Expandir Menu PrincipalPesquisarPor Estado

Concurso UPE prorroga inscrição

Universidade de Pernambuco abrirá 388 vagas para Médicos, Assistentes Técnicos em Gestão Universitária e Assistentes Técnicos em Gestão Universitária.

Publicado em Comunicar erro

A Universidade de Pernambuco (UPE) prossegue recebendo inscrições de interessados pelo seu concurso (portaria conjunta n° 045/2017) destinado a contratação de 388 novos servidores, entre Médicos, Assistentes Técnicos e Analistas Técnicos em Gestão Universitária. O concurso será executado pelo IAUPE e, segundo edital o novo calendário, tem inscrições abertas até 31 de julho de 2017.

As oportunidades se destinam à recomposição dos quadros técnico-administrativos dos câmpus/unidades de Arcoverde, Caruaru, Petrolina, Salgueiro, Serra Talhada, Garanhuns, Mata Norte, Mata Sul, RMR (Região Metropolitana do Recife) e Complexo Hospitalar. A remuneração pode chegar até R$ 4.599,02 e a taxa de inscrição será de R$ 70,00 ou R$ 100,00, conforme o cargo disputado

As funções disponíveis para portadores de diploma de nível superior são: Administrador, Analista de Sistemas (Infraestrutura, Banco de Dados, Engenharia de Software, Web Desgin, Desenvolvimento de Webm Análise de Processos, Segurança da Informação), Assistente Social, Bibliotecário, Biólogo, Biomédico,  Contador, Dentista, Enfermeiro, Farmacêutico, Fisioterapêuta, Fonoaudiólogo, Nutricionista, Pedagogo, Psicólogo, Secretário (a) Executiva, Terapeuta Ocupacional, Médico (diversas especialidades) e Tradutor.

Para o nível médio ou técnico, há chances nas funções de Atendente de Clínica Odontológica, Assistente Administrativo, Técnico em Administração, Técnico em Contabilidade, Técnico em Edificações, Técnico em Enfermagem, Técnico em Informática, Técnico de Laboratório de Análises Clínicas, Técnico de Laboratório/Eletrônica, Técnico de Laboratório/Mecânica, Técnico em Secretariado, Técnico em Segurança do Trabalho, Técnico em Radiologia.

Para confirmar a participação, é preciso acessar o site do site do IAUPE (http://www.upenet.com.br/). O concurso será realizado por meio de avaliação de conhecimentos e habilidades, constituída de prova escrita objetiva para todos, eliminatória e classificatória, e de prova de títulos, apenas classificatória e somente para Analistas e Médicos.

A prova escrita está prevista para ser aplicada no dia 1 de outubro de 2017, em Recife e nos municípios de Nazaré da Mata, Garanhuns, Caruaru, Serra Talhada, Salgueiro e Petrolina.

A validade do certame será de dois anos, a contar da data da homologação de seu resultado final no Diário Oficial, podendo ser prorrogado, uma única vez por igual período.

Edital e eventuais retificações: http://www.upenet.com.br/concursos/17_UPE_17/UPE_17.html

***

Dicas para as provas UPE - noções de arquivologia

Os documentos que podem ser guardados durante um prazo ou por tempo indeterminado recebem o nome de arquivos. A arquivologia ou arquivística é a ciência que tem por objetivo gerenciar como esses documentos serão guardados.

Lembrando que os arquivos, para serem guardados, devem ter uma utilidade futura. Os arquivos de uma pessoa ou instituição são recebidos por ela mesma ou gerados por ela. Por isso, é diferente de uma biblioteca, onde os livros podem ser comprados ou recebidos por doação.

Os arquivos têm o objetivo de guardar informações úteis para o futuro e são organizados de determinada forma para que quando forem procurados sejam de fácil acesso.

Fundamentos e princípios arquivísticos

Alguns fundamentos e princípios são importantes para a organização na arquivologia. Primeiro, temos o princípio da proveniência, que é o principal: deve se manter a proveniência de cada arquivo, respeitando de onde vieram e não misturando com o de outras pessoas ou instituições. A proveniência traz o contexto em que os arquivos foram criados.

