Prefeitura de Quatro Barras - PR lança edital de seletivo para médicos

No Paraná, a Prefeitura de Quatro Barras abre um novo seletivo que oferta quatro vagas para Médicos. Remuneração é de R$ 16.891,71 acrescida de benefícios.

A Prefeitura de Quatro Barras, localizada no estado do Paraná, abriu edital n° 003/2018 - SMS de processo seletivo para preencher quatro vagas e formar cadastro de reserva no cargo de Médico da Estratégia Saúde da Família (Graduação em Medicina e Inscrição do CRM-PR).

O salário inicial será de R$ 16.891,71, mais  benefícios, por jornada de trabalho de 40 horas por semana.

As inscrições serão realizadas entre os dias 8 e 22 de agosto de 2018, das 8h30min às 11h30min e das 13h30min às 16h30min no Auditório da Prefeitura Municipal, situada na Avenida Dom Pedro II, nº 116 - Centro, Quatro Barras-PR. 

A seleção dos profissionais será feita por meio de análise de títulos. A divulgação da classificação final dos candidatos está prevista para o dia 29 de agosto de 2018, em edital específico, disponível no endereço eletrônico www.quatrobarras.pr.gov.br.

O Médico tem como atribuição o exercício de atividades de prevenção de doenças e promoção da saúde, mediante ações domiciliares ou comunitárias, individuais ou coletivas, desenvolvidas em conformidade com as diretrizes do programa Estratégia Saúde da Família e SUS e sob supervisão do gestor municipal.

O processo seletivo simplificado terá validade de 12 meses, podendo ser prorrogado por igual período a critério da Administração.

Atribuições do Médico do Programa Estratégia de Saúde da Família

O Médico tem como atribuição o exercício de atividades de prevenção de doenças e promoção da saúde, mediante ações domiciliares ou comunitárias, individuais ou coletivas, desenvolvidas em conformidade com as diretrizes do programa "Estratégia Saúde da Família" e SUS e sob supervisão do gestor municipal.

Parágrafo Único. São consideradas atividades do Médico, na sua área de atuação:

I - realizar assistência integral (promoção e proteção da saúde, prevenção de agravos, diagnóstico, tratamento, reabilitação e manutenção da saúde) aos indivíduos e famílias em todas as fases do desenvolvimento humano: infância, adolescência, idade adulta e terceira idade;
II - realizar consultas clínicas e procedimentos na Unidade de Saúde da Família, no domicílio e/ou nos demais espaços comunitários (escolas, associações etc);
III - realizar atividades de demanda espontânea e programada em clínica médica, pediatria, ginecoobstetrícia, cirurgias ambulatoriais, pequenas urgências clínico-cirúrgicas e procedimentos para fins de diagnósticos;
IV - encaminhar, quando necessário, usuários a serviços de média e alta complexidade, respeitando fluxos de referência e contra-referência locais, mantendo sua responsabilidade pelo acompanhamento do plano terapêutico do usuário, proposto pela referência;
V - indicar a necessidade de internação hospitalar; ou domiciliar;
VI - contribuir e participar das atividades de Educação Permanente dos ACS, ACE, Auxiliares de Enfermagem, ACD e THD;
VII - conhecer as realidades das famílias pelas quais são responsáveis, com ênfase nas suas características sociais, econômicas, culturais, demográficas e epidemiológica;
VIII - identificar os problemas de saúde e situações de risco mais comuns aos quais aquela população está exposta;
IX - promover a interação e integração com todas as ações executadas pelo programa "Estratégia Saúde da Família" com os demais integrantes da Equipe da Unidade de Saúde da Família;
X - elaborar, com a participação da comunidade, um plano local para o enfrentamento dos problemas de saúde e fatores que colocam em risco à saúde;
XI - valorizar a relação com o usuário e com a família, para a criação de vinculo de confiança, de afeto e de respeito;
XII - promover ações intersetoriais e parcerias com organizações formais e informais existentes na comunidade para o enfrentamento dos problemas identificados;
XIII - fomentar a participação popular, discutindo com a comunidade conceitos de cidadania, de direito á saúde e suas bases legais;
XIV - incentivar a formação e/ou participação ativa da comunidade no Conselho Municipal de Saúde.



                                                                                            

Compartilhe