Prefeitura de Ceres (GO) realiza processo seletivo

Em Goiás, a Prefeitura de Ceres abre 14 vagas para níveis médio e superior. Vencimentos podem chegar a R$ 5.000,00.

A Prefeitura de Ceres, no Estado do Goiás, divulgou o edital de processo seletivo simplificado n° 02/2018, destinado ao preenchimento de vagas temporárias de nível médio e superior.

Vagas 

São no total 14 vagas ofertadas, distribuídas para as seguintes funções: Coordenador do ACESSUAS; Assistente Social do ACESSUAS; Coordenador/ Assistente Social da Criança Feliz; Assistente Social do Vigilância Social Assistencial; Orientador Social; Motorista para Transporte de Passageiros; Visitadores da Criança Feliz; e Psicólogo Vigilância Socioassistencial.

Os contratados deverão cumprir jornada de trabalho de 30 ou 40 horas semanais e farão jus à vencimentos entre R$ 1.500,00 e R$ 5.000,00.

Inscrição 

Os interessados em participar da seleção poderão efetuar as inscrições até o dia 19 de outubro de 2018, das 08h30min às 17h, na Prefeitura de Ceres Departamento de Recursos Humanos, localizada na Praça Cívica, s/n°, Centro.

No ato da inscrição o candidato deverá apresentar a seguinte documentação:

  • Documento de Identidade (RG);
  • Cadastro de Pessoa Física (CPF);
  • Comprovante de tempo de serviço/ experiência profissional;
  • Carteira Nacional de Habilitação (CNH) Categoria "D" (para o cargo de Motorista);
  • Diploma de conclusão de curso no Ensino Superior ou Médio;
  • Título de Eleitor e comprovante de quitação eleitoral.

Seleção 

Os inscritos serão submetidos às seguintes avaliações: Análise Curricular, de caráter eliminatório e classificatório; e Entrevista, de caráter classificatório.

Validade 

O processo seletivo terá validade de um ano, contado da data de publicação da homologação do resultado final, havendo possibilidade de ser prorrogado pelo mesmo período.

Edital

Mais informações poderão ser obtidas por meio do edital, o qual se encontra disponível na página da Prefeitura de Ceres – GO.