Segundo, temos o princípio do respeito pela ordem original, ou como também é chamado princípio da organicidade, no qual é respeitada a organização estabelecida pela entidade produtora, para preservar a relação entre os documentos como testemunho daquela entidade.

Terceiro, é o princípio da territorialidade. Esse princípio indica que os arquivos devem ficar o próximo possível do local onde foram criados ou emanados, para que assim permaneçam vivos e sejam entendidos da melhor forma possível.

O quarto é o princípio da unicidade, em que os documentos de arquivo devem manter o seu caráter único, independente do seu tipo, forma ou suporte.

O quinto e último princípio é o da indivisibilidade ou integridade, pois prediz que os arquivos devem ser preservados sem mutilação, alienação, destruição não autorizada ou adição indevida.

 Classificação dos documentos

A classificação dos documentos de um arquivo visa organizar e distribuir os arquivos de acordo com uma ordem da entidade produtora. Existem várias maneiras de classificar os documentos de arquivos: podem ser através de numeração ou divididos também por áreas, sessões e assuntos.

Em uma entidade que se queira separar os documentos que vão para arquivo por área, sessão e assunto, primeiro é necessário nomear as áreas, ver quantas sessões diferente há em cada área e quantos assuntos são tratados por aquela área e assim fazer as separações.

À medida que os arquivos forem separados, poderão ser numerados ou nomeados, para que assim fique mais fácil encontrá-los.

 Protocolo, registro, tramitação, expedição e arquivamento

O protocolo é um conjunto de operações que organizam os documentos dentro do arquivo, para que assim existam informações dos documentos existentes, data de entrada, tempo de conservação, garantindo o acesso à informação. Ou seja, o protocolo garante a rastreabilidade dos documentos.

Dentro do protocolo temos o registro, tramitação, expedição e arquivamento. O registro é a prática de se cadastrar os documentos recebidos no arquivo em um sistema, que pode ser manual ou informatizado. Os dados registrados servirão para localização do documento futuramente.

A tramitação ou controle da movimentação é a atividade que irá identificar os setores pelos quais passam os documentos, a fim de identifica-los mais rápido se for necessário. Essa tramitação pode ser com sistema informatizado ou manual.

A expedição é o envio do documento ao seu destino. Por fim, o arquivamento propriamente dito é a maneira como os documentos serão armazenados, para que possam ser utilizados futuramente. Esse arquivamento pode ser horizontal (documentos dispostos uns sobre os outros) ou pode ser vertical (documentos organizados uns atrás dos outros).

Vale dizer que ainda se pode dividir os métodos de arquivamento em dois sistemas: o direto e o indireto. No sistema direto a busca pelo documento pode ser feita no próprio lugar onde este está guardado. E no sistema indireto é aquele em que o documento, para ser achado, se deve primeiro fazer uma pesquisa consultando um índice ou um código.

 Noções de conservação e preservação de acervos documentais

Os documentos, por passarem muito tempo guardados, podem ser danificados e assim precisam de cuidados especiais. Por esse fator temporal e de manuseio, é importante para a instituição pensar na preservação desse arquivo.

Se o documento já foi danificado, terá que ser restaurado, mas esse processo deve ser feito com as ferramentas corretas e por pessoas especializadas. Se o arquivamento estiver em risco, podendo causar danos em vários arquivos, é necessário fazer uma política de conservação preventiva. Dito isso, o melhor a se fazer pela corporação, portanto, é a adoção de políticas de conservação preventiva, que inclua a eventual restauração dos arquivos.

Concursos RelacionadosVagas
CAIXAEstagiárioVárias
MAPA - Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Médico veterinário300
SEMPETQ/PE - Secretaria da Micro e Peq. Empresa, Trab. e Qualif./PENíveis Médio e Superior257
TJ/PE - Tribunal de Justiça de PernambucoNíveis Médio e Superior109
Marinha do Brasil (CP-CAP)Nível Médio/Técnico90
Prefeitura de Cabo de Santo AgostinhoTodos os níveis de escolaridade2.242
Prefeitura de CedroNíveis Médio e Superior41
Prefeitura de CumaruMédico e Médico generalista9
Prefeitura de João Alfredo (CONIAPE)Agente comunitário de saúde e Agente de combate às endemias72
Prefeitura de Vitória de Santo AntãoNível Superior173
Veja todos » Concursos Abertos