Concurso HOB - MG: PROVAS ADIADAS!

Concurso HOB - MG irá preencher mais de 300 vagas para profissionais de níveis médio, técnico e superior. A banca organizadora será a Dédalus Concursos.

Concurso HOB

Os vencimentos variam entre R$ 1.391,85 e R$ 5.139,80. - Foto: Pixabay

O Hospital Metropolitano Odilon Behrens (HOB), de Belo Horizonte, Minas Gerais, divulgou o edital de seu concurso público nº 001/2019 que irá preencher 327 vagas para profissionais de níveis médio, técnico e superior. O concurso HOB - MG será realizado pela Dédalus Concursos.

Os profissionais de níveis médio e técnico poderão concorrer aos cargos de Agente Administrativo, Técnico de Serviços de Saúde (Técnico em Enfermagem, Técnico em Nutrição, Técnico em Radiologia e Técnico em Laboratório) e Técnico de Nível Médio (Técnico em Informática e Técnico de Segurança do Trabalho).

Os profissionais de nível superior poderão concorrer aos cargos de Analista de Políticas Públicas (Recursos Humanos, Estatística, Engenheiro Clínico e Segurança do Trabalho - Radioproteção), Técnico Superior de Saúde (Nutricionista, Farmacêutico Hospitalar, Farmacêutico Bioquímico, Fonoaudiólogo, Fisioterapeuta Respiratório, Assistente Social, Terapeuta Ocupacional e Psicólogo), Médico em diversas especialidades, Enfermeiro e Cirurgião Dentista.

O vencimento para estes profissionais varia de R$ 1.391,85 a R$ 5.139,80.

Inscrições no concurso HOB - MG

As inscrições serão realizadas até 10 de fevereiro de 2020, apenas via internet, através do endereço eletrônico www.dedalusconcursos.com.br.

O candidato que não tiver acesso à internet, poderá utilizar os pontos disponibilizados pelos Centros de Inclusão Digital da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte - MG, que funcionam apenas em dias úteis.

O valor da taxa de inscrição varia de R$ 50,00 a R$ 120,00, de acordo com o cargo em disputa.

O candidato poderá se inscrever para apenas uma especialidade.

Provas adiadas por causa do coronavírus

O concurso HOB - MG será composto por prova objetiva, etapa de caráter eliminatório e classificatório, e por prova de títulos, etapa de caráter classificatório.

A prova objetiva seria realizada na data provável de 29 de março de 2020, no município de Belo Horizonte - MG.

Entretanto, por causa da pandemia de coronavírus (Covid-19), elas foram adiadas conforme comunicado oficial! A nova data para aplicação das provas ainda não foi divulgada. O candidato precisa ficar atento ao site da banca organizadora para acompanhar o novo cronograma. Mais informações podem ser acessadas no site da organização.

Para realizar a prova, o candidato deverá comparecer ao local com antecedência mínima de 30 minutos, munido de comprovante de inscrição deferida, documento de identificação original com foto e caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente.

A prova objetiva valerá 100 pontos e será composta por 50 questões, cada uma delas valendo 2 pontos. Serão 10 questões de Língua Portuguesa, 10 questões de Políticas de Saúde Pública e 30 questões de Conhecimentos Específicos.

Serão aprovados, neste concurso público, os candidatos que acertarem, no mínimo, 50% das questões da prova.

Os candidatos terão até três horas para realizarem a prova e só poderão se retirar do local após uma hora e trinta minutos de prova. Caso o candidato queira levar o caderno de questões, o tempo de permanência mínimo é de duas horas.

A prova de títulos valerá 9 pontos e serão pontuados os cursos de especialização (com carga horária mínima de 360 horas), de residência multiprofissional em saúde, de mestrado e de doutorado, além da experiência profissional.

Todos os títulos apresentados deverão ser em área de atuação correspondente ao cargo em disputa.

Dicas para as provas do HOB: Código de Ética Médica

A medicina é uma das profissões que mais avançam com o auxílio da ciência e tecnologia. É uma área muito importante para a vida humana pois age na prevenção, diagnóstico e tratamento de diversos problemas de saúde.

Assim como toda profissão, médicos possuem um Código de Ética e este deve ser rigorosamente seguido, afinal de contas, um médico é capaz de colocar a vida de pessoas em risco, assim como também pode salvá-las.

O Código de Ética Médica, criado pelo Conselho Federal de Medicina, recebeu uma atualização em 30 de abril de 2019, onde diversos pontos medicinais importantes e atuais foram tratados para que os profissionais saibam como se comportar diante desse mundo atual totalmente moderno.

Esse código conta com XIV capítulos, sendo estes divididos em:

  • I) Princípios Fundamentais
  • II) Direitos dos Médicos
  • III) Responsabilidade Profissional
  • IV) Direitos Humanos
  • V) Relação com Pacientes e Familiares
  • VI) Doação e Transplante de Órgãos e Tecidos
  • VII) Relação entre Médicos
  • VIII) Remuneração Profissional
  • IX) Sigilo Profissional
  • X) Documentos Médicos
  • XI) Auditoria e Perícia Médica
  • XII) Ensino e Pesquisa Médica
  • XIII) Publicidade Médica
  • XIV) Disposições Gerais

Os profissionais da área médica devem ter ciência desse código e de seus respectivos capítulos para que assim possam exercer a sua profissão de forma ética e correta.

1) Princípios Fundamentais

Os Princípios Fundamentais do Código de Ética Médica consistem em deixar bem claro por qual razão a medicina existe e como o médico deve atuar.

Nele é possível entender que os médicos atuam em uma profissão que deve prezar pela saúde dos seus pacientes, sendo o ser humano o alvo de toda a atenção médica.

