Confira quais foram os servidores mais contratados em 2017

Levantamento do Ministério do Planejamento indica que professores e técnicos universitários foram os servidores mais contratados em 2017.

Um levantamento feito pelo Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MP) aponta que professores e técnicos universitários foram os profissionais que mais ingressaram no serviço público em 2017 por meio de concursos públicos. Estes servidores representaram 84% dos 18.359 ingressos por esta modalidade.

Ao todo, começaram a trabalhar nas universidades e institutos federais de educação 6.934 professores e 8.567 técnicos no último ano.

Segundo dados do Painel Estatístico de Pessoal (PEP), a maior parte desses servidores que ingressaram por concurso público foi lotada na região Sudeste. Em 2017, foram alocadas na região 4.823 pessoas. Em seguida está o Nordeste, com 4.294, e o Norte, com 2.538. Os procedimentos de gestão do banco de professor equivalente e do quadro de referência dos técnicos administrativos das instituições de ensino vinculadas ao MEC são definidos pela Portaria Interministerial nº 109, de 27 de abril de 2017.

“A contratação de servidores está pautada em um melhor atendimento para população brasileira. Portanto, esses números evidenciam que, mesmo com a situação fiscal do país, o investimento em educação é uma de nossas prioridades”, afirma Augusto Chiba, secretário de Gestão de Pessoas do MP. 

O gráfico abaixo mostra o número de ingressos nos últimos seis anos. 

​Contratos temporários

Em 2017, o governo federal contratou temporariamente 38.453 pessoas. Segundo os dados do PEP, a maioria dos ingressos por processos seletivos foram do sexo feminino no período. No ano passado, entraram no serviço público 21.088 mulheres e 17.365 homens por esta modalidade.

Do total de ingressos via processo seletivo, cerca de 21,2 mil pessoas são da área da saúde. De acordo com o PEP, são servidores para o Programa Mais Médicos e também profissionais para Residência Médica e Residência Multi Profissional. Estas contratações são regulamentadas pela Lei nº 8.745, de dezembro de 1993.

O PEP foi lançado em junho de 2017 com o objetivo de ampliar a transparência ativa e simplificar o acesso às informações estatísticas da gestão de pessoas do governo federal. No painel, já é possível encontrar informações atualizadas até fevereiro de 2018 sobre despesas, distribuição e perfil do pessoal civil e militar do Poder Executivo Federal, e das Polícias Civil e Militar e do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal.

Edição com texto e gráficos disponibilizados pela assessoria de imprensa do Ministério do Planejamento

Tópico: Ministério do Planejamento