de setembro de 2017, em locais divulgados posteriormente.

O prazo de validade de todos os processos seletivos será de dois anos, contados a partir da data de homologação dos resultados finais, podendo ser prorrogados por mais dois anos, a critério da administração pública.

O editais e as retificações podem ser conferidos no site da FGV Projetos: http://www.fgv.br/fgvprojetos/concursos/prefeituradesalvador

***

Dicas para as provas da seleção de Salvador: Língua e fala, coloquialismo e norma culta

 Os estudos linguísticos começaram na Índia com Panini. Nesta época, os estudos sobre a língua era um pouco intuitivos, comparativos e com interesses religiosos. No século XX, a publicação do livro póstumo O Curso de Lingüística Geral, que reuniu anotações feitas por alunos de Ferdinand de Saussure, foi responsável por dar inicio à Linguística Moderna. Esta passa a ser abordada como ciência, ignorando influências religiosa e determinando o seu objeto de estudo: a Língua.

A obra de Saussure tem características estruturalistas, uma vez que afirmava ser a língua uma estrutura que se relaciona entre si, regida por um conjunto de regras internas. No Curso, o linguísta fala dessas regras fazendo uma analogia com um jogo de xadrez e, demonstra - através da famosa “Metáfora do Jogo de Xadrez” - que essas regras internas não são aquelas definidas pela gramática normativa, mas sim aquelas que o individuo obtém na fase de aquisição da linguagem. O que fica claro que, mesmo que um sujeito não tenha notório saber das regras gramaticais, ele ainda sim possui a habilidade de comunicação.

Outras correntes linguísticas, como o Funcionalismo, tratam a língua fora desse padrão rigoroso do estruturalismo saussuriano, mostrando que a língua está em constante interação com a sociedade. Aqui, a tese é de que a gramática pode e deve se adaptar de acordo às necessidades de comunicação. É como se o funcionalismo "aceitasse" melhor o coloquialismos, considerando que os espaços sociais são variados, mas fundamentais para a construção da língua, que é dinâmica, traço característico de sua vivacidade.

Com isso, a fala, que é individual e viva, necessita adaptar-se constantemente às necessidades de comunicação, visto que o Funcionalismo adota a sociedade como um fator influenciável da mesma. A linguística, sobretudo a funcionalista, não despreza a importância do estudo da língua, do ponto de vista da gramática normativa. Contudo, trata-se de uma ciência que não desmerece os outros pontos de vista, incluindo aí as variações existentes na língua e na fala.

A língua oficial do Brasil é a Língua Portuguesa. Contudo, existe uma diferença clara entre a fala e a escrita. A escrita geralmente adota as regras da gramática normativa, enquanto que a fala pode seguir variadas regras, nem sempre encontradas na gramática normativa. Seria a construção da sua própria gramática, como é defendida pelos Funcionalistas.

A fala, portanto, é muito mais dinâmica e opta sempre por seguir sentenças mais fáceis, já a escrita exige que sejamos o mais claro possível com o uso dos signos linguísticos, que muitas vezes podem causar dúvidas, estranhamento ou variados sentidos, dependendo do contexto.

A fala ainda pode receber influencias regionais, culturais, profissionais e até mesmo biológicas como idade e gênero. Vale lembrar também que, diferentemente do que se pensa, a fala precede a escrita (no sentido de dizer que a escrita só passou a existir após a fala). A escrita, embora seja uma cópia da fala, geralmente não segue influências externas, como o regionalismo, pelo menos de forma mais rápida. Sendo assim, a fala está mais suscetível à mudanças, enquanto a escrita evita a improvisação, é mais objetiva e elaborada.

REFERÊNCIAS

SAUSSURE, Ferdinand. O curso de linguística geral. São Paulo: Cultrix.

CUNHA, Maria Angélica Furtado de. Linguística funcional. São Paulo: Parábola editorial.

MARTELOTTA, Mário Eduardo. Manual de linguística. São Paulo: Contexto.

Concursos RelacionadosVagas
CREMEBNíveis Médio e Superior425
FUNAI EstagiárioVárias
Ministério Público da BahiaNíveis Médio e Superior61
TRF 1 - Tribunal Regional Federal da 1ª RegiãoNíveis Médio e Superior20
UFBA - Universidade Federal da BahiaTodos os níveis de escolaridade264
Prefeitura de Cabaceiras do ParaguaçuMotorista e Técnico em enfermagem10
Prefeitura de CanudosTodos os níveis de escolaridade130
Prefeitura de CuraçáTodos os níveis de escolaridade369
Prefeitura de IbicoaraTodos os níveis de escolaridade305
Prefeitura de JandaíraNível Superior3
Veja todos » Concursos Abertos