2) Direitos dos Médicos

No capítulo 2 consta o Direito dos Médicos, onde estes devem exercer a sua profissão sem ser discriminado por nenhum motivo e que pode intervir de forma direta em sugestões de tratamentos para um paciente assim como pode interna-lo e acompanha-lo.

Além disso, o médico pode recusar o exercício de sua profissão se o hospital não oferecer condições básicas para que ele possa trabalhar, estabelecer seus honorários e recusar-se de realizar qualquer procedimento que achar que não deve ser feito.

3) Responsabilidade Profissional

No capítulo da Responsabilidade Social consta tudo o que um médico é proibido de fazer.

Um médico não pode causar dano ao seu paciente de nenhuma forma, não pode repassar a outros profissionais as suas funções exclusivas de médico, não assumir as suas responsabilidades profissionais por conta de qualquer procedimento realizado ou participado e assumir responsabilidade sobre atos ao qual não participou.

Existem outras responsabilidades profissionais no capítulo 3 que informam ao profissional o que ele não pode deixar de obter.

4) Direitos Humanos

Assim como existe o direito dos médicos, há também o direito dos pacientes. O capítulo dos Direitos Humanos trata exatamente dos direitos que os pacientes possuem com relação aos serviços médicos, deixando bem claro o que é vedado ao médico com relação ao direito de todo e qualquer ser humano.

5) Relação com Pacientes e Familiares

No capítulo 5 consta o que é vedado ao médico com relação aos familiares dos pacientes assim como também os pacientes. Nesse capítulo há toda a relação que o médico deve desenvolver com os seus pacientes e como deve tratar os seus familiares.

6) Doação e Transplante de Órgãos e Tecidos

Com relação à Doação e Transplante de Órgãos e Tecidos consta nesse capítulo tudo o que é proibido ao médico com relação a isso. Caso o médico faça parte da equipe de transplante, este não pode participar de nenhum processo de diagnósticos da morte do paciente ou de decisão da suspensão de recursos artificiais para prolongar a vida do mesmo.

Além disso, é proibido deixar de prestar informações ao doador, receptor ou representantes legais sobre o processo de doação ou transplante, retirar órgão do doador vivo se ele estiver juridicamente incapaz de doar e participar da comercialização de órgãos e tecidos.

7) Relação entre Médicos

Na Relação entre Médicos o profissional pode encontrar tudo o que é proibido entre as relações de médico para médico. Um médico não pode usar de sua posição para impedir qualquer procedimento sem ser por base comprovada científica.

Além disso, é possível entender o que é proibido quanto à um profissional substituir o outro e toda a sua relação com a prescrição de exames e medicamentos realizadas por outro profissional.

8) Remuneração Profissional

Quanto à Remuneração Profissional do Médico consta todas as formas proibidas de ganhar dinheiro dentro da profissão. Seja por meio do seu trabalho ou pela exploração do trabalho de algum outro profissional.

9) Sigilo Profissional

No Sigilo Profissional o médico fica ciente do que ele não pode fazer para ferir o sigilo com relação aos seus pacientes e seus respectivos diagnósticos médicos.

10) Documentos Médicos

No capítulo 10 consta o que o médico não deve fazer com relação aos documentos médicos gerados, seja ele de qualquer natureza.

11) Auditoria e Perícia Médica

Com relação à Auditoria e Perícia Médica, no capítulo 11 há o que é vedado com relação à assinaturas e perícias médicas.

12) Ensino e Pesquisa Médica

É importante que o médico saiba como agir diante de suas pesquisas e ensino. Nesse capítulo é possível ter acesso às proibições relacionadas ao ato de ensino e pesquisa, como o ato de praticar pesquisas com humanos que atentem à dignidade humana.

13) Publicidade Médica

É importante que as publicidades realizadas pela medicina, principalmente em veículos de comunicação em massa, sejam realizadas apenas para passar informações relacionadas à saúde humana. Nesse capítulo existem todas as proibições relacionadas à divulgação e anúncios da área médica.

14) Disposições Gerais

O último capítulo do Código de ética Médica dispõe das disposições gerais sobre o código. Nele há tudo, de forma geral, que é vedado ao profissional da área médica como suspensão de registro médico por incapacidade da função em decorrência de doença incapacitante, consequências relacionadas a faltas graves que estejam presentes no Código de Conduta do profissional e atualizações do Código de Ética Médica, se assim for necessário.

Por Tatiele Silva Moreira, redatora Web, graduanda em Engenharia de Produção

Validade do concurso

O concurso HOB - MG será válido por dois anos, a contar da data de sua homologação, podendo ser prorrogado por igual período.

Edital do concurso HOB - MG

Para mais informações sobre este concurso público, como atribuições dos cargos, conteúdo programático das provas, cronograma de todas as etapas e demais formulários, consulte o edital publicado no site da Dédalus Concursos.

Compartilhe

Concursos por E-mail
Assine nosso boletim para receber Concursos em Belo Horizonte diretamente no seu e-mail
Concursos RelacionadosVagas
Câmara de Arantina
Todos os níveis de escolaridade
5
Câmara de Coroaci
Todos os níveis de escolaridade
4
Câmara de Teófilo Otoni
Todos os níveis de escolaridade
8
Câmara de Timóteo
Níveis Médio e Superior
15
CBM - MG
Níveis Médio e Superior
40
Hospital Metropolitano Odilon Behrens
Nível Superior
Várias
Hospital Metropolitano Odilon BehrensVárias
Prefeitura de Belo Oriente
Todos os níveis de escolaridade
79
Prefeitura de Campo Belo
Todos os níveis de escolaridade
87
Prefeitura de Cascalho Rico
Todos os níveis de escolaridade
113
Veja todos » Concursos Abertos