Concurso ABIN tem validade congelada devido ao coronavírus

Por causa do congelamento da validade do atual concurso ABIN, um novo certame está um pouco distante de ser realizado. Há déficit de servidores no órgão.

Concurso ABIN, foto da fachada da ABIN

Concurso ABIN possui vencimentos elevados. - Foto: ABIN/ Divulgação

O novo concurso ABIN ainda irá demorar um pouco para ocorrer. O último certame teve o seu prazo de vigência congelado por causa da pandemia do novo coronavírus (COVID-19). Sendo assim, a Agência Brasileira de Inteligência (ABIN), em caso de necessidade, chamará os aprovados do certame que possui edital em vigor.

O concurso ABIN é conhecido por oferecer muitas vagas de uma vez e possui vencimentos elevados em comparação a outros certames. Além disso, por ser um órgão de inteligência, a ABIN é considerada como parte fundamental das estratégias nacionais, o que faz com que muitos concurseiros tenham vontade de serem servidores públicos na agência.

Situação atual do concurso ABIN

Como informado, o último concurso ABIN, homologado em 2018, teve o seu prazo de validade congelado por causa da pandemia do novo coronavírus. A decisão foi do Diretor de Gestão de Pessoal da Agência Brasileira de Inteligência, Valdir Miguel Soares. Nela, o Diretor justifica que seria necessário congelar o prazo até o dia 31 de dezembro de 2020, pois o Brasil se encontra em estado de calamidade.

É possível ler o documento na íntegra no site do Diário Oficial da União. A publicação foi feita no dia 03 de julho de 2020 (Edital n° 43). Também é possível ler a publicação no site do Cespe/Cebraspe (banca organizadora).

É válido ressaltar que em 2019, o Ministério da Economia autorizou, em duas nomeações diferentes, que fossem chamados um total de 508 aprovados, ou seja, mais do que o concurso ofertou inicialmente.

Apesar disso, pelo que pudemos levantar, a ABIN ainda possui um grande déficit de vagas em diversas áreas. Com o congelamento da validade do edital, quem prestou o concurso em 2018 ampliou suas chances.

No entanto, a pandemia provocará cortes no orçamento do governo federal, o que quer dizer que o órgão poderá ser afetado, inviabilizando novas autorizações para preencher vagas. Caso não haja mais chamadas, um novo concurso precisará ser realizado nos próximos anos para poder preencher os quadros da ABIN.

O Concursos no Brasil entrou em contato com a assessoria de imprensa da ABIN para obter mais detalhes. Assim que recebermos uma resposta oficial, atualizaremos a matéria.

Concurso ABIN: cargos e requisitos

Confira os cargos e requisitos que costumam ser ofertados no concurso ABIN:

Oficial de Inteligência (Áreas de 1 a 4)

Independentemente da área, o candidato precisa ter diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de ensino superior em qualquer área de formação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC.

Oficial Técnico de Inteligência

O cargo é dividido nas seguintes áreas e requisitos:

Área 1

É exigido diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de ensino superior em Administração, em Economia ou em Contabilidade, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, além de registro profissional no órgão de classe competente, se existente.

Área 2

É preciso ter diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de ensino superior em Direito, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC.

Área 3

É requisito que o candidato possua diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de ensino superior em Psicologia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC e registro profissional no órgão de classe competente, se existente.

Área 4

O interessado precisa ter diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de ensino superior em Pedagogia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro profissional no órgão de classe competente, se existente.

Área 5

É exigido diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de ensino superior em Engenharia Civil, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC e registro profissional no órgão de classe competente, se existente.

Área 6

O candidato precisa ter diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino superior em Engenharia Eletrônica ou em Engenharia Elétrica, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC. Em ambos os casos, acompanhado de certificado de curso de pós-graduação stricto sensu (mestrado ou doutorado) na área de engenharia eletrônica, reconhecido pelo MEC, além de registro profissional no órgão de classe competente, se existente.

Área 7

O profissional necessita ter diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de ensino superior em Matemática ou em Estatística, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC. Em ambos os casos, acompanhado de certificado de curso de pós-graduação stricto sensu (mestrado ou doutorado) nas áreas de matemática ou estatística, reconhecido pelo MEC, e registro profissional no órgão de classe competente, se existente.

Área 8

É necessário obter diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de ensino superior em Tecnologia da Informação ou em Engenharia, com ênfase em Tecnologia da Informação, reconhecido pelo MEC, e registro profissional no órgão de classe competente, se existente.

Área 9

Precisa ter diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de ensino superior em Tecnologia da Informação ou em Engenharia, com ênfase em Tecnologia da Informação, reconhecido pelo MEC, e registro profissional no órgão de classe competente, se existente.

