TJ - MG faz seleção pública para Juízes Leigos

Seleção pública formará cadastro de reserva para Juízes Leigos, com organização do Instituto AOCP.

O Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais (TJ - MG), com o apoio do Instituto AOCP, vem informar que está realizando seleção pública visando o credenciamento de Juízes Leigos no Sistema dos Juizados Especiais do Estado. A iniciativa contempla apenas o cadastro de reserva desses profissionais, que desempenharão suas funções em 45 comarcas mineiras.

Alguns dos requisitos básicos são: não ser cônjuge, companheiro ou parente, consanguíneo ou afim, em linha reta ou colateral, até o terceiro grau do Juiz Titular ou em exercício no Juizado Especial; não exercer atividade político – partidária; e possuir mais de dois anos de experiência jurídica.

Na função de Juiz Leigo, esses servidores realizarão audiências de conciliação, audiências de instrução e julgamento e apresentarão projeto de sentença, em matéria de competência dos Juizados Especiais.

Remuneração será por produtividade

O Juiz Leigo deverá ter uma produtividade mínima mensal de 80 audiências e de 80 projetos de sentença. O valor que receberá será, portanto, por ato praticado, desde que o total não ultrapasse o padrão de vencimento do cargo de Técnico Judiciário. O valor por ato varia de R$ 24,00 a R$ 48,00, dependendo do tipo.

Como se inscrever

As inscrições podem ser realizadas até as 23h59min do dia 11 de novembro de 2019, pelo site do Instituto AOCP. O custo da participação é de R$ 50,00.

Seleção

A seleção pública compreenderá as seguintes fases: prova objetiva, prova discursiva, avaliação de títulos e Curso de Capacitação.

A prova objetiva terá 40 questões envolvendo conhecimentos específicos e língua portuguesa. Já a prova discursiva será composta por uma questão de Conhecimentos Específicos da área jurídica. Somente serão corrigidas as provas discursivas dos 200 primeiros candidatos da Comarca de Belo Horizonte e dos 50 primeiros das demais Comarcas, desde que sejam considerados aprovados na etapa anterior.

O efetivo exercício da função será por no mínimo dois anos, além disso, trará beneficícios nas avaliações de títulos em concursos públicos para a magistratura, uma vez que tal função é considerada serviço público relevante.

Alberto Vicente
Redator
Formado em Letras pela UEFS, colabora com o time Concursos no Brasil desde 2011, produzindo conteúdos sob medida para os seus leitores. Começou a escrever textos para a internet no ano de 1997 e não parou mais.

Compartilhe

Concursos por E-mail
Assine nosso boletim para receber Concursos Minas Gerais diretamente no seu e-mail
Concursos RelacionadosVagas
SMS Belo Horizonte
Todos os níveis de escolaridade
1.084
CaixaVárias
Câmara de Uberlândia
Todos os níveis de escolaridade
20
Fhemig
Todos os níveis de escolaridade
13
Hospital Metropolitano Odilon Behrens
Níveis Médio e Superior
Várias
IMBEL - Indústria de Material Bélico do Brasil
Nível Superior
37
Prefeitura de Arcos2
Prefeitura de Buritis
Todos os níveis de escolaridade
379
Prefeitura de Carmo do Cajuru
Todos os níveis de escolaridade
102
Prefeitura de Cônego Marinho
Nível Superior
9
Veja todos » Concursos Abertos

Especial Auxílio Emergencial

Veja mais »