Atribuições

  • Coordenador do ACESSUAS: Coordenar as ações do Programa ACESSUAS TRABALHO no âmbito da gestão municipal; Coordenar o planejamento das atividades que serão desenvolvidas pela Equipe de Referência; Acompanhar os resultados das metas pactuadas pelo Município; Articular com Empresas de Recrutamento e Seleção, Sistemas e Entidades de Classe a intermediação da mão de obra dos capacitados no ACESSUAS TRABALHO. Alimentar com informações pertinentes o Sistema de monitoramento do ACESSUAS TRABALHO.
  • Assistente Social do ACESSUAS: Identificar o público prioritário do Programa ACESSUAS TRABALHO; Identificar as pessoas com deficiência que possam participar dos cursos oferecidos pelo Programa ACESSUAS TRABALHO; Participar da elaboração da campanha de mobilização e de divulgação do Programa; Organizar palestras, reuniões nos bairros, nas associações de moradores, com o público prioritário do Programa ACESSUAS TRABALHO; Articular com rede de educação (EJA) que atua com o público prioritário do Programa ACESSUAS TRABALHO para matricular os alunos nas unidades ofertantes; Identificar famílias com perfil para acesso à renda, com registro específico daquelas em situação de extrema pobreza e incluir no CADÚNICO e no ACESSUAS TRABALHO. Participar de reuniões periódicas com a equipe de referência da Secretaria Municipal de Assistência Social e/ou CRAS, para planejamento e avaliação dos resultados do Programa ACESSUAS TRABALHO. Identificar situações de vulnerabilidade e risco social e oferta e/ou encaminhamento para outros serviços, conforme necessidades.
  • Orientador Social: Apoio a equipe técnica de nível superior nas funções administrativas, na mobilização, no encaminhamento para matrículas dos educandos, no acompanhamento e no monitoramento da frequência dos alunos e no encaminhamento para o novo trabalho; Registrar informações sobre matrículas efetivadas, encaminhamento e acompanhamento dos educandos; Disponibilizar para a população a lista das unidades ofertantes, bem como a relação dos cursos oferecidos pelo ACESSUAS TRABALHO. Apoio na inclusão de novos beneficiários no Cadastro Único. Participação de reuniões de planejamento, na Secretaria Municipal ou CRAS, quando convocado pelo Coordenador do Programa ACESSUAS TRABALHO.
  • Motorista para Transporte de Passageiros: Dirigir veículos, zelando pela segurança de passageiros, valores e/ou cargas, conduzindo-os até local de destino, respeitando as regras de trânsito, bem como adotando medidas cabíveis na solução e prevenção de qualquer incidente. Auxiliar no embarque e/ou desembarque de passageiros, manuseando instrumentos e equipamentos, quando necessário, bem como abastecer o veículo com mercadorias e/ou outros materiais; Vistoriar o veículo e realizar pequenos reparos, verificando o estado dos pneus, o nível de combustível, de água e óleo, testando o freio, a parte elétrica, detectando problemas mecânicos, identificando sinais sonoros, luminosos ou visuais, checando indicações dos instrumentos do painel, solicitando manutenção quando necessário, entre outros, visando contribuir na conservação e segurança do veículo; Evitar acidentes, controlando e auxiliando na carga e descarga de mercadorias, orientando o seu acondicionamento no veículo, bem como garantindo a correta entrega de mercadorias, verificando a localização dos depósitos e estabelecimentos onde se processarão carga e descarga e conferindo as mesmas com documentos de recebimento ou entrega; Prestar socorro mecânico e/ou guinchar veículos, quando necessário, bem como operar comandos e/ou mecanismos do veículo, possibilitando a execução da tarefa necessária; Preencher diariamente o mapa de controle individual de veículos, entregando-o no prazo solicitado pela sua chefia imediata.
  • Assistente Social do Programa Criança Feliz: Viabilizar a realização de atividades em grupos com as famílias visitadas, articulando CRAS/UBS, em conjunto com Agentes Comunitários de Saúde, sempre que possível, para o desenvolvimento destas ações; Articular encaminhamentos para inclusão das famílias na rede, conforme demandas identificadas nas visitas domiciliares; Mobilizar os recursos da rede e da comunidade para apoiar o trabalho dos visitadores, o desenvolvimento das crianças e a atenção às demandas das famílias; Levar situações complexas, lacunas e outras questões operacionais para debate junto ao Comitê Gestor e coordenação municipal, sempre que necessário para a melhoria da atenção às famílias; Planejar, coordenar e supervisionar o desenvolvimento do trabalho dos visitadores; Capacitar à equipe de visitadores; Conhecimento com trabalho na área social e territorial, especialmente no atendimento direto a famílias e crianças e; Apresentar capacidade de liderança em situações formais e informais; Ter facilidade de comunicação e capacidade para organizar e ministrar capacitação; Habilidade de escuta, para propiciar reflexões a partir de situações concretas de atendimento e orientar o desenvolvimento das ações; Domínio de técnicas de trabalho participativo.
  • Visitadores do Programa Criança Feliz: Observar os protocolos de visitação e fazer os devidos registros das informações acerca das atividades desenvolvidas; Consultar e recorrer ao supervisor sempre que necessário; Registrar as visitas domiciliares; Identificar e discutir com o supervisor demandas e situações que requeiram encaminhamentos para a rede (como educação, cultura, justiça, saúde ou assistência social), visando sua efetivação; Realizar a caracterização da família, por meio de formulário específico; Realizar a caracterização da gestante, por meio de formulário específico; Realizar a caracterização da criança, por meio de formulário; Realizar o diagnóstico inicial do desenvolvimento infantil, por meio de formulário específico; Preencher o instrumento “Plano de Visita” para planejamento do trabalho diretamente com as famílias, por meio das visitas domiciliares, orientando-as para o fortalecimento do vínculo e capacitando-as para realizar as atividades de estimulação para o desenvolvimento integral da criança, desde a gestação.
  • Vigilância Socioassistencial: Elaborar e atualizar periodicamente o diagnóstico sócio territorial do município que deve conter informações especializadas dos riscos e vulnerabilidades e da consequente demanda de serviços de proteção social básica e de proteção social especial, bem como informações igualmente especializadas referentes ao tipo e volume de serviços efetivamente disponíveis e ofertados à população; contribuir com as áreas de gestão e de proteção social básica e especial, na elaboração de planos e diagnósticos, tais como, planos para enfrentamento do trabalho infantil e da exploração sexual de crianças e adolescentes, bem como na elaboração dos diagnósticos circunscritos aos territórios de abrangência de cada CRAS; colaborar com a gestão no planejamento das atividades pertinentes ao cadastramento e atualização cadastral do CadÚnico em âmbito municipal.

Compartilhe

Concursos por E-mail
Assine nosso boletim para receber Concursos em Ceres diretamente no seu e-mail
Concursos RelacionadosVagas
EBSERHNíveis Médio e Superior1.660
Câmara de CaldazinhaAdvogado e Contador2
CREFONO 5Níveis Médio e Superior3
Governo de GoiásEstagiário467
MPTNível Superior4
PFN - GOEstagiárioVárias
Prefeitura de AraçuTodos os níveis de escolaridade192
Prefeitura de EdéiaTodos os níveis de escolaridade101
Prefeitura de GouvelândiaTodos os níveis de escolaridade47
Prefeitura de IvolândiaTodos os níveis de escolaridade237
Veja todos » Concursos Abertos