Ceperj divulga final do concurso para Oficial Fazendário

São 900 os aprovados do total de 4.470 que fizeram a prova objetiva

O resultado final do concurso público promovido pela Secretaria de Fazenda do Estado do Rio de Janeiro, que atraiu 5.727 profissionais de nível superior, já está disponível no portal da Fundação Ceperj (www.ceperj.rj.gov.br). Dos 4.470 candidatos presentes à prova objetiva, etapa única realizada em 4 de agosto de 2013, 900 estão aprovados. Em 13 de junho, data de abertura das inscrições, eles começaram a disputar as 200 vagas oferecidas para o cargo efetivo de Oficial Fazendário, com vencimentos que vão até R$ 5.023,84.

As convocações para a posse também são de responsabilidade da Sefaz e serão efetivadas por telegrama. Por isso, todos os candidatos deverão manter seus endereços residenciais atualizados junto à Secretaria de Fazenda, pois a não atualização poderá gerar prejuízos, sem nenhuma responsabilidade para a Ceperj e para a Sefaz.

A publicação do resultado final, com a classificação dos 900 aprovados, está em três listas: a primeira é geral, com pontuação e classificação de todos os candidatos; a segunda apresenta os nomes dos que disputam as vagas reservadas às pessoas com deficiência; e a terceira é destinada aos candidatos que se inscreveram para as vagas reservadas a negros e índios.

Como são 900 os aprovados e 200 as vagas oferecidas, o diretor de Concursos e Processos Seletivos da Ceperj, João Carlos de Carvalho, explica que depois de preenchidas as oportunidades para admissão imediata, os candidatos aprovados e excedentes serão alocados em uma listagem única, que constituirá o banco de reserva de concursados. Esses profissionais poderão ser convocados, obedecida rigorosamente a ordem de classificação, à medida que novas vagas forem oferecidas pela Secretaria de Estado de Fazenda.

 A homologação do concurso é da competência da Sefaz e sua validade é de um ano, podendo ser prorrogado por igual período. O candidato aprovado e classificado até o limite das vagas oferecidas será submetido à inspeção de saúde, de caráter eliminatório. E será realizada de acordo com escala a ser divulgada pela Sefaz. Os que não forem considerados habilitados serão desclassificados.

Entre as muitas atribuições do novo oficial de fazenda de primeiro nível estão as atividades de planejamento, supervisão, coordenação, orientação e assessoramento especializado, além de estudos e trabalhos ligados à execução da política fazendária estadual. Os classificados serão contratados pelo regime estatutário, que garante estabilidade empregatícia. O vencimento de R$ 4.183,84 poderá aumentar de acordo com a qualificação do profissional. Isso significa que para pós-graduados, a remuneração chega a R$ 4.393,84, para quem fez mestrado, R$ 4.603,84, e para doutores, R$ 5.023,84.

Com informações do portal de notícias do Governo do Rio de Janeiro

Compartilhe