MP pede nomeação de fonoaudiólogos no Distrito Federal

De acordo com a ação, atualmente o DF tem apenas 97 fonoaudiólogos, quando a necessidade seria de mais de 500, segundo informações da própria SES.

O concurso público para fonoaudiólogos da rede pública do Distrito Federal (DF) expira nesta terça-feira , 08 de setembro de 2015. Diante da falta desses profissionais nos quadros da Secretaria de Saúde (SES), o Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT) ajuizou ação civil pública, na última terça-feira, 1º/9, pedindo ao Judiciário que determine ao governo local a nomeação dos 139 aprovados. De acordo com a ação, atualmente o DF tem apenas 97 fonoaudiólogos, quando a necessidade seria de mais de 500, segundo informações da própria SES.

O concurso público para a área foi realizado em maio de 2011, no qual foram aprovados 208 candidatos. Segundo a SES, desde a homologação do certame, apenas 69 pessoas foram nomeadas. "Não se pode conceber a gestão e a execução dos serviços de saúde com qualidade e eficiência se há carência de especialistas", afirma a promotora de Justiça Marisa Isar.

Segundo a ação, há ainda a sobrecarga de trabalho imposta aos profissionais que atuam na rede pública. Para a promotora de Justiça, essa situação só reforça a necessidade de nomeação imediata dos candidatos aprovados no concurso. "A preocupação do MPDFT é que no último concurso da realizado pela SES, em 2014, não foi contemplada a especialidade de Fonoaudiologia, e com o déficit dessa especialidade e a perda da validade do concurso de 2011, há risco de não implantação de políticas públicas que deveriam estar implantadas e descontinuidade daquelas que vem sendo oferecidas, mesmo que de maneira precária", completa.

MPDFT

Compartilhe