Concurso Correios: Edital segue sem previsão

Não há previsão de concurso Correios em 2020 ou 2021. Pelo contrário, o governo fala em privatizar a empresa nos próximos anos.

Concurso Correios: carteiro pegando correspondências na van

Mesmo com uma possível privatização, concurseiros especulam sobre novo edital para concurso Correios - Foto: Divulgação / Correios

Milhares de concurseiros por todo o Brasil permanecem à espera de um novo edital do Concurso Correios. A última seleção feita pela Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos - ECT (Correios) foi realizada em 2017 e, desde então não há previsão alguma de um novo certame.

No entanto, um déficit no quadro de pessoal tem gerado especulações de um concurso para 2020, uma vez que não teve em 2019.

A expectativa é de abertura para cargos de níveis médio e superior, conforme as provas anteriores. Acredita-se que a maior concentração de oportunidades será nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Minas Gerais e Mato Grosso.

Então, mantenha a esperança de pé e siga estudando. Os candidatos aprovados nas provas de conhecimento, podem passar também por um teste de esforço e, caso contratados, serão submetidos a um exame admissional.

Nossa equipe separou algumas informações sobre o Concurso Correios para você. Confira:

Correios será privatizado?

Utilizando o seu principal canal social, o presidente Jair Bolsonaro deixou claro que a privatização dos Correios será importante. Segundo ele, "serviços melhores e mais baratos só podem existir com menos Estado e mais concorrência, via iniciativa privada". A desestatização da empresa está prevista para 2021, junto com ABGF, Ceagesp e Telebras, como informou o Secretário de Desestatização, Salim Mattar.

No final de maio de 2020, o presidente voltou novamente a falar sobre a privatização dos Correios em uma live. Bolsonaro até comentou que "estamos sim buscando privatizar muita coisa. Mas não é fácil! Tem empresas que obrigatoriamente passam pelo Congresso, vai ter reação".

A discussão sobre a privatização dos Correios já vem desde o ano passado, quando a Agência Brasil noticiou em 07 de junho de 2019 a probabilidade do acontecimento. Dessa forma, Bolsonaro autorizou, em abril, o início dos estudos para dar andamento ao processo de desestatização da companhia.

A ideia de uma possível privatização da ECT ainda assusta muitos concurseiros que aguardam um novo Concurso Correios. Esperava-se que o programa de demissão voluntária (PDV) promovesse uma reestruturação da empresa. No entanto, sabe-se que a empresa carrega prejuízos muito altos e precisa de uma solução. Esse foi um dos pontos abordados pelo presidente sobre privatizar a instituição.

Hoje, os Correios possuem décadas de serviços prestados à nação e um grande número de funcionários. Assim, resta aos candidatos esperar os próximos movimentos do governo quanto a esta pauta.

Quantitativo de pessoal dos Correios foi divulgado

Em janeiro de 2019 foi divulgada a Portaria 623/2019, que aprovava o quantitativo de pessoal próprio dos Correios. O limite máximo fixado é de 106 mil funcionários, já incluso nesse total o quadro permanente (105.211) e os anistiados (789).

O documento diz ainda que "para fins de controle do limite do quantitativo de pessoal das empresas estatais ficam contabilizados, à exceção dos empregados com contrato de trabalho suspenso por motivo de aposentadoria por invalidez", os seguintes grupos:

  • Os empregados efetivos, admitidos por intermédio de concursos públicos;
  • Os empregados que possuem cargos, empregos ou funções comissionadas;
  • Os empregados e servidores cedidos e requisitados;
  • Os empregados anistiados com base na Lei nº 8.878, de 11.5.1994;
  • Os empregados reintegrados;
  • Os empregados contratados por prazo determinado; e
  • Os que estão licenciados por doença, acidente de trabalho ou quaisquer outros motivos de licenças e afastamentos.

Além disso, "as vagas destinadas aos empregados readmitidos sob a condição de anistiados deverão ser extintas ao término dos contratos de seus atuais ocupantes".

A portaria, contudo, não é garantia alguma de que concurso seja aberto. Ela não sinaliza o lançamento de novos editais, uma vez que isso não compete aos Correios. No máximo, "compete à empresa gerenciar seu quadro próprio de pessoal, praticando atos de gestão para repor empregados desligados do quadro funcional, desde que sejam observados os limites ora estabelecidos, as dotações orçamentárias aprovadas para cada exercício, bem como as demais normas legais pertinentes".

Em 2018 foi publicado o novo Estatuto Social da ECT, após ter sido aprovado pela 12ª Assembleia Geral Extraordinária da empresa. Um dos pontos que, sem dúvidas, mais interessaram aos concurseiros foi a forma como o documento aborda a questão da contratação de pessoal da ECT. De acordo com o que é estabelecido a partir do artigo 113, sobre este assunto, prevalecem admissões por meio de concurso público e os contratados são regidos pelo regime Celetista.

Em seu blog oficial, a ECT afirmou que, com o novo Estatuto, a empresa terá melhores condições para crescer e se modernizar. A ideia é começar a atuar no exterior e diretamente na área de serviços financeiros, postais eletrônicos e de logística integrada.

