Governo do Pará avalia procedimentos do concurso da PM

As provas de Conhecimentos Gerais serão aplicadas no próximo dia 31 de julho, nas cidades de Belém, Santarém, Marabá e Altamira.

A Comissão do Concurso da Polícia Militar do Estado do Pará, juntamente com a secretária de Estado da Administração, Alice Viana, o comandante geral da PM do Pará, Roberto Campos e equipe técnica dos dois órgãos, fizeram uma visita técnica à Fundação de Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa (Fadesp), organizadora do certame. Dividida em dois momentos - reunião e vistoria ao parque gráfico, onde as provas são rodadas e empacotadas - a visita contou também com a participação do delegado geral da Polícia Civil do Estado, Rilmar Firmino de Sousa.

Segundo Alice Viana, a reunião serviu para uma avaliação global do andamento do processo nessa reta final que antecede as provas. “Precisamos estar afinados principalmente em relação às medidas de inteligência e segurança adotadas para o concurso e ampliá-las, se for o caso. Vamos reforçar ainda mais o trabalho de forma preventiva, articulada e com permanente acompanhamento das situações. Esse concurso requer nossa atenção redobrada em função do número recorde de inscritos”, afirmou a titular da Secretaria de Estado da Administração (Sead).

O coronel Roberto Campos reforçou que as medidas de segurança precisam estar afinadas especialmente com a área de Inteligência. “Vamos intensificar nossas ações, inclusive com a criação de um Gabinete de Situação no Centro Integrado de Operações (Ciop), onde serão concentradas todas as informações e as decisões poderão ser tomadas de forma mais célere, tudo para minimizar riscos. Até o dia 31 estaremos em nível de alerta máximo”, assegurou.

O advogado da Fadesp, Danilo Araújo, destacou que a Fundação trabalha para aprimorar os procedimentos de segurança. “Vamos trabalhar com um número maior de detectores de metais, além de identificação digital nas provas, de maneira a eliminar qualquer possibilidade de cola. A Polícia Civil também colocou à disposição o serviço de rastreamento de telefones, que auxiliará no combate ao uso indevido de equipamentos eletrônicos, impedindo até mesmo que os candidatos os levem para os locais de provas”, comentou.

A coordenadora de Cursos e Concursos da Fadesp, Leila Figueiredo, apresentou o trabalho operacional realizado pela instituição. “Elaboramos um grande esquema de segurança de impressão e empacotamento das provas, bem como de transporte e logística para capital e interior. No dia das provas, trabalharemos com mais de sete mil pessoas, entre coordenadores, assessores e fiscais, que passarão por treinamentos a partir desta quarta-feira, 20. No total, serão 2.690 salas de aplicação de provas, distribuídas em 82 unidades de ensino em Marabá, 69 em Belém, 20 em Santarém e 11 em Altamira. Estamos fazendo o possível para que tudo transcorra dentro da normalidade”, disse.

Leila Figueiredo chamou ainda a atenção dos candidatos lotados na Escola Dr. Ulysses Guimarães, em Altamira, no sudoeste do Pará, que já imprimiram seus cartões. “Pedimos que sejam reimpressos no site da Fadesp (www.portalfadesp.org.br/concursos), pois o local de prova desses candidatos foi alterado para o Campus II da UFPA, localizado na Rua Coronel José Porfírio, no bairro de São Sebastião”, alertou.

A organização também lembrou que os candidatos lotados em unidades escolares na Avenida Perimetral e proximidades da Avenida Bernardo Sayão, no bairro Guamá, em Belém, devem atentar para obras que vem sendo executadas nas duas vias, inclusive com interdição de alguns trechos, para que procurem chegar o mais cedo possível. Já para os candidatos que farão provas em Marabá, no sudeste do Estado, a orientação é que usem roupas leves, devido ao calor característico desta época do ano. A cidade tem registrado temperaturas médias na faixa dos 35ºC.

O concurso da PM oferece um total de 2.194 vagas para soldados, oficiais e oficiais da área da saúde, com mais de 105 mil inscrições registradas. As provas de Conhecimentos Gerais serão aplicadas no próximo dia 31 de julho, nas cidades de Belém, Santarém, Marabá e Altamira, nos seguintes horários: Cado, das 8h ao meio-dia; CFP, das 8h ao meio-dia, e CFO, das 14h30 às 18h30.

Agência Pará

Compartilhe