Concurso Banco Central: Edital é esperado para 2019

Concurso para o Banco Central vem sendo bastante aguardado, já que desde 2013 a instituição não realiza concurso.

Uma autorização para realização do novo concurso Banco Central prossegue sendo bastante aguardada. O órgão tem pressa em suprir parte do déficit de mais de 2.000 cargos, porém, o último requerimento enviado para o Ministério do Planejamento tem tramitado lentamente.

Após uma parada na movimentação, o pedido voltou a tramitar. Por exemplo, em 13/12/2018 estava com o status de "alterado nível de acesso geral para Restrito". A expectativa que cada vez mais se fortalece é de que ao longo de 2019 boas notícias sobre esse concurso sejam dadas.

O órgão pede ao MPDG (agora Ministério da Economia) aval para preencher pelo menos 230 vagas de nível superior (200 para Analistas e 30 para Procuradores).

Claro está que isso não seria o suficiente para contemplar todas as carências do Banco, mas já seria um avanço, considerando toda a contenção atual de gastos com pessoal da área federal.

Últimos concursos

O BACEN fez um concurso para Procurador, no qual foram oferecidas 15 vagas para candidatos que deveriam possuir diploma de conclusão de curso de graduação de nível superior de bacharelado em Direito, inscrição na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e comprovação de, no mínimo, dois anos de prática forense. O subsídio era R$ 15.719,13, para uma jornada de trabalho de 40 horas semanais.

Esse concurso teve duas etapas: a primeira estava dividida em prova objetiva, inscrição definitiva, três provas discursivas, prova oral, além de avaliação de títulos; a segunda era composta de Curso de Formação.

Já no concurso de 2013 a oferta foi de 500 vagas, sendo 400 para Analista (nível superior em qualquer área) e 100 para Técnico (nível médio). Os subsídios iniciais variavam de R$ 5.158,23 a R$ 13.595,85, por carga horária de 40 horas semanais.

O concurso teve duas etapas: a primeira de provas objetivas, prova discursiva e avaliação de títulos; a segunda etapa consistiu de Programa de Capacitação, a ser realizado em Brasília. Os selecionados e contratados atuariam em Brasília, São Paulo, Salvador, Porto Alegre e Belém.

O QUE ESTUDAR PARA A PROVA?

Avaliando o histórico das seleções passadas, é provável que as provas do futuro concurso do BACEN cobrem questões sobre as disciplinas de Língua Portuguesa, Inglesa, SFN (Sistema Financeiro Nacional), Informática, Informática para usuário, Raciocínio Lógico e Conhecimentos específicos (referentes ao sistema bancário). Vale ressaltar que, se for aberto novo concurso para para o cargo de Procurador, ainda haverá questões sobre:

  • Direito Constitucional;
  • Direito Administrativo;
  • Direito Econômico;
  • Direito Financeiro;
  • Direito Tributário;
  • Direito Civil;
  • Direito Processual Civil;
  • Direito Empresarial;
  • Direito Internacional Público e Privado;
  • Direito Penal;
  • Direito Processual Penal;
  • Direito do Trabalho;
  • Direito Processual do Trabalho;
  • Direito Previdenciário.

Autonomia do BACEN

Uma das propostas de pauta alternativa à Reforma da Previdência é a possibilidade de autonomia do BACEN para realização de concursos, sem a análise prévia do Ministério do Planejamento. Essa forma de autonomia apresentada visa contemplar os campos operacional, administrativo e orçamentário, considerando que assim o banco disporia de mais liberdade para definição de suas atuações e mobilização de recursos financeiros, não necessitando diretamente de análise ministerial para abertura de concurso ou outras deliberações.

Tópico: Banco Central

Compartilhe

Concursos por E-mail
Assine nosso boletim para receber Concursos Banco Central diretamente no seu e-mail