Cargos ofertados em concursos dos Correios

Nos concursos dos Correios são abertas vagas para:

  • Analista de Correios;
  • Analista de Saúde;
  • Atendente Comercial;
  • Auxiliar de Enfermagem do Trabalho;
  • Carteiro;
  • Enfermeiro do Trabalho;
  • Engenheiro de Segurança do Trabalho;
  • Médico do Trabalho;
  • Operador de Triagem e Transbordo;
  • Técnico em Segurança do Trabalho.

Requisitos e atribuições dos cargos nos Correios

Cada cargo exige um nível de escolaridade específico e atividades inerentes à área de atuação. Confira:

Analista de Correios

Os requisitos para o cargo de Analista de Correios podem variar conforme a área de formação, mas em geral, exige ensino superior completo. Dependendo da função, o candidato deve possuir um curso de especialização, registro profissional e experiência no serviço.

As principais atribuições do Analista de Correios são:

  • Propor melhorias nos processos utilizando instrumentos, equipamentos e sistemas para atender os padrões de qualidade, produtividade, segurança e exigências tecnológicas inerentes a sua área de atuação;
  • Prestar assessoramento técnico inerente a sua atividade, orientando a aplicação dos conhecimentos e documentos normativos da área, propondo medidas alternativas, preventivas e corretivas para subsidiar a tomada de decisão, suprir as necessidades e garantir o alcance das metas e dos indicadores da área;
  • Disseminar conhecimentos técnicos, utilizando normas e legislações aplicáveis, emitindo considerações, transmitindo ocasionalmente informações e orientações a público específico para melhoria contínua dos processos de trabalho;
  • Elaborar documentos (relatórios, pareceres, ofícios, cartas, planilhas e outros) aplicando normas técnicas e os padrões estabelecidos pela empresa, relatando ocorrências, emitindo considerações técnicas conclusivas, propondo novas ações para subsidiar a tomada de decisões e gerar acervo documental;
  • Realizar auditoria técnica na sua área de atuação, verificando os procedimentos, as normas e legislações aplicadas, identificando não conformidades para propor medidas corretivo preventivas e garantir a melhoria contínua dos processos;
  • Acompanhar o cronograma da execução de projetos, aplicando normas e monitorando prazos e ações para o alcance dos objetivos organizacionais;
  • Executar outras atribuições de mesma natureza e complexidade que compõem as atividades da sua área de atuação, para atender o plano de trabalho estabelecido pela Empresa.

Analista de Saúde

A função requer que os candidatos tenham concluído a graduação em Medicina e possuam registro ativo no CRM. São atribuições do Analista de Saúde dos Correios:

  • Assumir responsabilidade e direcionar ações para o alcance das suas metas, dos resultados da área e dos objetivos estratégicos da Empresa;
  • Planejar, executar, acompanhar e avaliar os processos de sua área de atuação, de acordo com as normas e procedimentos em vigor, monitorando fatores que possam interferir nos resultados, recursos, cumprimento de prazos e cadeia de valor;
  • Interagir e construir parcerias, visando relações produtivas para a geração de resultados;
  • Participar nas equipes de trabalho, inclusive as multifuncionais e/ou juntas médicas, integrando conhecimento, tecnologias e práticas do seu campo profissional para a otimização dos resultados de acordo com as metas a serem alcançadas;
  • Identificar necessidades dos clientes, formular respostas e acompanhar o nível de satisfação com as soluções oferecidas;
  • Investir no autodesenvolvimento, acompanhando as práticas de mercado e identificando oportunidades para aplicação na sua área de atuação profissional;
  • Aplicar os conhecimentos, métodos e técnicas exigidos pela natureza de sua atividade, avaliando riscos e custos/benefícios, visando os resultados de sua área de atuação;
  • Interpretar, analisar, selecionar e sintetizar informações para a elaboração de relatórios gerenciais, projetos, pareceres e/ou laudos técnicos e outros documentos que subsidem a tomada de decisão;
  • Transmitir a disseminar conhecimentos e orientações sobre o trabalho e influir tecnicamente na melhoria de desempenho de outras pessoas;
  • Fiscalizar os contratos de prestação dos serviços de auditoria médica de campo e/ou de contas médicas, levantando dados para avaliação da qualidade e efetividade dos serviços prestados, bem como vistoriando os locais de atendimento ou hospitais.

Atendente Comercial

Para investir na função, o interessado deve possuir ensino médio ou curso técnico equivalente. As atribuições do cargo de Atendente são as seguintes:

  • Executar as etapas do processo de atendimento e vendas de objetos postais, produtos e demais serviços do porta-fólio da ECT, interagindo e aplicando as técnicas de atendimento e vendas junto à clientela, prestando contas dos objetos, valores e documentos que estão sob sua responsabilidade, utilizando sistemas, equipamentos e cumprindo as normas inclusive de segurança para atender o plano de trabalho estabelecido pela ECT;
  • Receber, registrar e encaminhar aos canais competentes, reclamações e sugestões formalizadas pelos clientes, executando procedimentos para responder as demandas da clientela, fornecer subsídios, para tomada de decisão e atender os padrões de qualidade exigidos;
  • Realizar atribuições e procedimentos operacionais de coleta, recebimento, tratamento e distribuição de objetos postais, produtos, contratos especiais e demais serviços previstos no porta-fólio da ECT, nas unidades de pequeno porte;
  • Conferir os registros constantes dos documentos de remessa de malas postais com os dados que as identifiquem, verificando o seu estado de inviolabilidade, para atestá-lo ou não e assegurar o seu recebimento nas agências da ECT;
  • Relatar à chefia imediata, quando constatar a ocorrência de irregularidades no fluxo postal na atividade, para subsidiar a tomada de decisão;
  • Executar outras atribuições de mesma natureza e complexidade que compõem a atividade na Unidade, para atender o plano de trabalho estabelecido pela Empresa;
  • Quando em unidades de pequeno porte, poderá realizar a entrega externa de objetos de correspondência, encomendas e malotes, a pé ou de bicicleta, precedida da organização interna desses objetos, carregando uma bolsa com peso-limite estabelecido em Acordo Coletivo de Trabalho, sob condições climáticas variadas.

