PM - CE inicia treinamento com 310 aprovados em concurso

Os candidatos passarão por sete meses de capacitação.

A Academia Estadual de Segurança Pública do Ceará (AESP/CE) inicia o treinamento de mais 310 candidatos aprovados no último concurso público para ingresso na Polícia Militar do Estado do Ceará (PMCE). A aula inaugural da quinta turma do Curso de Formação Profissional para Carreira de Praças da Polícia Militar do Ceará (CFPCP/PM) ocorreu na última segunda-feira (10), no Palácio da Abolição.

Na ocasião, os novos alunos participaram de palestras com o sociólogo César Barreira, coordenador do Laboratório de Estudos da Violência da UECE e com o professor Tarcísio Pequeno, secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza, que debateram assuntos como a tolerância; a segurança e a cidadania, que são temáticas previstas pela matriz curricular da Secretaria Nacional de Segurança Pública e Defesa Social (SENASP/MJ), que preconiza a formação de profissionais de segurança pública preocupados com as questões sociais e a resolução de conflitos.

Para o Secretário da Segurança Pública, Delci Teixeira, que representou o governador Camilo Santana na solenidade, este momento é essencial para iniciação dos futuros soldados. “Neste primeiro dia nós estamos trazendo dois professores que são estudiosos do fenômeno da violência e que têm uma visão não do policial, mas uma visão da sociedade, porque é muito importante que eles conheçam também qual a visão da sociedade em relação à segurança pública”. E ressaltou a importância dos futuros soldados para o fortalecimento do programa Ceará Pacífico, lançado na última sexta-feira (8), “Este ano, nós já recebemos um aporte de cerca de 1000 novos policiais, que já estão trabalhando na rua e agora vocês irão reforçar este trabalho”, declarou.

O diretor da AESP, coronel José Herlínio Dutra, explicou o papel da Academia na formação dos novos policiais. “Na Academia, os senhores irão aprender as técnicas, as habilidades e todos os conhecimentos que precisam para exercer a carreira policial. Mas, o que de mais importante vocês irão aprender é como devem conduzir a carreira. Porque a função principal da Academia é promover a formação do caráter, baseado em condutas morais e éticas”, ressaltou.

Agora, os candidatos passarão por sete meses de capacitação. Neste período serão ministradas aulas teóricas e práticas de diversas áreas como: Sociedade, ética e cidadania; Tiro policial defensivo; Direitos humanos; Defesa pessoal; Técnica policial militar; Atendimento em emergências médicas e Direção veicular aplicada a atividade policial militar. Todos os conteúdos trabalhados são pautados nos eixos ético, legal e técnico. Esta é a terceira etapa do concurso público para ingresso na Polícia Militar, que inclui ainda teste de capacidade física, avaliação psicológica e investigação social.

Compartilhe