Marinha Mercante abre seleção para a EFOMM 2019

Processo seletivo de Admissão às Escolas de Formação de Oficiais da Marinha Mercante (EFOMM) para 2019.

A Diretoria de Portos e Costas da Marinha Mercante, vinculada à Marinha do Brasil, lançou o novo edital do processo seletivo para ingresso na Escola de Formação do Oficiais para 2019 (EFOMM), do Centro de Instrução Almirante Graça Aranha (CIAGA - Rio de Janeiro) e do Centro de Instrução Almirante Braz de Aguiar (CIABA - Belém - Pará).

O processo seletivo não é concurso público e apenas destina-se a selecionar candidatos para o preenchimento de 285 vagas sendo 170 vagas para o CIAGA e 115 para o CIABA. Em decorrência de acordos internacionais, 10 outras vagas em cada Centro de Instrução estão reservadas para alunos estrangeiros. Caso alguma dessas vagas não seja ocupada, poderá ser preenchida por candidato brasileiro.

O edital faz questão de ressaltar que os Oficiais de Máquinas e de Náutica da Marinha Mercante são aquaviários do 1º Grupo - Marítimos e que o seletivo não se destina ao provimento de cargo, emprego ou função pública, ou ainda ao ingresso, como militar de carreira, na Marinha do Brasil.

De acordo com o edital, o interessado em participar do seletivo precisa: ser brasileiro nato; ter idade entre 17 e 23 anos (em 01 de janeiro de 2019, nos termos da Lei nº 7.573/1986); ter concluído o ensino médio ou equivalente; não estar na condição de réu em ação penal; não ter sido, nos últimos cinco anos: responsabilizado por ato lesivo ao patrimônio público ou condenado em processo criminal com sentença transitada em julgado; estar em dia com as obrigações do Serviço Militar e da Justiça Eleitoral; não ter sido julgado "incapaz definitivamente" para o Serviço Ativo das Forças Armadas ou das Forças Auxiliares ou para o Serviço Militar Inicial; não ser ex-aluno de EFOMM, não ter sido excluído, a bem da disciplina ou por inaptidão ao oficialato, de qualquer escola preparatória ou de formação das Forças Armadas ou Auxiliares, nem ter sido excluído, a bem da disciplina, do Serviço Ativo ou do Serviço Militar Inicial (SMI) de qualquer organização militar; possuir documentos básicos, como CPF e RG ou equivalente; entre outras exigências.

As inscrições podem ser feitas de 10 de maio a 08 de junho de 2018, no endereço: www.ciaga.mar.mil.br, no link relacionado ao EFOMM.

O processo seletivo é composto por quatro etapas: exame de conhecimentos (eliminatória e classificatória), seleção psicofísica (eliminatória), teste de suficiência física (eliminatória), período de adaptação e verificação de documentos (eliminatória). As provas serão aplicadas nas cidades relacionadas no segundo anexo do edital, nos dias 18 e 19 de agosto de 2018, iniciando às 10 horas e com término às 14 horas, horário de Brasília, nos locais a serem divulgados pelo CIAGA.

Todas as outras datas dos eventos deste seletivo estão disponíveis no cronograma oficial. A validade do processo seletivo encerrar-se-á em 28 de janeiro de 2019, data da matrícula no primeiro ano escolar do Curso.

Os candidatos devem ler atentamente o edital completo e atualizações no site do CIAGA: http://www.ciaga.mar.mil.br/.

Aspectos da profissão

Os profissionais da Marinha Mercante, oficiais e subalternos, distribuídos em diversas categorias, exercem suas atividades, normalmente, a bordo de embarcações mercantes, ocupando posições de extrema responsabilidade. O Oficial de Máquinas é responsável pela operação, manutenção e gerenciamento das máquinas, motores e equipamentos que compõem os diversos sistemas do navio. Começa sua atividade marítima como Oficial de Quarto de Máquinas, depois Subchefe de Máquinas e, posteriormente, Chefe de Máquinas, sendo que, nessa última função, é o responsável pelo gerenciamento das instalações de máquinas, inclusive daquelas que movimentam os grandes navios mercantes pelos oceanos.

O Oficial de Náutica é responsável pela operação e gerenciamento dos equipamentos de convés, de navegação e de comunicações. Começa sua atividade marítima como Oficial de Quarto de Navegação, depois como Imediato e, após, como Comandante, sendo que, nessa última função, é o responsável maior pela condução de navios mercantes pelos mares do mundo.

Tópico: Marinha

Compartilhe