Auxiliar de Enfermagem do Trabalho

O candidato deve possuir ensino médio completo e diploma de curso de Auxiliar de Enfermagem do Trabalho ou de curso técnico em Enfermagem. Também preciso ter curso de qualificação de Auxiliar de Enfermagem do Trabalho e registro profissional no COREN. As atribuições são:

  • Auxiliar na elaboração e implementação do Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional da Empresa (PCMSO), conforme legislação vigente;
  • Auxiliar na realização de procedimentos médicos (exames, curativos, imobilizações, esterilizações, etc.), manipulando aparelhos e ministrando medicamentos, sob prescrição médica;
  • Auxiliar na supervisão de exames de saúde, para fins de admissão, retorno ao trabalho, demissão, mudança de função e periódico;
  • Analisar e elaborar pareceres técnicos e relatórios referentes a projetos e assuntos de sua área;
  • Auxiliar na elaboração de relatórios gerenciais do PCMSO, objetivando a melhoria dos indicadores de saúde ocupacional da Empresa;
  • Aplicar os conhecimentos de Auxiliar de Enfermagem do Trabalho ao ambiente de trabalho e a todos os seus componentes, de modo a atenuar ou eliminar os riscos existentes à saúde do trabalhador;
  • Auxiliar na elaboração de laudos para fins de concessão, manutenção ou cancelamento de adicionais relacionados à saúde do empregado, bem como proposição de medidas corretivas e preventivas relativas aos agentes nocivos detectados;
  • Promover a realização de atividades de conscientização, educação e orientação dos trabalhadores para a prevenção de acidentes do trabalho e doenças ocupacionais, tanto por meio de campanhas, quanto de programas de duração permanente;
  • Esclarecer e conscientizar os empregados sobre acidentes do trabalho e doenças ocupacionais, estimulando-os em favor da prevenção;
  • Participar das atividades da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA), conscientizando os empregados sobre as normas de segurança, proteção e higiene no trabalho;
  • Executar outras atribuições relacionadas à sua especialidade, de mesma natureza e equivalente nível de dificuldade.

Carteiro

A carreira de carteiro tem como requisito a conclusão de ensino médio ou curso técnico equivalente. São atividades do cargo de Carteiro:

  • Executar as atribuições relativas à coleta, recebimento, triagem, conferência, recondicionamento, distribuição, anotações, baixa e devolução de objetos postais, mensagens telegráficas, contratos especiais e outros produtos e serviços previstos no porta-fólio da ECT, pesquisando, rastreando, identificando e prestando contas dos objetos e documentos que estão sob sua responsabilidade, utilizando equipamentos ou meios apropriados, cumprindo as normas, inclusive as de segurança, para atender ao plano de trabalho estabelecido pela Empresa;
  • Operacionalizar o processo produtivo telemático, relativo à distribuição, seguindo os padrões e normas para atender o plano de trabalho estabelecido pela Empresa;
  • Relatar à chefia imediata, quando constatar a ocorrência de irregularidades no fluxo postal na atividade, para subsidiar a tomada de decisão;
  • Participar, em caráter eventual e opcional, de campanhas promocionais e sociais da Empresa, divulgando produtos e serviços, sugerindo possíveis oportunidades de negócios, prestando informações sobre programas para atender as políticas governamentais e plano estratégico da Empresa;
  • Executar 3 as atribuições relativas ao atendimento e vendas nas Unidades de pequeno porte, seguindo os padrões e normas para atender o plano de trabalho estabelecido pela Empresa;
  • Executar outras atribuições de mesma natureza e complexidade que compõem a atividade na Unidade para atender o plano estratégico da Empresa.
  • Entrega externa de objetos de correspondência, encomendas e malotes, precedida da organização interna desses objetos, normalmente a pé, carregando uma bolsa com peso-limite estabelecido em Acordo Coletivo de Trabalho, podendo, também, exercer sua atividade de bicicleta ou motorizado, sob condições climáticas variadas.