Área 10

Exige diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de ensino superior em Arquivologia ou em Biblioteconomia, reconhecido pelo MEC, e registro profissional no órgão de classe competente, se existente.

Agente de Inteligência

É preciso ter certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio (antigo segundo grau) ou de curso técnico equivalente, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo MEC.

Concurso ABIN: remuneração e benefícios

Oficial de Inteligência possui vencimentos de R$ 16.620,46, o Oficial Técnico de Inteligência recebe R$ 15.312,74 por mês e o Agente de Inteligência ganha R$ 6.302,23 mensais.

Os servidores possuem auxílio-alimentação e auxílio-creche como benefícios. Todos os cargos possuem jornada de trabalho de 40 horas semanais.

Último Concurso ABIN

O último concurso ABIN foi realizado em 2018, sendo que o seu edital foi lançado ainda em 2017. A organização foi do Cespe/ Cebraspe. Na época, o certame ofereceu 300 vagas de início imediato. Do total, 220 foram para Oficial de Inteligência, 60 para Oficial Técnico de Inteligência e 20 para Agente de Inteligência.

Os candidatos tiveram que pagar entre R$ 190,00 e R$ 230,00 para poderem participar. Ao todo, quase 65 mil pessoas se inscreveram no concurso ABIN.

As provas objetivas e discursivas foram aplicadas nas 26 capitais estaduais e no Distrito Federal. Todas as etapas de seleção podem ser conferidas no próximo tópico.

Etapas do concurso ABIN

O certame pode ter até sete fases, dependendo do cargo:

  • Provas objetivas;
  • Provas discursivas;
  • Teste de capacidade física (menos para Oficial Técnico de Inteligência);
  • Avaliação médica;
  • Avaliação psicológica;
  • Investigação social e funcional;
  • Terceira etapa Curso de Formação de Inteligência.

Confira os nossos artigos e simulados. São conteúdos gratuitos e que irão te auxiliar nos estudos!

O que estudar para o concurso ABIN

Veja a seguir o que estudar para o Concurso ABIN:

Matérias comuns a todos os cargos

  • Língua Portuguesa;
  • Atividade de Inteligência e Legislação Correlata;
  • Direito Administrativo;
  • Direito Constitucional;
  • Língua Inglesa ou Língua Espanhola;
  • Raciocínio Lógico.

Oficial de Inteligência (Conhecimentos Específicos)

O cargo de Oficial de Inteligência é dividido em algumas áreas. Confira o que estudar para cada uma delas:

Área 1

  • História do Brasil;
  • História Mundial;
  • Geografia do Brasil;
  • Geografia Mundial;
  • Política e Segurança;
  • Direito Internacional Público;
  • Direito Penal.

Área 2

  • Macroeconomia;
  • Microeconomia;
  • Economia Brasileira;
  • Relações Econômicas Internacionais;
  • Estatística e Econometria.

Área 3

  • Ciência Política;
  • Ciências Sociais;
  • Relações Internacionais.

Área 4

  • Rede de Computadores;
  • Prevenção e Tratamento de Incidentes;
  • Fundamentos de Análise Forense;
  • Análise de Artefatos Maliciosos;
  • Inteligência de Ameaças Cibernéticas;
  • Principais Ameaças e Formas de Ataque;
  • Teste de Penetração;
  • Análise de Vulnerabilidades;
  • Segurança de Aplicações Web;
  • Segurança de Sistemas móveis (mobile);
  • Fundamentos de Criptografia;
  • Fundamentos de Proteção de Infraestruturas Críticas;
  • Outros Conceitos relativos à Inteligência Cibernética.

Oficial Técnico de Inteligência (Conhecimentos Específicos)

O cargo de Oficial Técnico de Inteligência é dividido em algumas áreas. Veja o que estudar para cada uma delas:

Área 1

  • Administração Pública;
  • Administração Financeira e Orçamentária;
  • Gestão de Pessoas nas Organizações;
  • Contabilidade Aplicada ao Setor Público;
  • Contabilidade Geral;
  • Noções de Economia.

Área 2

  • Direito Administrativo;
  • Direito Constitucional;
  • Direito Civil;
  • Direito Processual Civil;
  • Direito Comercial;
  • Direito Financeiro;
  • Direito Penal;
  • Direito Previdenciário.

Área 3

  • A Pessoa e o Comportamento Organizacional;
  • Modelos e Processos de Gestão de Pessoas;
  • O Psicólogo nas Organizações.

