Concurso Prefeitura de Guarani - MG: inscrições reabertas

Concurso Prefeitura de Guarani - MG oferece 57 vagas para candidatos em todos os níveis de escolaridade. Salários chegam a R$ 4.013,57.

A Prefeitura de Guarani, no Estado de Minas Gerais, publicou a reabertura das inscrições do edital de concurso público sob o nº 001/2018. O Concurso Prefeitura de Guarani – MG prevê 57 vagas para candidatos em todos os níveis de escolaridade, destas, 03 são destinadas para pessoas portadoras de deficiência.

A banca organizadora, conforme havíamos informado em matéria anterior, será a Fundação de Apoio à Educação e Desenvolvimento Tecnológico de Minas Gerais - Fundação CEFETMINAS.

Vagas Concurso Prefeitura de Guarani – MG

As oportunidades neste respectivo concurso são para os seguintes cargos: Auxiliar de Saúde Bucal do Programa de Saúde da Família, Auxiliar de Serviços Gerais – Cantineira, Auxiliar de Serviços Gerais – Serviçal, Cirurgião Dentista do Programa de Saúde da Família, Enfermeiro do Programa de Saúde da Família, Fiscal de Postura e Tributos, Fiscal Sanitário, Médico do Programa de Saúde da Família, Monitor de Creche, Professor – Ensino Fundamental Anos Iniciais e Educação Infantil, Supervisor Pedagógico, Técnico Administrativo, Técnico de Saúde Bucal do Programa de Saúde da Família e Técnico em Enfermagem do Programa de Saúde da Família.

Os salários variam entre R$ 954,00 e R$ 4.013,57 a depender do cargo a ser exercido. A jornada de trabalho pode ser de 27, 30 ou 40 horas semanais, também, de acordo com a escala do cargo.

Inscrições Concurso Prefeitura de Guarani – MG

De acordo com a publicação feita no Diário Oficial do Estado, edição do dia 30 de novembro de 2018, página 11, as inscrições foram reabertas durante o período das 12h do dia 30 de novembro até às 23h59 do dia 14 de dezembro de 2018.

Para efetuar a inscrição o candidato deverá acessar o site concurso.fundacaocefetminas.org.br no período acima informado.

Também haverá a opção de se inscrever presencialmente na sede da Fundação CEFETMINAS – Rua Alpes, 467 – Bairro Nova Suíça, Belo Horizonte/MG, para os candidatos que não possuem computador, de 09h às 11h e de 14h às 17h, exceto sábados, domingos e feriados.

Para quem mora em Guarani – MG e não possui acesso a internet, também, será possível se inscrever presencialmente no Telecentro Comunitário da Biblioteca Pública Municipal Edith Dias Castañon - Rua Benedito Valadares, 138 – Bairro Centro, Guarani/MG de 08h às 11h e 13h às 17h30, exceto sábados, domingos e feriados.

Os valores das taxas de inscrição são os seguintes:

  • R$ 100,00 - Nível Superior;
  • R$ 80,00 Nível Médio e Técnico;
  • R$ 60,00 Nível Fundamental e Nível Alfabetizado.

Provas Concurso Prefeitura de Guarani – MG

Os candidatos serão submetidos a provas objetivas de caráter classificatório e eliminatório na provável data de 20 de janeiro de 2019. As provas para os cargos de nível superior e nível fundamental estão previstas para o turno da manhã e as provas para os cargos de nível médio, nível técnico e nível alfabetizado estão previstas para o turno da tarde.

Validade Concurso Prefeitura de Guarani – MG

O prazo de validade deste Concurso é de dois anos, a contar da data de sua homologação, podendo ser prorrogado uma vez por igual período, a critério exclusivo do Poder Executivo do Município de Guarani – MG.