Enfermeiro do Trabalho

É requisito para o cargo ter graduação completa em Enfermagem mais curso de especialização em Enfermagem do Trabalho. Também é preciso possuir registro ativo no COREN. Estas são as atribuições da função:

  • Executar e orientar a realização de procedimentos de saúde (exames, curativos, imobilizações, esterilizações, vacinações, coleta de material para exames laboratoriais) compatíveis com sua qualificação, manipulando aparelhos e ministrando medicamentos, sob prescrição médica;
  • Desenvolver, analisar e orientar estudos, pesquisas, projetos e sistemas que visem à melhoria contínua dos processos, com o nível de absenteísmo, levantamento de doenças profissionais, possíveis relações com as atividades funcionais, visando obter a continuidade operacional e o aumento da produtividade;
  • Elaborar relatórios gerenciais do PCMSO objetivando a melhoria dos seus indicadores de saúde ocupacional;
  • Aplicar os conhecimentos de Enfermagem do Trabalho ao ambiente de trabalho e a todos os seus componentes, identificando os fatores de riscos do ambiente, de modo a atenuar ou eliminar os riscos existentes à saúde do trabalhador;
  • Promover a realização de atividades de conscientização, educação e orientação dos trabalhadores para a prevenção de acidentes do trabalho e doenças ocupacionais, tanto por meio de campanhas, quanto de programas de duração permanente;
  • Organizar o setor de enfermagem da Empresa, prevendo pessoas e materiais necessários;
  • Esclarecer e conscientizar os empregados sobre acidentes do trabalho e doenças ocupacionais, estimulando-os em favor da prevenção;
  • Apoiar, no tocante às atribuições de Enfermagem do Trabalho, o Programa Nacional de Reabilitação Profissional da Empresa e avaliar as limitações laborativas dos empregados visando adequar os reabilitandos aos postos de trabalho;
  • Dar suporte na realização de auditorias em hospitais, prontos socorros e ambulatórios, orientando sobre as condições de higiene, o empregado de técnicas de enfermagem e os cuidados dispensados aos pacientes;
  • Efetuar o registro de dados estatísticos de acidentes e doenças profissionais, visando ao preparo de informes para subsídios processuais nos pedidos de indenização e orientar em problemas de prevenção de doenças profissionais;
  • Participar das atividades da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA), conscientizando os empregados sobre as normas de segurança, proteção e higiene no trabalho e capacitando sobre o uso de roupas e material do tipo de trabalho (EPI) para reduzir a incidência de acidentes; e (12) executar outras atribuições relacionadas à sua especialidade, de mesma natureza e equivalente nível de dificuldade.

Engenheiro de Segurança do Trabalho

Os interessados neste cargo devem ter nível superior em Engenharia ou Arquitetura com especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho. É preciso possuir ainda o registro profissional de Engenheiro de Segurança do Trabalho expedido pelo Ministério do Trabalho. Confira as atribuições:

  • Orientar e executar tecnicamente os serviços de Engenharia de Segurança do Trabalho;
  • Estudar as condições de segurança dos locais de trabalho e das instalações e equipamentos, com vistas especialmente aos problemas de controle de risco, controle de poluição, higiene do trabalho, ergonomia, proteção contra incêndio e saneamento, supervisionando e vistoriando as referidas condições, com proposição de ações preventivas e corretivas;
  • Planejar e desenvolver a implantação de técnicas relativas a gerenciamento e controle de riscos;
  • Vistoriar, avaliar, realizar perícias, arbitrar, emitir parecer, laudos técnicos e indicar medidas de controle sobre grau de exposição a agentes agressivos de riscos físicos, químicos e biológicos, tais como poluentes atmosféricos, ruídos, calor, radiação em geral e pressões Anormais, caracterizando as atividades, operações e locais insalubres e perigosos;
  • Analisar riscos, acidentes e falhas, investigando causas, propondo medidas preventivas e corretivas e orientando trabalhos estatísticos, inclusive com respeito a custo;
  • Propor políticas, programas, normas e regulamentos de Segurança do Trabalho, zelando pela sua observância, bem como promovendo e participando de campanhas educativas;
  • Elaborar normas, pareceres técnicos, relatórios, gráficos, quadros, tabelas e outros informativos sobre higiene e segurança do trabalho;
  • Colaborar em projetos e na implantação de instalações físicas e de novas tecnologias na Empresa, considerando as atividades relativas à segurança do trabalho;
  • Especificar, controlar e fiscalizar sistemas de proteção coletiva e equipamentos de segurança, inclusive os de proteção individual e os de proteção contra incêndio, assegurando-se de sua qualidade e eficiência;
  • Elaborar planos destinados a criar e desenvolver a prevenção de acidentes, promovendo a instalação de comissões e assessorando-lhes o funcionamento;
  • Acompanhar a execução de obras e serviços decorrentes da adoção de medidas de segurança, quando a complexidade dos trabalhos a executar assim o exigir;
  • Colaborar na fixação de requisitos de aptidão para o exercício de funções, apontando os riscos decorrentes desses exercícios;
  • Propor medidas preventivas no campo da Segurança do Trabalho, em face do conhecimento da natureza e gravidade das lesões provenientes do acidente de trabalho, incluídas as doenças do trabalho;
  • Orientar quanto ao cumprimento da legislação da área de Engenharia de Segurança do Trabalho;
  • Orientar os trabalhos de perícia promovida por terceiros, objetivando a aplicação correta de técnicas de identificação e diagnóstico das causas dos acidentes;
  • Atualizar-se quanto às evoluções técnicas na área de engenharia de segurança, visando suas aplicações no âmbito da ECT;
  • Apurar índices de acidentes na Empresa, propondo a adoção de medidas especificas para combater as suas causas;
  • Elaborar recursos de autuações das DRTs;
  • Implementar e ser o orientador do Serviço de Radioproteção;
  • Elaborar, implementar e fazer cumprir o Plano de Radioproteção;
  • Elaborar e manter atualizadas as instruções operacionais e de emergência em relação à operação com equipamentos emissores de radiação;
  • Assumir o controle e aplicar as ações corretivas nas situações de emergência ou em caso de acidentes;
  • Executar outras atribuições relacionadas à sua especialidade, de mesma natureza e equivalente nível de dificuldade.

