Governo de Alagoas irá convocar 150 professores

Com relação ao prazo de convocação dos professores, o secretário explica “que será o mais rápido possível, a depender mesmo das questões burocráticas”.

A proposta do Governo de Alagoas de convocar 150 professores da reserva técnica, do concurso realizado em 2013, foi aceita pela Defensoria Pública, na última quarta-feira (1), em audiência mediada pelo presidente do Tribunal de Justiça, Washington Luiz.

Para o secretário Luciano Barbosa a convocação responsável é mais um passo no avanço por uma nova Educação. “Esse é mais um passo importante, porque demonstra a preocupação do Governo com a Educação, com a geração de emprego e com o equilíbrio das contas públicas. Sem exageros que possam resultar em futuras dificuldades para o estado de Alagoas”, afirmou Barbosa.

Com relação ao prazo de convocação dos professores, o secretário explica “que será o mais rápido possível, a depender mesmo das questões burocráticas”.

Estavam presentes na audiência o defensor público Ricardo Melro e o defensor público geral, Daniel Alcoforado, ambos representando os concursados, a Procuradoria-Geral do Estado também participou do encontro, representada pelo coordenador da Procuradoria Judicial, Augusto Galvão, e do procurador Alysson de Souza.

A proposta de nomeação de 150 professores foi apresentada no último dia 19. Melro se reuniu com a comissão, expôs a problemática do desemprego que assola o país e ainda declarou que seria positivo para educação de Alagoas o aceite da proposta formulada.

O secretário de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag), Christian Teixeira, não pôde participar desta audiência, por motivos de agenda, mas enfatizou que a convocação é um avanço para Educação e, o mais importante, é que foi feita com planejamento, para que o atraso de salários não seja uma realidade para os servidores, como vem ocorrendo em outros estados.

"A decisão só comprova a responsabilidade e compromisso do governador Renan Filho e de toda a sua equipe com a Educação em Alagoas. Mesmo em cenário de crise financeira no país, promovemos resultados que possibilitam desenvolvimento e contribuição para os alagoanos. Nada disso seria possível sem o comprometimento que temos procurado adotar em nossas ações", enfatiza Teixeira.

Compartilhe