Concurso AparecidaPrev - GO

Fundo de Previdência dos Servidores do Município de Aparecida de Goiânia – AparecidaPrev oferece oportunidades para vários níveis de escolaridade.

O Fundo de Previdência dos Servidores do Município de Aparecida de Goiânia – AparecidaPrev, no Estado de Goiás, abriu o edital n° 001/2017 de concurso público que visa o preenchimento de vagas imediatas e futuras. O certame será executado pelo Centro de Seleção da Universidade Federal de Goiás.

São ofertadas 29 vagas de níveis fundamental, médio e superior, além de dezenas de cadastros, nos cargos de Motorista, Auxiliar Administrativo, Auxiliar de Serviços Geais, Assistente Administrativo, Técnico Previdenciário, Analista de Tecnologia da Informação, Analista Previdenciário, Analista Financeiro, Assessor Jurídico, Contador e Médico Perito Previdenciário. A remuneração disponível varia de R$ 937,00 a R$ 4.000,00, em jornadas de trabalho de 20 ou 40 horas semanais.

Interessados deverão efetuar suas inscrições no período de 3 janeiro a 8 de fevereiro de 2018, via internet, através do site http://www.cs.ufg.br/. A taxa de inscrição será:

  • R$ 65,00 – nível fundamental;
  • R$ 80,00 – nível médio; e
  • R$ 110,00 – nível superior.

O concurso constará de prova objetiva de múltipla escolha, aplicada na cidade de Aparecida de Goiânia, com duração de quatro horas, prevista para 11 de março de 2018.

A validade do concurso público será de até dois anos, contado a partir da data de homologação do certame, podendo ser prorrogado uma única vez por igual período.

Edital, anexos e atualizações: https://centrodeselecao.ufg.br/2017/concurso_aparecidaprev/

***

Dicas para as provas do AparecidaPrev: noções sobre Previdência Complementar

A previdência complementar, regida pelas leis complementares n°108 e n° 109 de maio de 2001, também chamada de previdência privada, é uma forma de “seguro”, no qual o funcionário contrata uma empresa para garantir a sua renda no futuro, que é muitas das vezes utilizada após a aposentadoria.

Os planos de previdência complementar obedecem duas etapas: a acumulação e o resgate. Na acumulação são realizados vários tipos de aportes que regulam os recursos que poderão ser aplicados em fundos que serão geridos pela seguradora escolhida pelo cliente. Já no resgate, o valor que for acumulado poderá ser resgatado de forma integral ou na forma de renda complementar que o funcionários escolher, de acordo com a base em cálculos.

Outra observação interessante é que na previdência complementar, há dois tipos de entidades: aberta e fechada. A aberta pode ser contratada por qualquer tipo de pessoa, tanto física quanto jurídica. Essa modalidade de previdência é gerida pelas EAPC - Entidades Abertas de Previdência Complementar, que são instituições sem fins lucrativos responsáveis por administrar cada plana individual e coletivo de previdência. Este plano pode ser contratado por qualquer cidadão, mesmo que ele não possua nenhum vínculo empregatício ou até mesmo associativo com alguma associação.

Já a previdência fechada é destinada a grupos de funcionários de uma determinada empresa ou associados. São administradas pelas EFPC - Entidades Fechadas de Previdência Complementar. Tais entidades são mais conhecidas como fundos de pensão, relacionados a planos de previdência coletivos. Este tipo de previdência é acessível principalmente a grupos de trabalhadores de um determinada empresa ou classe empresarial, onde são responsáveis.

Veja abaixo alguns princípios constitucionais que regem a previdência complementar:

  • Regulamentação reservada à lei complementar;
  • Autonomia da vontade (natureza contratual);
  • Autonomia em relação ao regime geral de previdência;
  • Autonomia em relação ao contrato de trabalho;
  • Transparência para o participante;
  • Constituição de reservas em regime de capitalização;
  • Limitação à contribuição do patrocinador de plano com patrocínio estatal;
  • Presença dos participantes nos colegiados e instâncias de decisão.

Os princípios legais que regem a previdência complementar, entre outros, são os seguintes:

  • Transparência para o participante;
  • Independência patrimonial entre os planos administrados por uma mesma EFPC.

Regulamento de benefícios de planos previdenciários:

A forma de custeio de todo plano previdênciário diz respeito à maneira como os benefícios previdenciários poderão ser financiados. Ou seja, em um plano de previdência complementar é preciso saber exatamente de onde virão os recursos para pagar determinados objetivos e benefícios. Existem, três regimes financeiros que são bem usuais:

  • Custeio por repartição simples;
  • Regime financeiro de repartição de capitais de cobertura
  • Custeio por capitalização.

Portanto, independentemente do regime que venha a ser adotado, as prestações previdenciárias precisam ser analisadas cuidadosamente, de forma que venha a trazer benefícios estruturados para o cliente.

Saiba tudo, em detalhes, adquirindo as Apostilas para os cargos do AparecidaPrev - GO 2018


Concursos RelacionadosVagas
CRMV-GO - Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de GoiásNível Médio/Técnico100
UFG - Universidade Federal de GoiásNíveis Médio e Superior118
Prefeitura de TrindadeAgente de vigilânciaVárias
Câmara de Aurilândia Todos os níveis de escolaridadeVárias
Câmara e Prefeitura de Nova RomaTodos os níveis de escolaridade98
IBRAM - Instituto Brasileiro de MuseusDiretor de museu Várias
Prefeitura de AurilândiaTodos os níveis de escolaridade148
Prefeitura de BalizaTodos os níveis de escolaridade25
Prefeitura de Buriti de Goiás Níveis Fundamental e Superior22
Prefeitura de FirminópolisTodos os níveis de escolaridade185
Veja todos » Concursos Abertos