Médico do Trabalho

Para investir nesse cargo, é preciso ter graduação completa em Medicina com certificado de especialização na área de Medicina do Trabalho ou residência médica específica. O profissional também precisa estar registrado no CRM. As atribuições são:

  • Elaborar, conforme legislação vigente, o Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional da Empresa (PCMSO), estabelecendo as diretrizes e as responsabilidades;
  • Coordenar a realização dos exames de natureza médica, previstos no PCMSO, tais como admissional, periódico, retorno ao trabalho, mudança de função e demissional, bem como encarregar os mesmos a profissional médico familiarizado com os princípios da patologia ocupacional e suas causas, cumprindo os requisitos legais;
  • Desenvolver, coordenar, analisar, fiscalizar e orientar estudos, pesquisas, projetos e sistemas que visem à melhoria contínua dos processos; (
  • Elaborar relatórios gerenciais do PCMSO, objetivando a melhoria dos indicadores de saúde ocupacional da Empresa;
  • Aplicar os conhecimentos de Medicina do Trabalho ao ambiente de trabalho e a todos os seus componentes, identificando os principais fatores de risco presentes no ambiente de trabalho, decorrentes do processo laborativo e das formas de organização do trabalho e as principais consequências ou danos para a saúde do trabalhador, de modo a atenuar ou eliminar os riscos existentes à sua saúde;
  • Presidir e participar de junta médica para perícia médica em empregados, constatando enfermidades relacionadas com sua área de trabalho, visando apresentar alternativas que solucionem as situações encontradas, bem como nos casos de verificação da existência ou não de Nexo Técnico Epidemiológico – NTEP;
  • Elaborar laudos para fins de concessão, manutenção ou cancelamento de adicionais relacionados à saúde do empregado e propor medidas corretivas e preventivas relativas aos agentes nocivos detectados;
  • Executar, em parceria com a Área de Engenharia de Segurança do Trabalho da Empresa, inspeção em ambientes de trabalho, visando redução ou eliminação de riscos ambientais que ocasionem acidentes do trabalho ou doença ocupacional;
  • Orientar sobre a correta indicação e limites do uso dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI);
  • Planejar e implantar ações para situações de desastres ou acidentes de grandes proporções;
  • Analisar as informações estatísticas e epidemiológicas relativas à mortalidade, morbidade, incapacidade para o trabalho, para fins de vigilância da saúde e do planejamento e implementação e avaliação dos Programas de Saúde da Empresa, visando subsidiar as políticas de saúde corporativas;
  • Promover a realização de atividades de conscientização, educação e orientação dos trabalhadores para a prevenção de acidentes do trabalho e doenças ocupacionais, tanto por meio de campanhas, quanto de programas de duração permanente;
  • Esclarecer e conscientizar os empregados sobre acidentes do trabalho e doenças ocupacionais, estimulando-os em favor da prevenção;
  • Diagnosticar e tratar as doenças e acidentes do trabalho, participando do Programa Nacional de Reabilitação Profissional da Empresa e avaliar as limitações laborativas dos empregados, visando adequar os reabilitados aos postos de trabalho;
  • Participar das atividades da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA), conscientizando os empregados sobre as normas de segurança, proteção e higiene no trabalho;
  • Executar outras atribuições relacionadas à sua especialidade, de mesma natureza e equivalente nível de dificuldade.

Operador de Triagem e Transbordo

Para investir nesse cargo, é preciso ter concluído o ensino médio ou possuir certificado de curso técnico equivalente. Estas são as atribuições do Operador de Triagem e Transbordo:

  • Executar as etapas do processo de tratamento e encaminhamento (manuseio, preparação, triagem, separação, conferência, unitização, recepção, despachos e outros) de objetos postais, contratos especiais, demais produtos e serviços do porta-fólio da ECT, pesquisando, rastreando, identificando e prestando contas dos objetos e documentos que estão sob sua responsabilidade, utilizando equipamentos ou meios apropriados, cumprindo as normas inclusive as de segurança, para atender ao plano de trabalho estabelecido pela Empresa;
  • Participar, em caráter eventual e opcional, de campanhas promocionais e sociais da ECT, divulgando produtos e serviços, sugerindo possíveis oportunidades de negócios, prestando informações sobre programas para atender as políticas governamentais e plano estratégico da Empresa;
  • Relatar à chefia imediata, quando constatar a ocorrência de irregularidades no fluxo postal na atividade, para subsidiar a tomada de decisão;
  • Executar outras atribuições de mesma natureza e complexidade que compõem a atividade na Unidade, para atender o plano estratégico da Empresa.
  • Peculiaridades: levantamento de até 30 kg de peso, sem auxílio de equipamentos, em atividades repetitivas; permanecer em pé e/ou ficar agachado por longos períodos e constante movimentação de punhos e braços; transbordo de objetos postais entre unidades da ECT.

