Concurso IFES - Técnico-Administrativos em Educação

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo abre mais de 40 vagas para cargos de todos os níveis de ensino.

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo (IFES) publicou o edital nº 01/2016 de concurso público de provas para provimento de cargos da carreira de Técnico-Administrativo em Educação de níveis fundamental, médio e superior. O edital passou por retificações, que devem ser conferidas diretamente no link disponível no final desta notícia.

São 44 vagas com salários que podem chegar a R$ 4.326,21, mais R$ 458,00 de auxílio-alimentação e outros incentivos. As oportunidades são para Assistente de Laboratório, Auxiliar em Administração, Revisor de Texto Braille, Tradutor e Interprete de Linguagem de Sinais, Técnico de Laboratório: Área Pesca, Técnico em Agropecuária, Técnico em Enfermagem, Engenheiro de Segurança do Trabalho e Pedagogo.

Os interessados deverão fazer suas inscrições no endereço eletrônico concursos.ifes.edu.br, no período de 04 a 19 de outubro de 2016. O valor da taxa de inscrição a ser paga é de R$ 110,00 a R$ 55,00.

A prova objetiva será aplicada na Grande Vitória provavelmente no dia 04 de dezembro de 2016, em local a ser divulgado oportunamente pelo site de concursos do IFES. O gabarito será publicado no dia seguinte e o concurso terá validade de dois anos.

Edital, cronograma e atualizações: https://goo.gl/yIX3o6. Retificação (https://goo.gl/4KxI2t).

Dicas para as provas IFES: Matemática e Português

Média Aritmética, Moda e Mediana, Probabilidade e Princípio Multiplicativo

As noções de Estatística nos dão subsídios para entender pesquisas, médias e valores que nem sempre são possíveis de compreender na prática, sem realizar esses cálculos.

Média Aritmética

Por exemplo, a média aritmética é usada em diversas formas no cotidiano, seja para determinar as médias de alunos na escola, ou nas próprias pesquisas divulgadas por jornais e artigos. Para realizá-la, basta somar os números dados dividindo-os com a quantidade dos números. Assim:

•    7 – 8 – 5 – 4
•    7 + 8 + 5 + 4 = 24 / 4 = 6
•    6 é a média aritmética

Moda e Mediana

A moda é outra noção estatística que ajuda a determinar a frequência, a repetição dos dados, isto é, aquele que mais aparece. Por exemplo:

Ao observar uma tabela com pessoas de determinadas faixas etárias e se fazer uma pergunta como: que idade acontece a maior incidência de drogas? Basta visualizar a tabela e verificar qual idade se repete em maior frequência. Essa é a moda.

A mediana, por outro lado, determina o valor central de um conjunto de valores. Entretanto, caso a quantidade de números seja par, o cálculo é diferente. O mesmo acontece quando é ímpar. Veja os exemplos:

•    40 – 89 – 58 – 14 – 26

Primeiro: colocar em ordem crescente ou decrescente:

•    14 – 26 – 40 – 58 – 89

Como é ímpar, o número que representa a metade é o 40, uma vez que terá dois números para esquerda e dois números para a direita. Logo, a mediana é 40.

Apostila para Auxiliar em Administração - IFES

Entretanto, caso adicionássemos um outro número para que seja par:

•    14 – 26 – 40 – 58 – 89 – 105

A mediana seria calculada com dois números, o 40 e 58, de modo que fiquem iguais a quantidade de números em cada lado. O cálculo é:

•    40 + 58 = 98/2 = 49. Essa é a mediana.

Noção Elementar de Probabilidade

A probabilidade nos deixa mais seguros com as decisões que precisam ser tomadas ou analisadas. Afinal, é provável que tenha consequências ou não. Na Estatística, a noção elementar de probabilidade também tem um fator crucial nos cálculos. Há três noções: experimento aleatório, experimento amostral e evento.

O experimento aleatório diz respeito ao acaso, à sorte. Não dá para saber, ao certo, se irá ganhar ou não, se a resposta será certa ou não. É o mesmo que dizer que irá ganhar no xadrez ou na aposta de um jogo. É relativo porque depende das decisões de outras pessoas também.

Já o experimento amostral indica resultados possíveis, que podem ser mensurados. Por exemplo, quando se joga uma moeda, há duas possibilidades, cara ou coroa. O dado e suas seis faces, e assim por diante. Esse experimento é indicado como S.

E o evento é um subconjunto do experimento amostral S que será representado por uma letra maiúscula. Veja o exemplo:

•    S = { 1, 2, 3, 4, 5, 6}
•    A = {1, 6} -> isso quer dizer que A está contido em S.

Princípio Multiplicativo

O objetivo do princípio multiplicativo é facilitar a contagem dos cálculos sem que seja necessária a sua somatória ou desmembramento. Para compreender melhor, é mais prático observar o exemplo dado:

João quer sair e precisa escolher suas roupas. Separou, portanto, três calças e quatro camisas. Percebe-se que há duas decisões, d1 e d2, uma calça e uma camisa. Entretanto, na d1 há n calças e na d2 também há m camisas. Logo, o total de possibilidades de escolha é a multiplicação entre n x m, que seria 3 x 4, igual a 12. Há doze combinações para que João se decida.

Esse é o princípio multiplicativo.

Estude mais: Dicas de Português IFES: frase, oração e período, ordem direta e ordem indireta da frase, discurso direto e discurso indireto, metáfora, ironia e humor

Tópico: IFES