Atribuições dos Cargos Concurso Prefeitura de Guarani – MG

AUXILIAR DE SAÚDE BUCAL DO PROGRAMA DE SAÚDE DA FAMÍLIA – LEI DE CRIAÇÃO Nº 871/2018

Participar do processo de planejamento, acompanhamento e avaliação das ações desenvolvidas no território de abrangência das unidades básicas de saúde da família. Identificar as necessidades e expectativas da população em relação à saúde bucal. Estimular e executar medidas de promoção da saúde, atividades educativas e preventivas em saúde bucal. Executar ações básicas de vigilância epidemiológica em sua área de abrangência. Organizar o processo de trabalho de acordo com as diretrizes do PSF e do plano de saúde municipal. Sensibilizar as famílias para a importância da saúde bucal na manutenção da saúde. Programar e realizar visitas domiciliares de acordo com as necessidades identificadas. Desenvolver ações intersetoriais para a promoção da saúde bucal. Realizar, sob a supervisão do cirurgião-dentista, procedimentos preventivos nos usuários para o atendimento clínico, como escovação supervisionada, evidenciação de placa bacteriana, aplicação tópica de flúor, selantes, raspagem, alisamento e polimento. Realizar procedimentos reversíveis em atividades restauradoras, sob supervisão do cirurgião-dentista. Auxiliar o cirurgião-dentista (trabalho a quatro mãos). Realizar procedimentos coletivos como escovação supervisionada, evidenciação de placa bacteriana e bochechos fluorados na Unidade Básica de Saúde da Família e espaços sociais identificados. Cuidar da manutenção e conservação dos equipamentos odontológicos. Acompanhar e apoiar o desenvolvimento dos trabalhos da equipe de saúde da família no tocante à saúde bucal. Registrar na Ficha D – Saúde Bucal, do Sistema de Informação da Atenção Básica – SIAB – todos os procedimentos de sua competência realizados. Proceder à desinfecção e esterilização de materiais e instrumentos utilizados. Realizar procedimentos educativos e preventivos nos usuários para o atendimento clínico, como evidenciação de placa bacteriana, orientações à escovação com o uso de fio dental sob acompanhamento do THD. Preparar o instrumental e materiais para uso (sugador, espelho, sonda e demais materiais necessários para o trabalho). Instrumentalizar o cirurgião-dentista ou THD durante a realização de procedimentos clínicos. Cuidar da manutenção e conservação dos equipamentos odontológicos. Agendar e orientar o paciente quanto ao retorno para manutenção do tratamento. Acompanhar e apoiar o desenvolvimento dos trabalhos da equipe de saúde da família no tocante à saúde bucal. Realizar procedimentos coletivos como escovação supervisionada, evidenciação de placa bacteriana e bochechos fluorados na Unidade Básica de Saúde da Família e espaços sociais identificados. Registrar no SIAB os procedimentos de sua competência realizados.

AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS (CANTINEIRA) - LEI DE CRIAÇÃO Nº 05/95; ALTERADO PELA LEI Nº 240/03

Fazer e distribuir café, lanches e merendas, inclusive nas escolas e creches do município em horários préfixados, recolhendo os utensílios utilizados, promovendo a sua limpeza e cuidado para evitar danos e perdas materiais. Zelar pela boa conservação dos alimentos evitando desperdícios. Providenciar e zelar pela boa organização dos serviços de copa, cantina, salas de aulas e outras dependências da escola. Repor nas dependências sanitárias das escolas o material necessário para sua utilização. Executar serviços de limpeza e conservação do prédio escolar e creche, móveis, equipamentos e utensílios do prédio escolar e creche, móveis, equipamentos e utensílios em geral, nas unidades escolares. Efetuar outras tarefas correlatas, mediante determinação superior.

AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS (SERVIÇAL) - LEI DE CRIAÇÃO Nº 05/95; ALTERADO PELAS LEIS Nº 240/03; Nº 328/06

Fazer e distribuir café, lanches e merendas, inclusive nas escolas e creches do município em horários préfixados, recolhendo os utensílios utilizados, promovendo a sua limpeza e cuidado para evitar danos e perdas materiais. Repor nas dependências sanitárias o material necessário para sua utilização. Executar serviços de limpeza e conservação de instalações nas escolas e creches, móveis, equipamentos e utensílios em geral nas unidades de trabalho, mantendo a ordem e higiene locais. Promover a abertura e fechamento das repartições municipais nas horas regulamentares, serviços de escrituração. Fazer o atendimento solicitado, inerente aos serviços prestados nas unidades de trabalho, biblioteca e rodoviária. Executar outras tarefas correlatas mediante determinação superior.