Técnico em Segurança do Trabalho

O candidato deve possuir diploma de conclusão do Ensino Médio e certificado de curso técnico em Segurança do Trabalho completo. Além disso, precisa ter registro profissional como Técnico de Segurança do Trabalho e comprovante de regularidade expedido pelo Ministério do Trabalho. As atividades do cargo são:

  • Executar as atividades ligadas à segurança e higiene do trabalho, utilizando métodos e técnicas científicas, observando dispositivos legais e institucionais que objetivem a eliminação, controle ou redução permanente dos riscos de acidentes do trabalho e a melhoria das condições do ambiente, para preservar a integridade física e mental dos empregados;
  • Promover e participar de debates, encontros, campanhas, seminários, palestras, reuniões, treinamentos e utilizar outros recursos de ordem didática e pedagógica com o objetivo de divulgar as normas de segurança e higiene do trabalho, assuntos técnicos, administrativos e prevencionistas, visando evitar acidentes do trabalho, doenças profissionais e do trabalho;
  • Elaborar informativos, normas, pareceres técnicos, relatórios, gráficos, quadros, tabelas e outros documentos sobre acidente do trabalho e higiene e segurança do trabalho, comunicando os resultados de suas inspeções;
  • Executar programas de prevenção de acidentes do trabalho, doenças profissionais e do trabalho nos ambientes de trabalho com a participação dos empregados, propondo medidas para redução dos índices, acompanhando e avaliando seus resultados, bem como sugerindo constante atualização dos mesmos e estabelecendo procedimentos a serem seguidos;
  • Investigar acidentes ocorridos, examinando as condições da ocorrência, para identificar suas causas e propor as providências cabíveis;
  • Executar os procedimentos de segurança e higiene do trabalho e avaliar os resultados alcançados, adequando-os às estratégias utilizadas de maneira a integrar o processo prevencionista em uma planificação, beneficiando o empregado;
  • Elaborar e encaminhar às áreas competentes normas, regulamentos, documentação, dados estatísticos, resultados de análises e avaliações, materiais de apoio técnico, educacional e outros de divulgação para conhecimento e auto desenvolvimento do empregado;
  • Cooperar com as atividades do meio ambiente, orientando quanto ao tratamento e destinação dos resíduos industriais, incentivando e conscientizando o empregado da sua importância para a vida;
  • Levantar e estudar os dados estatísticos de acidentes do trabalho, doenças profissionais e do trabalho, calcular a frequência e a gravidade destes para ajustes das ações prevencionistas, normas, regulamentos e outros dispositivos de ordem técnica, que permitam a proteção coletiva e individual;
  • Articular-se e colaborar com a área de gestão de pessoal, fornecendo-lhes resultados de levantamentos técnicos de riscos das áreas e atividades para subsidiar a adoção de medidas de prevenção em nível de pessoal;
  • Articular-se e colaborar com os órgãos e entidades ligados à prevenção de acidentes do trabalho, doenças profissionais e do trabalho;
  • Executar outras atribuições relacionadas à sua especialidade, de mesma natureza e equivalente nível de dificuldade.
  • Apostila completa Correios - Carteiro, Atendente Comercial, Operador de Triagem e Transbordo
  • Dicas para o concurso Correios 2017/2018: Estatuto Social da ECT

Concurso Correios: salários e benefícios

Você tem curiosidade de saber qual é o salário de um carteiro dos Correios e de outros servidores concursados? Conforme editais anteriores, os salários destes profissionais são:

  • Analista de Correios: R$ 3.211,58;
  • Analista de Saúde: R$ 3.211,58;
  • Atendente Comercial: R$ 2.080;
  • Auxiliar de Enfermagem do Trabalho: R$ 1.876,43;
  • Carteiro: R$ 2.314;
  • Enfermeiro do Trabalho: R$ 4.689,13;
  • Engenheiro de Segurança do Trabalho: R$ 4.903,05;
  • Médico do Trabalho: R$ 4.903,05;
  • Operador de Triagem e Transbordo R$ 2.015;
  • Técnico em Segurança do Trabalho: R$ 2.534,14.

Vale ressaltar que esses valores podem variar. Os benefícios concedidos pelo Concurso Correios aos contratados são:

  • Vale-alimentação/refeição;
  • Vale-transporte;
  • Auxílio-creche ou auxílio-babá;
  • Auxílio para filhos(as) dependentes portadores de deficiência física;
  • Assistência médica e odontológica ambulatorial extensiva aos dependentes legais;
  • Plano de Previdência Complementar – POSTALPREV pelo Instituto de Seguridade Social dos Correios – POSTALIS.

Último Concurso Correios foi em 2017

Em 2017, o Concurso Correios foi organizado pelo IADES e era voltado para o preenchimento de 88 vagas mais formação de cadastro reserva.

O edital oferecia cargos de nível médio/técnico e superior nas áreas de medicina e segurança do trabalho. As oportunidades previstas pelo certame abrangeriam várias cidades em todos os estados brasileiros, com exceção do Mato Grosso. Inscreveram-se 22.136 pessoas para as funções de:

  • Enfermeiro do Trabalho Júnior: 1.409 candidatos;
  • Engenheiro de Segurança do Trabalho Júnior: 3.593 candidatos;
  • Médico do Trabalho Júnior: 409 candidatos;
  • Auxiliar de Enfermagem do Trabalho Júnior: 3.019 candidatos;
  • Técnico em Segurança do Trabalho Júnior: 13.706 candidatos.

