Processo seletivo AMAZUL 2020: edital revogado, taxas serão devolvidas

Processo seletivo AMAZUL: saiu o edital de revogação do certame. Verifique como receber de volta a taxa de inscrição paga.

Concurso AMAZUL

Confira como receber a taxa paga - Foto: Pexels

O edital de seleção da Amazônia Azul Tecnologias de Defesa S.A (processo seletivoAMAZUL), de numeração 01/2020, foi revogado. A informação foi publicada no Diário Oficial da União de 31 de agosto de 2020.

Em sua página oficial, a AMAZUL detalhou os motivos para o cancelamento. Disse que um dos fatores para a revogação foi a pandemia da COVID-19, uma vez que esta inviabilizou a realização de concursos públicos e processos seletivos simplificados.

Além desse motivo, alegou que houve "a necessidade de revisão dos requisitos para ingresso nos cargos disponibilizados no PSS nº 01/2020, bem como da revogação do PSS em andamento".

Para solicitar o reembolso, a AMAZUL informou que será necessário preencher o formulário, enviado por e-mail, com os dados pessoais e os dados bancários.

Quem não receber o e-mail poderá baixar o formulário pelo site da AMAZUL e depois enviá-lo para o e-mail: concursos@amazul.gov.br, juntamente com uma cópia, legível, do comprovante de pagamento.

Quaisquer esclarecimentos adicionais poderão ser sanados enviando perguntas para o mesmo e-mail.

Vagas do processo seletivo AMAZUL

A meta era preencher 67 vagas temporárias e 2.310 cadastros de reserva para o quadro temporário da empresa pública. O processo seletivo simplificado estava sob a responsabilidade do Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistência Nacional (IDECAN). 

Quem fosse aprovado e contratado iria trabalhar na sede da AMAZUL (São Paulo).

Mas, conforme as necessidades da empresa, poderiam ser encaminhados para qualquer local do território nacional onde haja empregados públicos alocados. 

O salário proporcionado pelas ocupações poderia chegar a R$ 15.987,74. 

Cargos 

As vagas de nível superior dispostas no edital seriam para: Analista Administrativo (geral), Analista Administrativo (especialidades de Administrador, Advogado, Economista, Engenheiro de Produção), Analista de Desenvolvimento de Sistemas, Analista de Negócios (especialidades de Administrador, Advogado), Analista de Relações Institucionais e Analista de Sistemas.

Também havia chances para Arquiteto, Especialista em Desenvolvimento Nuclear e Defesa - Proteção Radiológica, Tecnólogo em Projetos Mecânicos, Físico, Pesquisador em História, Contador, Engenheiro Civil, Engenheiro de Automação e Controle, Engenheiro de Energia, Engenheiro de Materiais, Engenheiro de Produção, Engenheiro de Telecomunicações, Engenheiro Eletricista/Eletrônico/Automação e Controle, Engenheiro Mecânico, Engenheiro Naval, Engenheiro Nuclear.

Ainda na área de engenharia, havia vagas para: Engenheiro que pudesse atuar em Instrumentação e Controle, Engenheiro para atuar em Proteção e Combate a Incêndio, Engenheiro para atuar na área de Gestão da Qualidade e Engenheiro Químico.

Por fim, havia oportunidades para Assistente Administrativo, Projetista Civil, Projetista de Eletricidade, Projetista de Instrumentação e Controle, Projetista Mecânico, Químico, Técnico em Eletrônica, Técnico em Mecânica, Técnico em Química e Web Designer.

Todos os aprovados estariam sob o regime da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), inicialmente com um contrato de trabalho de duração de seis meses.

No entanto, existia a possibilidade desse contrato ser renovado uma única vez, conforme a necessidade, até o tempo máximo de dois anos.

Provas

A avaliação seria dividida em duas etapas: prova objetiva escrita e avaliação de títulos, esta considerando a formação acadêmica e experiência profissional comprovada.

Nas provas seriam cobrados Conhecimentos Gerais e Específicos. A avaliação escrita teria 60 itens (questões), valendo um ponto cada (60 pontos no total) e somente seria considerado aprovado o candidato que atingisse no mínimo, 50% de aproveitamento dos pontos.

O processo seletivo seria válido por dois anos, existindo a opção de ser renovado por um período igual de tempo, desde que houvesse necessidade da AMAZUL.

Seleção anterior da AMAZUL

O processo seletivo anterior da AMAZUL foi realizado em maio de 2018. Naquele certame, houve a oferta de uma vaga para o cargo de Analista em Desenvolvimento de Tecnologia Nuclear e Defesa - Médico do Trabalho.

O vencimento era de R$ 6.171,09, com carga horária de 20 horas semanais. As inscrições custaram R$ 100,00, sendo que poderiam ser feitas via correios ou pessoalmente, na Avenida Eusébio Matoso, n° 1375, Bairro Pinheiros, São Paulo – SP.

Sobre a AMAZUL

Com sede na cidade de São Paulo, na Avenida Corifeu de Azevedo Marques, 1847 - Butantã, a AMAZUL (Amazônia Azul Tecnologias de Defesa S.A) é uma empresa pública criada pelo governo brasileiro, em agosto de 2012, com o objetivo desenvolver tecnologias ao Programa Nuclear Brasileiro e ao mesmo tempo ao setor nuclear da Marinha.

Apesar da sede estar na capital paulista, a empresa pública possui unidades em Iperó - SP e Itaguaí - RJ, além de outros trabalhadores ou prestadores de serviço espalhados pelo Brasil. Um dos projetos mais famosos que possuem o envolvimento da AMAZUL é o do submarino com propulsão nuclear da Marinha do Brasil.

Alberto Vicente
Redator
Formado em Letras pela UEFS, colabora com o time Concursos no Brasil desde 2011, produzindo conteúdos sob medida para os seus leitores. Começou a escrever textos para a internet no ano de 1997 e não parou mais.

Compartilhe

Concursos por E-mail
Assine nosso boletim para receber Concursos AMAZUL diretamente no seu e-mail
Concursos RelacionadosVagas
ANVISAVárias
CaixaVárias
Codevasf
Todos os níveis de escolaridade
91
Veja todos » Concursos Abertos