CIRURGIÃO-DENTISTA DO PROGRAMA DE SAÚDE DA FAMÍLIA – LEI DE CRIAÇÃO Nº 871/2018

Participar do processo de planejamento, acompanhamento e avaliação das ações desenvolvidas no território de abrangência das unidades básicas de saúde da família. Identificar as necessidades e expectativas da população em relação à saúde bucal. Estimular e executar medidas de promoção da saúde, atividades educativas e preventivas em saúde bucal. Executar ações básicas de vigilância epidemiológica em sua área de abrangência. Organizar o processo de trabalho de acordo com as diretrizes do PSF e do plano de saúde municipal. Sensibilizar as famílias para a importância da saúde bucal na manutenção da saúde. Programar e realizar visitas domiciliares de acordo com as necessidades identificadas. Desenvolver ações intersetoriais para a promoção da saúde bucal. Realizar exame clínico com a finalidade de conhecer a realidade epidemiológica de saúde bucal da comunidade. Realizar os procedimentos clínicos definidos na Norma Operacional Básica do Sistema Único de Saúde – NOB/SUS 96 – e na Norma Operacional da Assistência à Saúde (NOAS). Assegurar a integralidade do tratamento no âmbito da atenção básica para a população adstrita. Encaminhar e orientar os usuários, que apresentarem problemas mais complexos, a outros níveis de especialização, assegurando o seu retorno e acompanhamento, inclusive para fins de complementação do tratamento. Realizar atendimentos de primeiros cuidados nas urgências. Realizar pequenas cirurgias ambulatoriais. Prescrever medicamentos e outras orientações na conformidade dos diagnósticos efetuados. Emitir laudos, pareceres e atestados sobre assuntos de sua competência. Executar as ações de assistência integral, aliando a atuação clínica à de saúde coletiva, assistindo as famílias, indivíduos ou grupos específicos, de acordo com plano de prioridades locais. Coordenar ações coletivas voltadas à promoção e prevenção em saúde bucal. Programar e supervisionar o fornecimento de insumos para as ações coletivas. Supervisionar o trabalho desenvolvido pelos Auxiliares de Saúde Bucal. Capacitar às equipes de saúde da família no que se refere às ações educativas e preventivas em saúde bucal. Registrar na Ficha D – Saúde Bucal, do Sistema de Informação da Atenção Básica – SIAB – todos os procedimentos realizados.

ENFERMEIRO DO PROGRAMA DE SAÚDE DA FAMÍLIA - LEI DE CRIAÇÃO Nº 871/2018

Realizar cuidados diretos de enfermagem nas urgências e emergências clínicas, fazendo a indicação para a continuidade da assistência prestada. Realizar consulta de enfermagem, solicitar exames complementares, prescrever/transcrever medicações, conforme protocolos estabelecidos nos Programas do Ministério da Saúde e as Disposições legais da profissão. Planejar, gerenciar, coordenar, executar e avaliar a USF. Executar as ações de assistência integral em todas as fases do ciclo de vida: criança, adolescente, mulher, adulto e idoso. No nível de suas competências, executar assistência básica e ações de vigilância epidemiológica e sanitária. Realizar ações de saúde em diferentes ambientes, na USF e, quando necessário, no domicílio. Realizar as atividades corretamente às áreas prioritárias de intervenção na Atenção Básica, definidas na Norma Operacional da Assistência à Saúde - NOAS 2001. Aliar a atuação clínica à prática da saúde coletiva. Organizar e coordenar a criação de grupos de patologias específicas, como de hipertensos, de diabéticos, de saúde mental, etc. Supervisionar e coordenar ações para capacitação dos Agentes Comunitário de Saúde e de auxiliares de enfermagem, com vistas ao desempenho de suas funções.

FISCAL DE POSTURA E TRIBUTOS - LEI DE CRIAÇÃO Nº 876/2018

Determinar a realização de diligências, sindicâncias e demais medidas que se tornarem necessárias para o cumprimento dos serviços a seu cargo. Indicar e justificar perante as autoridades competentes da Prefeitura Municipal de Guarani, para efeito de cassação de licença, os estabelecimentos cuja atividade efetiva se revele contrária às exigências das posturas municipais. Promover a recolhimento de animais e materiais encontrados nas vias públicas, assim como devolvê-los quando o infrator se desobrigar das penalidades impostas. Fazer verificar o cumprimento das exigências a que estão sujeitos os estabelecimentos de diversões públicas. Fazer fiscalizar o horário de abertura e fechamento dos estabelecimentos comerciais, industriais e prestadores de serviços. Promover a fiscalização dos serviços de propaganda, de alto-falantes, fixo ou não, que possam perturbar o sossego público. Opinar, em colaboração ao Prefeito Municipal sobre pedidos de colocação de anúncios e cartazes nas vias e logradouros públicos. Fazer escalas de trabalho e distribuir o pessoal conforme as necessidades dos serviços. Fazer lavrar notificações, intimações, auto de infração e de apreensão de mercadorias e apetrechos, bem como aplicar multas de conformidade com a legislação pertinente. Promover o treinamento dos fiscais no sentido de exercerem junto à população uma ação eminentemente educativa. Promover e supervisionar a fiscalização das feiras livres e dos serviços de ambulantes devidamente autorizados. Promover o controle e a fiscalização das atividades dos carroceiros em articulação com os demais órgãos da Prefeitura Municipal de Guarani. Promover o controle de arrecadação de tributos. Promover atividades ou programas que visem o aumento da arrecadação, bem como a diminuição da inadimplência de tributos. Executar outras atividades afins.

