Prefeitura de Martinho Campos - MG lança novo seletivo

Oportunidades na prefeitura de Martinho Campos - MG são para Odontólogo e Orientador Social – CRAS.

A prefeitura de Martinho Campos, localizado na região central de Minas Gerais, divulgou o edital 002/2018 de processo seletivo simplificado que objetiva preencher a necessidade temporária de excepcional interesse público de não interromper os serviços essenciais ao atendimento em saúde e em assistência social. Desta maneira, abre oportunidades para profissionais, que, após aprovados na seleção deverão aguardar chamada ao surgimento da vaga no cadastro reserva.

As oportunidades são para Odontólogo – PSF e Orientador Social. O vencimento é de R$ 2.686,20 para odontólogo e R$ 685,72 orientador social. A jornada de trabalho é de 40 horas semanais para o primeiro e 30 para o segundo.

Inscrições

As inscrições poderão ser realizadas na Sede da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, situada na Rua Dona Inês, número 08, Centro, Martinho Campos, MG, CEP: 35.606-000. O período para se inscrever será de 27 a 31 de agosto de 2018. Sempre nos horários de 08:00 às 11:00 e de 12:30 às 15:30 horas. No ato da inscrição será necessário apresentar os seguintes documentos:

  • Ficha de inscrição, corretamente preenchida e assinada, onde o candidato declara atender às condições exigidas para a inscrição e submeter-se às normas expressas no Edital;
  • Fotocópia legível (frente e verso) da cédula de identidade ou de documento de equivalente valor legal;
  • Documentação contendo as declarações/certidões de tempo de serviço conforme especificado no Edital.

Seleção

O seletivo terá duas fases, sendo a primeira a entrega dos documentos com declaração e a segunda análise dos documentos. O prazo de validade da seleção é de 02 anos, podendo ser prorrogado por tempo de igual período, contados da data da homologação do resultado final ou até a realização de Concurso Público, Processo Seletivo de Provas ou de Provas e Títulos.

Atribuições das Funções

Odontólogo - PSF

Realizar diagnóstico com a finalidade de obter o perfil epidemiológico para o planejamento e a programação em saúde bucal; realizar a atenção em saúde bucal (promoção e proteção da saúde, prevenção de agravos, diagnóstico, tratamento, acompanhamento, reabilitação e manutenção da saúde) individual e coletiva a todas as famílias, a indivíduos e a grupos específicos, de acordo com planejamento da equipe, com resolubilidade; realizar os procedimentos clínicos da atenção básica em saúde bucal, incluindo atendimento das urgências, pequenas cirurgias ambulatoriais e procedimentos relacionados com a fase clínica da instalação de próteses dentárias elementares; realizar atividades programadas e de atenção à demanda espontânea; coordenar e participar de ações coletivas voltadas à promoção da saúde e à prevenção de doenças bucais; acompanhar, apoiar e desenvolver atividades referentes à saúde bucal com os demais membros da equipe, buscando aproximar e integrar ações de saúde de forma multidisciplinar; realizar supervisão técnica do técnico em saúde bucal (TSB); e participar do gerenciamento dos insumos necessários para o adequado funcionamento da UBS, desempenhar outras atividades correlatas à função.

Orientador Social – CRAS

Desenvolver atividades socioeducativas e de convivência e socialização visando à atenção, defesa e garantia de direitos e proteção aos indivíduos e famílias em situações de vulnerabilidade e, ou, risco social e pessoal, que contribuam com o fortalecimento da função protetiva da família; desenvolver atividades instrumentais e registro para assegurar direitos, (re)construção da autonomia, autoestima, convívio e participação social dos usuários, a partir de diferentes formas e metodologias, contemplando as dimensões individuais e coletivas, levando em consideração o ciclo de vida e ações intergeracionais; assegurar a participação social dos usuários em todas as etapas do trabalho social; apoiar e desenvolver atividades de abordagem social e busca ativa; atuar na recepção dos usuários possibilitando ambiência acolhedora; apoiar na identificação e registro de necessidades e demandas dos usuários, assegurando a privacidade das informações; apoiar e participar no planejamento das ações; organizar, facilitar oficinas e desenvolver atividades individuais e coletivas de vivência nas unidades e, ou, na comunidade; acompanhar, orientar e monitorar os usuários na execução das atividades; apoiar na organização de eventos artísticos, lúdicos e culturais nas unidades e, ou, na comunidade; apoiar no processo de mobilização e campanhas intersetoriais nos territórios de vivência para a prevenção e o enfrentamento de situações de risco social e, ou, pessoal, violação de direitos e divulgação das ações das Unidades socioassistenciais; apoiar na elaboração e distribuição de materiais de divulgação das ações; apoiar os demais membros da equipe de referência em todas etapas do processo de trabalho; apoiar na elaboração de registros das atividades desenvolvidas, subsidiando a equipe com insumos para a relação com os órgãos de defesa de direitos e para o preenchimento do Plano de Acompanhamento Individual e, ou, familiar; apoiar na orientação, informação, encaminhamentos e acesso a serviços, programas, projetos, benefícios, transferência de renda, ao mundo do trabalho por meio de articulação com políticas afetas ao trabalho e ao emprego, dentre outras políticas públicas, contribuindo para o usufruto de direitos sociais; apoiar no acompanhamento dos encaminhamentos realizados; apoiar na articulação com a rede de serviços socioassistenciais e políticas públicas; participar das reuniões de equipe para o planejamento das atividades, avaliação de processos, fluxos de trabalho e resultado; desenvolver atividades que contribuam com a prevenção de rompimentos de vínculos familiares e comunitários, possibilitando a superação de situações de fragilidade social vivenciadas; apoiar na identificação e acompanhamento das famílias em descumprimento de condicionalidades; informar, sensibilizar e encaminhar famílias e indivíduos sobre as possibilidades de acesso e participação em cursos de formação e qualificação profissional, programas e projetos de inclusão produtiva e serviços de intermediação de mão de obra; acompanhar o ingresso, frequência e o desempenho dos usuários nos cursos por meio de registros periódicos; apoiar no desenvolvimento dos mapas de oportunidades e demandas; desempenhar outras tarefas correlatas à função.

Compartilhe

Concursos por E-mail
Assine nosso boletim para receber Concursos em Martinho Campos diretamente no seu e-mail
Concursos RelacionadosVagas
Prefeitura de BetimNíveis Médio e Superior392
Prefeitura de Governador ValadaresTodos os níveis de escolaridade1.157
CaixaEstagiárioVárias
Câmara de Alto CaparaóNíveis Fundamental e Médio4
Câmara de ArapuáTodos os níveis de escolaridade3
Câmara de Bom Jardim de MinasTodos os níveis de escolaridade5
Câmara de Brasília de MinasTodos os níveis de escolaridade7
Câmara de BugreAuxiliar administrativo3
Câmara de CambuquiraAgente legislativo1
Câmara de Cana VerdeTodos os níveis de escolaridade3
Veja todos » Concursos Abertos