Os salários iniciais oferecidos variavam entre R$ 1.876,43 e R$ 4.903,05

Etapas do concurso Correios 2017

O Concurso Correios 2017 contou com etapa única de provas objetivas. Os candidatos tiveram quatro horas para responder 50 questões de múltipla escolha acerca de:

  • Língua Portuguesa;
  • Conhecimentos Básicos;
  • Raciocínio Lógico e Matemático;
  • Conhecimentos Específicos.

Foram aprovados aqueles que obtiveram o mínimo de 50% da pontuação total. Contudo, diante do contingenciamento geral da companhia, não foi um concurso animador.

Concurso Correios de 2015 foi suspenso

Para quem não se lembra, em outubro de 2015, os Correios suspenderam o concurso público que estava em andamento para ocupação de pelo menos duas mil vagas. De lá para cá, a empresa não se pronunciou sobre o assunto e a situação permanece indefinida, apesar dos esforços da representação sindical.

Concurso Correios 2011

O ano de 2011 teve dois editais do Concurso Correios publicados e organizados pela Cespe/UnB, atual Cebraspe. O primeiro contava com mais de seis mil vagas para os cargos de:

  • Atendente Comercial;
  • Carteiro;
  • Operador de Triagem e Transbordo.

O outro era de Carreiras Específicas, contando com 829 vagas para:

  • Auxiliar de Enfermeiro do Trabalho;
  • Técnico de Segurança do Trabalho;
  • Nível Superior.

No total, foram 1.120.393 candidatos inscritos, numa média de 121 candidatos por vaga.

Etapas do Concurso Correios 2011

A seleção do Concurso Correios 2011 contou com provas escritas de caráter objetivo para todos os inscritos. O edital de Carreiras Específicas teve 120 questões do tipo Certo ou Errado acerca de conhecimentos básicos e específicos. Já o outro edital contou com 60 perguntas de múltipla escolha abordando as seguintes disciplinas:

  • Informática;
  • Matemática;
  • Língua Portuguesa.

Os concorrentes ao cargo de Operador de Triagem e Transbordo ainda passaram por uma avaliação da capacidade física laboral. Esses foram fizeram testes de

  • Barra Fixa;
  • Corrida de Doze Minutos;
  • Dinamometria.

Veja também: Teste físico em concurso: como se preparar para a prova

O que cai na prova do Concurso Correios

Nas provas escritas do Concurso Correios são analisados conhecimentos gerais dos candidatos em três áreas. Dependendo da função, pode haver também um teste de aptidão física (TAF).

Língua Portuguesa

  • Compreensão e interpretação de textos;
  • Ortografia oficial;
  • Acentuação gráfica;
  • Emprego das classes de palavras: nome pronome, verbo, preposições e conjunções;
  • Emprego do sinal indicativo de crase;
  • Sintaxe da oração e do período;
  • Pontuação;
  • Concordância nominal e verbal;
  • Regência nominal e verbal;
  • Significação das palavras;
  • Formação de palavras.

Matemática

  • Números relativos inteiros e fracionários, operações e propriedades;
  • Múltiplos e divisores, máximo divisor comum e mínimo múltiplo comum;
  • Números reais;
  • Expressões numéricas;
  • Equações e sistemas de equações de 1º grau;
  • Sistemas de medida de tempo;
  • Sistema métrico decimal;
  • Números e grandezas diretamente e inversamente proporcionais;
  • Regra de três simples;
  • Porcentagem;
  • Taxas de juros simples e compostas, capital, montante e desconto;
  • Princípios de geometria: perímetro, área e volume.

Informática

  • Conceitos básicos de computação;
  • Componentes de hardware e software de computadores;
  • Sistema operacional Windows (XP e VISTA): considere estudar a partir do sistema operacional Windows 7;
  • Conhecimentos de Word, Excel, PowerPoint: noções sobre a Suíte Libre Office e as novas versões do Microsoft office também podem ser abordadas;
  • Internet: conceitos, navegadores, tecnologias e serviços.

Vale ressaltar que todos esses conteúdos podem passar por modificações, por isso é preciso estar sempre atento ao que os editais pedem.

Programa TAF básico do concurso dos Correios

  • Teste de Barra Fixa: existem critérios específicos para candidatos do sexo masculino e feminino;
  • Teste de Corrida de Doze Minutos;
  • Testes de Dinamometria: força muscular.

Como estudar para o Concurso Correios

Não existe uma fórmula certa para estudar para concursos públicos, mas alguns métodos podem ser bastante eficazes. Para o Concurso Correios, nós temos alguns passos:

  • Provas anteriores: os editais sempre vêm com um anexo de conteúdo programático que é abordado, a partir daí é só ver os assuntos recorrentes. Dê uma sondada, principalmente, nas questões da última prova realizada;
  • Disciplinas que sempre caem: português, matemática e informática estão presentes nas provas do concurso Correios e é nelas que você precisa focar;
  • Banca organizadora: pesquise sobre a empresa que está organizando a seleção e confira outros certames realizados por essa banca. Você perceberá um padrão nas provas;
  • Disciplina: crie uma rotina de estudos. Separe um tempo para estudar todos os dias no mesmo horário para acostumar seu cérebro;
  • Material: você pode também comprar ou baixar apostilas e cursos com dicas específicas.

Veja questões comentadas Concurso Correios

Correios 2011: Em 2008, nos 200 anos do Banco do Brasil, os Correios lançaram um selo comemorativo com uma tiragem de 1.020.000 unidades. No selo, cujo formato é de um retângulo medindo 40 mm × 30 mm, a estampa ocupa um retângulo que mede 35 mm × 25 mm.