FISCAL SANITÁRIO – LEI DE CRIAÇÃO Nº 829/2017

Fazer cumprir a legislação municipal relativa à saúde e saneamento, mediante: fiscalização permanente; lavratura de autos de infração e encaminhamento à unidade competente para aplicação de multa; interdição do estabelecimento; apreensão de bens e mercadorias; cumprimento de diligências; informações e requerimentos que visem à expedição de autorização, licença, permissão e concessão; colaborar na coleta de dados e informações necessárias ao Cadastro Técnico Municipal; sugerir medidas que visem o aperfeiçoamento da legislação municipal; apoiar as ações desenvolvidas pelo Serviço de Inspeção Municipal – SIM; executar outras tarefas compatíveis com as exigências para o exercício da função, ou determinadas pelo superior hierárquico.

MÉDICO DO PROGRAMA DE SAÚDE DA FAMÍLIA - LEI DE CRIAÇÃO Nº 871/2018

Realizar consultas médicas aos usuários da sua área adstrita. Executar as ações de assistência integral em todas as fases do ciclo de vida: criança, adolescente, mulher, adulto e idoso. Realizar consultas e procedimentos na USF e, quando necessário, no domicílio. Realizar as atividades clínicas correspondentes ás áreas prioritárias na intervenção na atenção Básica, definidas na Norma Operacional da Assistência à Saúde - NOAS 2001. Aliar a atuação clínica à prática da saúde coletiva. Fomentar a criação de grupos de patologias específicas, como de hipertensos, de diabéticos, de saúde mental, etc. Realizar o pronto atendimento médico nas urgências e emergências. Encaminhar aos serviços de maior complexidade, quando necessário, garantindo a continuidade do tratamento na USF, por meio de um sistema de acompanhamento e referência e contra referência. Realizar pequenas cirurgias ambulatórias. Indicar internação hospitalar. Solicitar exames complementares. Verificar e atestar óbito.

MONITOR DE CRECHE - LEI DE CRIAÇÃO Nº 328/06; ALTERADO PELA LEI Nº 875/2018

Desenvolver o planejamento elaborado e orientado pelo profissional responsável. Elaborar planejamento das atividades semanalmente. Manter o ambiente de trabalho organizado e decorado de acordo com orientação pedagógica. Receber as crianças e encaminhá-las para as atividades. Acompanhar as crianças durante as refeições. Comunicar a coordenadora alterações de saúde apresentadas pelas crianças. Monitorar atividades criativas junto às crianças, visando o desenvolvimento socioeducativo, físico e cultural. Manter atualizada a frequência das crianças. Preencher ficha de avaliação individual das crianças. Executar tarefas inerentes ao setor.

PROFESSOR – ENSINO FUNDAMENTAL ANOS INICIAIS E EDUCAÇÃO INFANTIL – LEI DE CRIAÇÃO Nº 210/2003; ALTERADO PELAS LEIS N°240/03, 328/2006 E Nº 588/2012

Participar de reuniões de planejamento e da definição de programas e métodos, com o fim de contribuir na fixação de objetivos, recursos necessários e metodologia de ensino. Elaborar planejamento de aula, selecionar e confeccionar material didático visando facilitar o ensino-aprendizagem. Estimular, orientar e controlar o processo educativo e a aprendizagem escolar. Programar, preparar e ministrar aulas teóricas e práticas, observando os programas e horários preestabelecidos. Cumprir integralmente os planos, programas e atividades relacionados com os conteúdos, de acordo com a orientação pedagógica recebida. Avaliar o aproveitamento dos alunos por meio de observação contínua, trabalhos práticos, exercícios e avaliação diagnóstica. Registrar a frequência dos alunos às aulas e escriturar diários de classe e boletins. Manter a disciplina dos alunos em sala de aula. Colaborar na organização das atividades de caráter cívico, social e cultural promovidas pela unidade de ensino. Colaborar com os órgãos competentes na implantação das atividades de orientação educacional e assistência aos educandos. Orientar e encaminhar os alunos à Biblioteca Municipal para atividades de leitura e pesquisa. Colaborar nas campanhas de assistência médica e sanitária aos alunos. Participar de reuniões com os pais dos alunos para avaliação da aprendizagem e debate de assuntos relacionados com o aperfeiçoamento das técnicas pedagógicas. Organizar e promover atividades educativas na unidade de ensino. Organizar e desenvolver jogos e entretenimento, atividades musicais, rítmicas e artísticas em unidades públicas de ensino. Participar de reuniões pedagógicas e administrativas a fim de discutir e solucionar os problemas surgidos na escola. Participar de cursos de capacitação, eventos escolares e outros. Executar outras tarefas afins.

