Concurso Professor PB SEECT: 1.000 vagas em 2020

Governador da Paraíba confirmou novo concurso Professor PB SEECT, com oferta de 1.000 vagas. Concurso do ano passado também ofertou 1.000 oportunidades.

Concurso Professor PB SEECT: a foto mostra um professor em aula diante de um quadro com palavras em inglês

Mais um concurso público da SEECT PB com mil vagas - Foto: Pexels

A Secretaria de Educação e da Ciência e Tecnologia da Paraíba está preparando um novo concurso público para o magistério público (concurso Professor PB SEECT)! A oferta será de 1.000 vagas para Professores.

Apesar de ter feito um concurso para o mesmo cargo bem recentemente, a SEECT ainda não contemplou todas as demandas existentes na rede estadual de ensino da Paraíba. 

O governador João Azevedo informou no último dia 15 de junho de 2020, em entrevista concedida à TV Arapuan, que, mesmo apesar da situação crítica ocasionada pela pandemia da COVID-19, existe "a expectativa de poder realizar o concurso até o final do ano".

Outro fato animador é que o governador assegurou que até o final da sua gestão serão 4 mil novas vagas na Educação (1 mil a cada ano). Se o novo edital for lançado até o final de 2020, significa que sua promessa está parcialmente cumprida.

O último concurso para a Educação da Paraíba foi regido pelo edital nº 01/2019/SEAD/SEECT e ofertou 1.000 vagas no cargo específico de Professor de Educação Básica 3, integrante da Carreira do Magistério Estadual.

A organização de todo o evento ficou por conta da empresa AOCP. O concurso foi homologado pela Portaria nº 584/2019, em 29 de novembro de 2019, e teria prazo de validade de seis meses.

Essa validade foi prorrogada na edição do dia 29 de maio de 2020 do Diário Oficial do Estado. Portanto, o concurso de 2019 se encerrará definitivamente no final de novembro de 2020.

Concurso Professor PB SEECT: vagas por disciplina

Como ainda não há definição sobre quais serão as áreas do magistério do próximo edital, vamos relembrar quais foram elas no concurso de 2019.

O edital do concurso da Educação paraibana naquele momento disponibilizou vagas para as disciplinas de:

  • Espanhol (18 vagas);
  • Artes (72 vagas);
  • Biologia (150);
  • Educação Física (68);
  • Filosofia (6);
  • Física (47);
  • Geografia (72);
  • História (78);
  • Língua Inglesa (61);
  • Língua Portuguesa (195);
  • Matemática (199 vagas);
  • Química (28); e
  • Sociologia (6 vagas).

Concurso Professor PB SEECT: vencimento inicial e inscrição

O vencimento inicial anunciado no edital de 2019 foi de R$ 2.110,12 para o cumprimento de uma jornada básica de 30 horas semanais.

As inscrições foram realizadas pelo site da AOCP, ao custo de apenas R$ 39,00.

Etapas do concurso Professor PB SEECT

Os candidatos devidamente inscritos foram submetidos às seguintes etapas:

Prova objetiva

Teve um caráter classificatório e eliminatório, com 50 questões versando sobre Língua Portuguesa, Legislação Básica em Educação, Conhecimentos Pedagógicos e Conhecimentos Específicos, conforme o cargo/área.

A prova objetiva foi realizada nos municípios sede de cada Gerência Regional de Educação, que são: João Pessoa, Guarabira, Campina Grande, Cuité, Monteiro, Patos, Itaporanga, Catolé do Rocha, Cajazeiras, Sousa, Princesa Isabel, Itabaiana, Pombal e Mamanguape.

Prova de títulos

Além dos títulos acadêmicos, houve avaliação da experiência profissional, de caráter unicamente classificatório.

Veja a lista dos títulos que pontuaram:

  • Diploma de curso de pós-graduação em nível de doutorado (título de doutor) na área em que for lecionar;
  • Diploma de curso de pós-graduação em nível de mestrado (título de mestre) na área em que for lecionar;
  • Certificado de curso de pós-graduação em nível de especialização, com carga horária mínima de 360 h/a na área em que for lecionar;
  • Experiência profissional na área do cargo/disciplina a que concorre.

Conteúdo programático das provas do concurso

Conteúdos cobrados para todos os cargos de Professor

Língua Portuguesa:

  • Compreensão e interpretação de textos.
  • Tipologia textual.
  • Ortografia oficial.
  • Acentuação gráfica.
  • Emprego das classes de palavras: substantivo, adjetivo, numeral, pronome, verbo, advérbio, preposição e conjunção (emprego e sentido que imprimem às relações que estabelecem.
  • Emprego do sinal indicativo de crase.
  • Sintaxe da oração e do período.
  • Emprego dos sinais de pontuação.
  • Concordância nominal e verbal.
  • Regência nominal e verbal.
  • Significação das palavras.
  • Redação de correspondências oficiais.
  • Variação linguística.
  • Semântica.
  • Figuras de linguagem.

