Comando da 5ª Região Militar abre processo seletivo

5ª Região Militar abre processo seletivo com vagas para profissionais de diversas áreas.

A assessoria de comunicação do Comando da 5ª Região Militar informa que estão abertos três novos processos seletivos destinados a selecionar candidatos voluntários para a prestação de Serviço Militar Técnico Temporário.

Para o nível superior, serão selecionados candidatos nas áreas de Administração e Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo. No nível médio, serão selecionados candidatos das áreas de Técnico em Equipamentos Biomédicos, Técnico em Laboratório de Biologia e Técnico em Panificação e dentre concluentes do ensino médio com habilitação em Magistério.

Os classificados irão compor cadastro de reserva de vagas de nível médio/técnico e superior completos, para os cargos de Oficial Técnico Temporário (OTT) e de Sargento Técnico Temporário (STT), em diversas áreas.

Inscrições

As inscrições estão abertas até 25 de outubro de 2018, devendo ser realizadas no endereço eletrônico www.5rm.eb.mil.br, na aba Serviço Militar, onde estão disponíveis todos os Avisos de Convocação para Seleção do Serviço Militar Temporário.

Quem pode participar: brasileiros natos com formação numa das áreas indicadas nos Avisos de Convocação. Já a seleção para habilitadas em Magistério é exclusiva para o seguimento feminino, a fim de atuar na monitoria e acompanhamento de alunas no Colégio Militar de Curitiba.

Provas

O processo seletivo terá as seguintes etapas: análise curricular preliminar, apresentação de documentação e comprovação de títulos, entrevista, inspeção de saúde, exame de aptidão física e inspeção de saúde complementar.

Incorporação

Nos últimos cinco anos, a 5ª Região Militar convocou mais de 1.400 militares temporários. A incorporação, prevista para 1º de fevereiro de 2019, ocorre em alguma das Organizações Militares do Paraná e Santa Catarina, conforme a pontuação obtida no processo seletivo. O período de serviço pode ser prorrogado anualmente, a critério do Comando da 5ª Região Militar, até o tempo máximo de oito anos.

Compartilhe