Dadas essas condições, é correto afirmar que a área do retângulo da estampa é


(A) superior a 90% da área do retângulo do selo.
(B) inferior a 75% da área do retângulo do selo.
(C) superior a 75% e inferior a 80% da área do retângulo do selo.
(D) superior a 80% e inferior a 85% da área do retângulo do selo.
(E) superior a 85% e inferior a 90% da área do retângulo do selo.

Primeiro precisamos calcular a área do retângulo da estampa e do selo. Como os dois tem formato retangular a área é calculada como:

  • Área = base x altura
  • Para a estampa temos: área-estampa = 35 mm × 25 mm = 875 mm2
  • Para o selo temos: área-selo = 40 mm × 30 mm = 1200 mm2

Queremos saber a que porcentagem a área da estampa corresponde. Para isso podemos fazer uma regra de três simples.

1200 mm2 ----------- 100%
875 mm2 ----------- X
X = 875 x 100 / 1200 = 72,9%

Portanto a alternativa correta é a (B).

Correios 2011: Das correspondências que deveria entregar, o carteiro Carlos passou 7/10 delas para o carteiro Jorge; dessas, Jorge repassou 3/5 para o carteiro Marcos. Nesse caso, com relação à quantidade de correspondências que Carlos deveria entregar, a quantidade que coube a Marcos é igual a:

(A) 3/10
(B) 2/5
(C) 21/50
(D) 10/15
(E) 1/10

Essa pode parecer uma questão trabalhosa, mas ela é bem simples, só é necessário ler com cuidado. Ela simplesmente pede que se calcule 3/5 de 7/10. Para isso basta que se multiplique as duas frações: (3/5) x (7/10) = (21/50)

O que corresponde à alternativa (C).

Correios 2011: Suponha que, no envio, por SEDEX, de encomendas entre as cidades de São Paulo – SP e Rio Branco – AC, a parcela fixa seja de R$ 35,10 e a constante de proporcionalidade, R$ 13,20. Com base nessa situação, considere o envio, por SEDEX, de duas encomendas de 3 kg cada uma e quatro encomendas de 2 kg cada uma, todas para pessoas diferentes, de São Paulo para Rio Branco. Assinale a opção correspondente à expressão numérica que representa o valor a ser pago pelo envio dessas encomendas.

(A) [35,10 + 13,20 × 3] × 2 + [35,10 + 13,20 × 2] × 4
(B) [35,10 + 13,20] × 3 × 2 + [35,10 + 13,20] × 2 × 4
(C) [35,10 + 13,20 × 3] + [35,10 + 13,20 × 2]
(D) [35,10 + 13,20] × [3 × 2 + 2 × 4]
(E) 35,10 × 3 × 2 + 13,20 × 2 × 4

  • Para cada encomenda com 3 kg o custo é igual a parcela fixa (35,10) mais 3 vezes a constante de proporcionalidade (13,20): 35,10 + 13,20 × 3
  • Portanto o preço de duas encomendas com 3kg será: [35,10 + 13,20 × 3] x 2
  • Já para cada encomenda com 2 kg o custo é a parcela fixa mais 2 vezes a constante de proporcionalidade: 35,10 + 13,20 × 2
  • O preço para 4 dessas encomendas será 4 vezes esse valor: [35,10 + 13,20 × 2] x 4
  • O preço total deve ser a soma desses dois custos: [35,10 + 13,20 × 3] × 2 + [35,10 + 13,20 × 2] × 4

O que é a alternativa (A).

Sobre os Correios

A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ETC) foi fundada em 20 de março de 1969 e 54,3% de seus faturamentos são oriundos dos serviços postais exclusivos, como carta, telegrama e correspondência agrupada.

Aliado aos serviços postais, há também a prestação de serviços financeiros nas agências físicas, o que reflete imediatamente na inclusão bancária de milhões de brasileiros. "Desde a criação do Banco Postal, milhares de pessoas, que antes tinham que se deslocar para uma cidade vizinha para realizar uma simples operação bancária, agora contam com a comodidade de tudo poder ser feito na própria cidade onde moram", enfatiza a direção da empresa.

Além disso, a empresa oferece soluções com tecnologia de ponta, para atender às necessidades de comunicação das empresas e instituições. Um bom exemplo é o Sedex, que já existe há mais de 36 anos, e promove entrega mais rápida de envios.

Isadora Tristão
Redatora
Nascida na cidade de Goiânia e formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Goiás, hoje, é redatora no site "Concursos no Brasil". Anteriormente, fez parte da criação de uma revista voltada para o público feminino, a Revista Trendy, onde trabalhou como repórter e gestora de mídias digitais por dois anos. Também já escreveu para os sites “Conhecimento Científico” e “KoreaIN”. Em 2018 publicou seu livro-reportagem intitulado “Césio 137: os tons de um acidente”, sobre o acidente radiológico que aconteceu na capital goiana no final da década de 1980.

Compartilhe

Concursos por E-mail
Assine nosso boletim para receber Concursos Correios diretamente no seu e-mail
Concursos RelacionadosVagas
ANVISAVárias
CaixaVárias
Codevasf
Todos os níveis de escolaridade
91
Veja todos » Concursos Abertos