SUPERVISOR PEDAGÓGICO - LEI DE CRIAÇÃO Nº 210/2003; ALTERADO PELA LEI Nº 588/2012

Incentivar, acompanhar e controlar o planejamento e implementação do projeto político-pedagógico da escola, tendo em vistas as diretrizes definidas no plano de desenvolvimento da Escola. Atender o corpo docente garantindo a unidade do planejamento pedagógico e a eficiência de sua execução. Colaborar para que os professores sejam unificados em torno dos objetivos gerais da escola. Assessorar os professores na escola e utilização dos procedimentos e recursos didáticos adequados ao atendimento dos objetivos curriculares. Coordenar o programa de capacitação do pessoal da Escola. Promover cursos, treinamento, seminários ou qualquer outro evento que vise a capacitação e o aperfeiçoamento do corpo docente. Orientar os professores na solução de problemas de métodos e técnicas didáticas. Redefinir o desenvolvimento curricular conforme as demandas, os métodos e materiais de ensino. Acompanhar o processo de avaliação junto ao corpo docente, redefinindo as estratégias metodológicas, quando necessário. Participar das reuniões com os pais. Trabalhar de forma integrada com a Orientação Pedagógica. Executar outras atividades afins.

TÉCNICO ADMINISTRATIVO - LEI DE CRIAÇÃO Nº 829/2017; ALTERADO PELA LEI Nº 874/2018

Participar da elaboração de orçamentos executivos e plurianuais da área. Acompanhar a execução de serviços e obras, contratos e convênios. Realizar medição de serviços executados por empreiteiras. Participar da elaboração de minutas de contratos, convênios, escrituras e outros instrumentos pertinentes à área jurídica. Acompanhar a entrada e saída de mercadorias do Almoxarifado. Arquivar documentos recebidos d/ou emitidos pela área. Propor normas e instruções administrativas de acordo com a política e diretrizes da Empresa. Propor melhoria nas rotinas, procedimentos administrativos e fluxo de trabalho. Elaborar relatórios, mapas, correspondências e outros. Desenvolver apoio administrativo nas atividades relacionadas a transportes, suprimento, organização e métodos, seguros e assistência jurídica-legal. Prover órgãos superiores e demais áreas interessadas de informações necessárias ao desenvolvimento de atividades da Empresa. Realizar atividades afetas à área de transporte: atendimento às requisições de veículos, controle de despesas com veículos, processos de transporte de materiais e equipamentos, licenciamento e legislação de veículos. Digitar textos e dados em microcomputadores e terminais de grande porte. Auxiliar o Setor de Compras do Município. Executar outras atividades correlatas à função, ou determinadas pelo superior hierárquico.

