Concurso FOZHABITA - PR

São ofertadas 14 vagas para cargos de todos os níveis de escolaridades, com salários que variam entre R$ 1.613,64 e R$ 3.584,54.

No Paraná, o Instituto de Habitação de Foz do Iguaçu (FOZHABITA), divulgou o edital n° 001/2018 de concurso público destinado à contratação de novos profissionais de todos os níveis de escolaridades, para seu quadro de pessoal. O certame está sendo executado sob responsabilidade da Fundação de Apoio à UNESPAR – Campus de Paranavaí.

São ofertadas 14 vagas, distribuídas para os cargos de Motorista de Veículos Leve I, Assistente Administrativo Júnior, Agente Fiscal Júnior, Arquiteto Júnior, Assistente Social Júnior, Contador Júnior, Engenheiro Ambiental Júnior, Engenheiro Civil Júnior e Procurador Júnior.

Apostila FOZHABITA: ASSISTENTE ADMINISTRATIVO JÚNIOR - AGENTE FISCAL JÚNIOR - MOTORISTA DE VEÍCULOS LEVES I

Os candidatos aprovados e convocados atuarão em regime de trabalho de até 40 horas semanais, com salários que variam entre R$ 1.613,64 e R$ 3.584,54.

As inscrições estarão abertas no período de 17 de maio a 17 de junho de 2018 e os interessados deverão efetuá-las via internet, pelo site: www.fundacaofafipa.org.br/concurso. Os valores cobrados como taxa de inscrição variam entre R$ 50,00 e R$ 100,00.

De acordo com o edital, o certame consistirá de provas objetivas, com previsão de que sejam aplicadas no dia 08 de julho de 2018, em locais informados posteriormente. Para alguns cargos, haverá ainda prova de títulos, prova discursiva e prova prática processual.

O concurso será válido por dois anos, podendo ser prorrogado por igual período. Todas as publicações que se referem ao mesmo devem ser conferidas no site da organizadora, pelo link a seguir:

http://concurso.fundacaofafipa.org.br/concurso.xhtml

***

Dicas para as provas FOZHABITA: Trabalho em equipe e liderança


Começando pelo tema do Trabalho em Equipe, é fato que em todas as organizações esta modalidade de convivência é a mais acertada. Afinal de contas, o desenvolvimento pessoal, profissional e a maximização dos resultados de uma empresa ou de um órgão público somente poderão ser alcançados se no grupo de pessoas prevalecer o tão popular "espírito de equipe".

Mas cuidado para não confundir "Grupo" com "Equipe", pois são concepções diferentes: uma equipe é algo mais evoluído do que um simples agrupamento de pessoas. Estar em grupo não significa que existirá interação, mas estar trabalhando em equipe irá requerer de todos uma interação de forma assertiva, produtiva e proativa. Numa equipe, o que importa é a soma dos talentos individuais e não o destacamento de uma só pessoa, ainda que ela seja reconhecida como líder...

Ademais, numa equipe os componentes têm a consciência de que é preciso lidar de forma positiva com as diferenças, atingindo assim um alto nível de desempenho. Não é tarefa fácil desenvolver Equipes, pois isto envolve o processo de aprendizagem – é preciso aprender para “saber ser”. Mas toda empresa privada ou pública, bem como todo órgão, entidade, fundação de certa forma investe sempre no processo de formar boas equipes de trabalho.

Percebe-se, portanto, que as corporações em geral prescindem do trabalho em equipe. Cabe então a todos – profissionais, líderes e empresa/órgão - terem certas atitudes que são condições básicas para que o desenvolvimento de uma equipe seja efetivo.

O profissional (empregado, servidor público, comissionado, REDA etc) deve ter predisposição para a colaboração, para a integração com os demais, para lidar com as diferenças pessoais positivamente, para estabelecer relações de confiança e para o processo de desenvolvimento contínuo. Ao líder, por sua vez, é necessário o desenvolvimento de sólidas competências que o façam alcançar resultados verdadeiramente produtivos junto à sua equipe. Para tanto, o líder deve:

- Gostar e saber lidar com pessoas – conhecê-las, respeitá-las, envolvê-las e motivá-las;

- Ser um comunicador competente;

- Saber estabelecer relações de confiança;

- Ter um canal de comunicação aberto e bilateral – ouvir seus colaboradores;

- Não fragmentar informações desnecessariamente apenas para se “manter no controle”;

- Não estimular a competitividade "absurda";

- Ensinar sua equipe a lidar com os erros e sempre reconhecer os acertos de seus colaboradores.

Com isto, queremos dizer que cabe ao líder um alto nível de capacidade para gerenciar e liderar seres humanos. Para isso a liderança deve possuir uma grande dose de predisposição para aprender e, portanto, para saber ser. Deve haver uma grande disposição para o aprendizado contínuo.

O desenvolvimento de equipes, portanto, sempre irá envolver a habilidade para lidar com o complexo sistema do comportamento humano. Sem isto, dificilmente os resultados tão desejados serão atingidos. Uma equipe é como um sistema/organismo vivo, composta de partes interdependentes. Se uma delas estiver “doente”, ou a interação entre elas estiver com problemas, o organismo como um todo, sofre. A liderança tem como uma de suas missões mais importantes, desenvolver na empresa o espírito de equipe.

Saiba mais nas  Apostila FOZHABITA: ASSISTENTE ADMINISTRATIVO JÚNIOR - AGENTE FISCAL JÚNIOR - MOTORISTA DE VEÍCULOS LEVES I

Compartilhe

Comentários

Concursos RelacionadosVagas
Concurso IPHANNíveis Médio e Superior411
Polícia FederalNível Superior500
Prefeitura de JaguapitãNível Superior10
Câmara de Ariranha do IvaíNíveis Fundamental e Superior2
Câmara de QuitandinhaTodos os níveis de escolaridade5
Câmara de ToledoEstagiário5
Câmara Municipal de Balsa NovaProcurador1
Câmara Municipal de CapanemaContador1
CPS - Companhia Pontagrossense de ServiçosTodos os níveis de escolaridade2
FOZPREV - Foz PrevidênciaNíveis Médio e Superior5
Veja todos » Concursos Abertos