Legislação básica em Educação:

  • Lei de Diretrizes e Base da Educação Nacional atualizada, LDB, Lei nº 9.394/1996 e suas alterações.
  • FUNDEB (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica), Lei 11.494/2007 e suas alterações.
  • IDEB (Índice de Desenvolvimento Educacional).
  • ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) – Portaria 468 de 03 de abril de 2017.
  • Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio.
  • Parâmetros Curriculares Nacionais - Ensino Médio.
  • Orientações Curriculares Nacionais para o Ensino Médio.
  • Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação de Jovens e Adultos.
  • Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA, Lei nº 8.069/1990 e suas alterações.

Conhecimentos pedagógicos:

  • Gestão Escolar.
  • Gestão democrática.
  • Instâncias colegiadas.
  • Conselho Escolar.
  • Conselho de Classe.
  • Projeto Político-Pedagógico da Escola.
  • Planejamento e Plano Escolar/Ensino.
  • Base Nacional Comum Curricular (BNCC).
  • Lei de Diretrizes e Bases da Educação.
  • Formação Continuada.
  • Educação Inclusiva: Fundamentos, Políticas e Práticas Escolares.
  • Educação e Sociedade.
  • O Papel da Didática na formação do Professor: saberes e competências.
  • Tendências pedagógicas e as abordagens de ensino.
  • Currículo escolar e a construção do conhecimento.
  • Interdisciplinaridade no ensino.
  • Questões atuais de seleção e organização do conhecimento escolar.
  • Métodos de ensino: enfoque teórico e metodológico.

Conteúdos cobrados para cada área/displina

Os conteúdos específicos para cada área/disciplina podem ser consultados no edital do último concurso, a partir da página 27.

Com isso, você já tem tudo de que necessita para começar a se planejar para participar desse concurso!

Dicas para as provas do magistério PB: noções sobre o IDEB

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) foi um programa criado no ano de 2007 pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) com o objetivo de quantificar a qualidade da educação no Brasil, assim como estabelecer metas para a melhoria da mesma.

Um erro muito comum é associar o IDEB somente à educação pública, o que não ocorre, pois o índice considera também a educação privada.

Quais são os objetivos do IDEB?

O IDEB é o principal índice nacional que possibilita a quantificação da qualidade da educação básica no Brasil.

Seus principais objetivos são:

  • Monitorar a qualidade da educação básica no país;
  • Propor melhorias no sistema de ensino brasileiro, com base nos resultados obtidos;
  • Estabelecer metas em longo prazo para a melhoria da educação.

Naturalmente, o índice IDEB tem grandes variações no país. As metas e as melhorias são diferentes para cada perfil de escola.

Como é feito o cálculo do IDEB?

O IDEB oferece resultados sintetizados e facilmente assimiláveis sobre a educação no Brasil.

O índice varia de 0 a 10, o que permite um panorama realista sobre o tema.

Os dados colhidos pelo INEP são a partir da Prova Brasil e do Censo Escolar, desta forma, considera os níveis de aprovação e o desempenho escolar dos alunos.

Observe que se o IDEB considerasse apenas os índices de aprovação sem o desempenho escolar, o índice teria resultados pouco confiáveis e as escolas poderiam aprovar alunos com desempenho insatisfatório somente para aumentar seu índice.

A Prova Brasil é composta por três exames: a ANA (Avaliação Nacional da Alfabetização), a Aneb (Avaliação Nacional da Educação Básica) e Anresc (Avaliação Nacional do Rendimento Escolar).

Cada uma destas é destinada para os diferentes níveis escolares, educação infantil, ensino fundamental e ensino médio, respectivamente.

Como consultar o IDEB do meu município ou estado?

Caso você queira consultar o IDEB do seu município ou estado, basta seguir os seguintes passos:

  • Acessar a página do IDEB no site do INEPui;
  • No item “Consultar por” clique em “município” ou em “estado”;
  • Insira as informações solicitadas;
  • Clique em “Pesquisar”.

Quais são as metas do IDEB?

As principais metas estabelecidas pelo Plano de Desenvolvimento da Educação são:

  • Até 2022 espera-se que o IDEB do Brasil na educação básica chegue 6,0 (média que corresponde à qualidade da educação de países desenvolvidos);
  • Até 2021 espera-se que o IDEB do Brasil na educação infantil chegue 6,0;
  • Acompanhamento da evolução da educação brasileira ao longo do tempo (feito anualmente).

Contudo, o IDEB é um importante marco na educação do Brasil, pois considera aspectos importantes da mesma. Além disso, é uma ferramenta que norteia quais são as ações pedagógicas das escolas e também pode ser utilizado como subsídio na elaboração de políticas públicas sobre educação.

Alberto Vicente
Redator
Formado em Letras pela UEFS, colabora com o time Concursos no Brasil desde 2011, produzindo conteúdos sob medida para os seus leitores. Começou a escrever textos para a internet no ano de 1997 e não parou mais.

Compartilhe

Concursos por E-mail
Assine nosso boletim para receber Concursos Paraíba diretamente no seu e-mail
Concursos RelacionadosVagas
Prefeitura de Alagoa Nova
Todos os níveis de escolaridade
111
Prefeitura de Catingueira
Todos os níveis de escolaridade
53
Prefeitura de Mari
Todos os níveis de escolaridade
143
UFCG
Níveis Médio e Superior
5
Veja todos » Concursos Abertos