TÉCNICO DE SAÚDE BUCAL DO PROGRAMA DE SAÚDE DA FAMÍLIA – LEI DE CRIAÇÃO Nº 871/2018

Participar do processo de planejamento, acompanhamento e avaliação das ações desenvolvidas no território de abrangência das unidades básicas de saúde da família. Identificar as necessidades e expectativas da população em relação à saúde bucal. Estimular e executar medidas de promoção da saúde, atividades educativas e preventivas em saúde bucal. Executar ações básicas de vigilância epidemiológica em sua área de abrangência. Organizar o processo de trabalho de acordo com as diretrizes do PSF e do plano de saúde municipal. Sensibilizar as famílias para a importância da saúde bucal na manutenção da saúde. Programar e realizar visitas domiciliares de acordo com as necessidades identificadas. Desenvolver ações intersetoriais para a promoção da saúde bucal. Realizar, sob a supervisão do cirurgião-dentista, procedimentos preventivos nos usuários para o atendimento clínico, como escovação supervisionada, evidenciação de placa bacteriana, aplicação tópica de flúor, selantes, raspagem, alisamento e polimento. Realizar procedimentos reversíveis em atividades restauradoras, sob supervisão do cirurgião-dentista. Auxiliar o cirurgião-dentista (trabalho a quatro mãos). Realizar procedimentos coletivos como escovação supervisionada, evidenciação de placa bacteriana e bochechos fluorados na Unidade Básica de Saúde da Família e espaços sociais identificados. Cuidar da manutenção e conservação dos equipamentos odontológicos. Acompanhar e apoiar o desenvolvimento dos trabalhos da equipe de saúde da família no tocante à saúde bucal. Registrar na Ficha D – Saúde Bucal, do Sistema de Informação da Atenção Básica – SIAB – todos os procedimentos de sua competência realizados. Proceder à desinfecção e esterilização de materiais e instrumentos utilizados. Realizar procedimentos educativos e preventivos nos usuários para o atendimento clínico, como evidenciação de placa bacteriana, orientações à escovação com o uso de fio dental sob acompanhamento do THD. Preparar o instrumental e materiais para uso (sugador, espelho, sonda e demais materiais necessários para o trabalho). Instrumentalizar o cirurgião-dentista ou THD durante a realização de procedimentos clínicos. Cuidar da manutenção e conservação dos equipamentos odontológicos. Agendar e orientar o paciente quanto ao retorno para manutenção do tratamento. Acompanhar e apoiar o desenvolvimento dos trabalhos da equipe de saúde da família no tocante à saúde bucal. Realizar procedimentos coletivos como escovação supervisionada, evidenciação de placa bacteriana e bochechos fluorados na Unidade Básica de Saúde da Família e espaços sociais identificados. Registrar no SIAB os procedimentos de sua competência realizados.

TÉCNICO EM ENFERMAGEM DO PROGRAMA DE SAÚDE DA FAMÍLIA - LEI DE CRIAÇÃO Nº 871/2018

Prestar atendimento à comunidade, na execução e avaliação dos programas de saúde pública, atuando nos atendimentos básicos a nível de prevenção e assistência. Executar atividades de apoio, preparando os pacientes para consulta e organizando as chamadas ao consultório e o posicionamento adequado do mesmo. Verificar os dados vitais, observando a pulsação e utilizando aparelhos de ausculta e pressão, a fim de registrar anomalias nos pacientes. Realizar curativos, utilizando medicamentos específicos para cada caso, fornecendo esclarecimentos sobre os cuidados necessários, retorno, bem procede retirada de pontos, de cortes já cicatrizados. Atender crianças e pacientes de dependem de ajuda, auxiliando na alimentação e higiene dos mesmos, para proporcionar-lhes conforto e recuperação mais rápida. Prestar atendimentos de primeiros socorros, conforme a necessidade de cada caso. Prestar atendimentos básicos a nível domiciliar. Auxiliar na coleta de material para exame preventivo de câncer ginecológico. Participar em campanhas de educação em saúde e prevenção de doenças. Orientar e fornecer métodos anticoncepcionais, de acordo com a indicação. Preencher carteiras de consultas, vacinas, aprazamento, formulários e relatórios. Preparar e acondicionar materiais para a esterilização em autoclave e estufa. Requisitar materiais necessários para o desempenho de suas funções. Orientar o paciente no período pós-consulta. Administrar vacinas e medicações, conforme agendamentos e prescrições respectivamente. Identificar os fatores que estão ocasionando, em determinado momento, epidemias e surtos de doenças infectocontagiosas, para atuar de acordo com os recursos disponíveis, no bloqueio destas doenças notificadas. Acompanhar junto com a equipe, o tratamento dos pacientes com doenças infectocontagiosas notificadas para o devido controle das mesmas. Colaborar com a limpeza e organização do local de trabalho. Executar outras atividades correlatas ao cargo e a critério do superior imediato.

Compartilhe

Concursos RelacionadosVagas
Concurso PM MG 2018Oficial da polícia militar120
MGS - Minas Gerais Administração e ServiçosTodos os níveis de escolaridadeVárias
PMMG - Polícia Militar de Minas GeraisNível Superior150
UFMG - Universidade Federal de Minas GeraisNível Superior29
Câmara de Ouro FinoTodos os níveis de escolaridade6
Câmara de Carlos ChagasAuxiliar legislativo e Motorista2
Câmara de Chapada GaúchaTodos os níveis de escolaridade5
Câmara de CláudioTodos os níveis de escolaridade6
Câmara de Conselheiro Lafaiete Todos os níveis de escolaridade8
Câmara de GuiricemaTodos os níveis de escolaridade4
Veja todos » Concursos Abertos