Governo - DF irá realizar concurso para a Educação

Edital deve ser lançado até o dia 15 de outubro pelo CEBRASPE. Vagas serão preenchidas em 2017, 2018 e 2019 para substituir profissionais aposentados.

O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, anunciou em julho de 2016 a realização de um concurso público para a contratação de professores, analistas, técnicos e monitores pela Secretaria de Educação. Ao todo, serão 2,9 mil vagas e o edital poderá ser lançado na primeira quinzena deste mês (outubro).

A organização do concurso será de responsabilidade do Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe/Cespe), conforme publicação no DODF de 7/10.

Para os professores serão 2 mil vagas — 800 imediatas (para nomeação a partir de 2017) e 1,2 mil para formar cadastro de reserva. As outras 900 serão destinadas para a carreira de Assistência à Educação: 560 para técnicos em gestão educacional (230 imediatas e 330 para cadastro de reserva), 250 para monitores de gestão educacional (100 imediatas e 150 para cadastro de reserva) e 90 para analistas (40 imediatas e 50 para cadastro de reserva). Para professores e analistas será exigido nível superior, já para os cargos de monitor e técnico, nível médio.

Rodrigo Rollemberg afirmou na época do anúncio que "o concurso custará R$ 34 milhões em 2017, R$ 70 milhões em 2018 e outros R$ 70 milhões em 2019. O montante do primeiro ano é menor porque as convocações ocorrerão a partir de julho, e não durante todo o ano. As vagas serão preenchidas em 2017, 2018 e 2019 para substituir profissionais aposentados da educação. “Começamos a semana com quatro boas notícias para a educação”.

Edição com informações da Agência de Notícias do Distrito Federal

Tópico: Previsto

Compartilhe