Área 4

  • Planejamento de Ensino;
  • Planejamento Curricular;
  • Didática;
  • Formulação de Objetivos de Ensino;
  • Taxonomia de Objetivos Educacionais: Taxonomia de Bloom;
  • Recursos de Ensino;
  • Metodologia de Ensino;
  • Avaliação da Aprendizagem;
  • Habilidades e Competências;
  • Elaboração de Projetos Pedagógicos;
  • Tecnologia da Educação;
  • Educação a Distância;
  • Estatísticas Educacionais;
  • Educação Corporativa;
  • Projeto Pedagógico;
  • Metodologia de Ensino;
  • Avaliação de Processo de Ensino.

Área 5

  • Construção Civil;
  • Sistemas Estruturais;
  • Geotecnia;
  • Transportes;
  • Hidrotecnia;
  • Saneamento Básico;
  • Avaliação de Imóveis Urbanos;
  • Licitações e Contratos;
  • Elaboração de Relatórios Técnicos e Pareceres;
  • Princípios de Planejamento;
  • Elaboração de Orçamentos;
  • Engenharia de Segurança do Trabalho;
  • Informática e Programas de Engenharia;
  • Legislação Profissional Pertinente.

Área 6

  • Materiais Elétricos e Eletrônicos;
  • Materiais Condutores;
  • Materiais Semicondutores;
  • Circuitos Elétricos e Eletrônicos;
  • Eletrônica;
  • Sistemas Digitais;
  • Computadores Digitais;
  • Sistemas de Comunicação e Telecomunicação;
  • Arquitetura ARM;
  • Arquitetura FPGA;
  • Registradores;
  • Compiladores;
  • Outros Conhecimentos Específicos.

Área 7

  • Matemática;
  • Estatística;
  • Criptografia.

Área 8

  • Fundamentos de Computação;
  • Lógica de Programação;
  • Governança de Tecnologia da Informação;
  • Contratação de Bens e Serviços de TI;
  • Redes de Comunicação;
  • Gerência de Redes;
  • Segurança da Informação;
  • Sistemas Operacionais Windows e Linux;
  • Sistemas de Virtualização;
  • Sistemas Gerenciadores de Correio Eletrônico;
  • Sistema Gerenciador Web;
  • Sistema de Aplicação Web;
  • Sistemas Gerenciadores de Bancos de Dados;
  • Tecnologias e Arquitetura e Datacenter.

Área 9

  • Fundamentos de Computação;
  • Lógica de Programação;
  • Conceitos de Rede Local;
  • Engenharia de Requisitos;
  • Qualidade de Software;
  • Análise e Projeto Orientados a Objetos;
  • Programação Orientada a Objetos;
  • Linguagens e Tecnologias de Programação;
  • Testes;
  • Desenvolvimento Seguro de Software;
  • Banco de Dados.

Área 10

Agente de Inteligência

  • Legislação de Interesse da Atividade de Inteligência;
  • Ciências Humanas.

Sobre a ABIN

A Agência Brasileira de Inteligência (ABIN) foi fundada em fevereiro de 1999. Ela é considerada o órgão central do Sistema Brasileiro de Inteligência (SISBIN). Apesar da ABIN ser relativamente nova, há serviço de inteligência no Brasil desde 1927. O órgão veio para substituir o Serviço Nacional de Informações (SNI), criado durante a ditadura militar.

Entre as funções da ABIN, estão: estabelecer as necessidades de conhecimentos específicos a serem produzidos, coordenar a obtenção de dados e informações, acompanhar a produção de conhecimentos, analisar os dados recebidos, integrar as informações e conhecimentos fornecidos; solicitar informações ou documentos necessários ao atendimento da finalidade legal do sistema.

Além disso, deve promover o desenvolvimento de recursos humanos e tecnológicos e da doutrina de inteligência, realizar estudos e pesquisas para aprimorar a inteligência e representar o Sistema Brasileiro de Inteligência perante o órgão de controle externo da atividade de inteligência.

Se for necessário, a ABIN poderá executar atividades de inteligência operacional ao planejamento e à condução de campanhas e operações militares das Forças Armadas. Ou seja, caso o Brasil entre em guerra ou haja necessidade, o órgão colaborará com as Forças Armadas fornecendo seus serviços.

Carlos Rocha
Redator
Jornalista formado (UFG), atualmente redator no site Concursos no Brasil. Foi roteirista do Canal Fatos Desconhecidos (YouTube) por um ano e meio. Produziu conteúdo de podcast para o Deezer. Fez parte da Rádio Universitária (870AM) por três anos e meio como apresentador no Programa Fanático e como repórter, narrador e comentarista da Equipe Doutores da Bola. Fã de futebol, NFL e ouvinte de podcast.

Compartilhe

Concursos por E-mail
Assine nosso boletim para receber Concursos Abin diretamente no seu e-mail
Concursos RelacionadosVagas
Ministério da Economia
Todos os níveis de escolaridade
39
CaixaVárias
Veja todos » Concursos Abertos