Concurso EBSERH HUAP - UFF

Editais da EBSERH abrem 259 vagas para o Hospital Universitário Antônio Pedro, vinculado à Universidade Federal Fluminense.

A Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) divulgou informe de prorrogação das inscrições para o concurso nº 07/2016, regido pelos editais 02, 03 e 04/2016, cujo intuito é viabilizar a ocupação de mais de 250 empregos das Áreas Médica, Administrativa e Assistencial do Hospital Universitário Antônio Pedro, vinculado à Universidade Federal Fluminense (HUAP - UFF). 

Os interessados em participar terão até 13 de outubro de 2016 para acessar a página eletrônica do IBFC: http://www.ibfc.org.br, ou se dirigir diretamente ao posto de inscrição presencial (respeitando o horário informado) na Rua Anfilófio de Carvalho, 29, sala 618. Bairro Castelo, Rio de Janeiro (RJ). A taxa é de R$ 115,00, R$ 80,00 ou R$ 60,00.

Vagas

Edital 02 - Área Médica: 89 vagas (considerando ampla concorrência e reserva P.c.D e pessoa negra/parda) para Médicos de diversas especialidades, com salários de R$ 7.425,31.

Edital 03 - Área Assistencial: 138 vagas nos empregos de Assistente Social, Biólogo, Biomédico, Cirurgião - Dentista (várias especialidades), Enfermeiro (várias especialidades), Farmacêutico, Físico, Fisioterapeuta, Fonoaudiólogo, Nutricionista, Pedagogo, Psicólogo, Tecnólogo em Radiologia, Terapeuta Ocupacional, Técnico em análises clínicas, Técnico em Citopatologia, Técnico em Enfermagem, Tecnico em Radiologia, Técnico em Farmácia. Os salários vão de R$ 1.863,48 a R$ 8.887,51.

Edital 04 - Área Administrativa: 32 vagas para os empregos de Advogado, Analista Administrativo - Administração, Analista Administrativo - Adm. Hospitalar, Analista Administrativo - Contabilidade, Analista Administrativo - Relações Públicas, Analista de TI - Informação - Sistemas Operacionais, Analista de TI - Suporte de Redes, Engenheiro Civil, Engenheiro Clínico, Engenheiro Eletricista, Engenheiro de segurança do trabalho, Jornalista, Assistente administrativo, Técnico em contabilidade, Técnico em informática e Técnico em segurança do trabalho. Salários de R$ 2.104,69 a R$ 8.887,51.

Provas

A aplicação da etapa de provas objetivas está prevista para o dia 13 de novembro de 2016 e será realizada na cidade de Niterói. Demais etapas seletivas, como prova de títulos e experiência profissional, deverão ser conferidas em cada edital.

Os editais completos encontram-se na página do IBFC e devem ser lidos na íntegra, bem como acompanhadas suas atualizações.

Extra - dicas para as provas

Legislação Aplicada à EBSERH

A Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) é uma organização criada pelo Poder Executivo que visa proporcionar à população assistência à saúde de forma gratuita. Como é um tema que está presente nos concursos promovidos pela empresa, a seguir, exploraremos um pouco a legislação aplicada à EBSERH.

Lei Federal no 12.550, de 15 de dezembro de 2011 

O primeiro ponto que a Lei 12.550 destaca é sobre a autorização dada ao Poder Executivo para criar a empresa EBSERH. A organização é vinculada ao Ministério da Educação e, de acordo com o Art. 3º, “terá por finalidade a prestação de serviços gratuitos de assistência médico-hospitalar, ambulatorial e de apoio diagnóstico e terapêutico à comunidade, assim como a prestação às instituições públicas federais de ensino ou instituições congêneres de serviços de apoio ao ensino, à pesquisa e à extensão, ao ensino-aprendizagem e à formação de pessoas no campo da saúde pública [...]”.

A Lei também pontua que a EBSERH faz parte do Sistema Único de Saúde (SUS) e seus objetivos são os seguintes:

  • Administrar unidades hospitalares e prestar serviços à comunidade;
  • Apoiar instituições de ensino à formação de profissionais médicos;
  • Incentivar a aprendizagem de alunos no âmbito do SUS, como a residência médica e multiprofissional.

Decreto nº 7.661, de 28 de dezembro de 2011

Já o Decreto nº 7.661 tem como objetivo regulamentar a lei citada anteriormente, ou seja, tornar o instrumento legal mais específico, mais “aplicável”, digamos assim. Logo, o que é visto com mais detalhes diz respeito aos órgãos estatuários da EBSERH: o Conselho de Administração, a Diretoria Executiva, o Conselho Fiscal e o Conselho Consultivo. Em seguida, o decreto explica o que cada instância mencionada tem como responsabilidade. Por exemplo, compete ao Conselho de Administração examinar e aprovar as políticas gerais, apreciar os relatórios, aprovar os contratos e o orçamento previsto. Já a Diretoria Executiva deve administrar e dirigir os bens, estabelecer normas e delegar poderes, autorizar a realização de acordos e deliberar sobre operações, por exemplo.

O Conselho Fiscal, por sua vez, deve denunciar membros que praticarem fraudes, opinar sobre relatórios, fiscalizar os deveres legais, analisar o balancete. E o Conselho Consultivo pode propor linhas de ação, avaliar o desempenho da EBSERH, assistir à Diretoria e ao Conselho de Administração em relação às suas funções.

Regimento Interno da EBSERH - 3a revisão

O Regimento Interno da EBSERH serve como guia para compreender as funções já estabelecidas no decreto e na própria lei. Conforme o Art. 2º, a EBSERH deve “planejar, implantar, coordenar, monitorar, avaliar e criar condições para aperfeiçoar continuamente a autoadministração, em um sistema unificado entre a Sede, as filiais ou outras unidades descentralizadas, e a prestação de serviços de atenção à saúde da população, integralmente disponibilizados ao Sistema Único de Saúde (SUS), por meio dessas filiais e unidades descentralizadas”.

Além disso, pode-se observar a estrutura organizacional da EBSERH, conforme o Art. 3º, da seção 1:

- Órgãos de administração: Conselho de Administração, Diretoria Executiva, Conselho Consultivo;

- Órgãos de fiscalização: Conselho Fiscal, Auditoria Interna;

- Comissões e Comitês: Comissão de Ética, Comitê Interno de Gestão Rehuf, Comissão de Controle Interno, Comitê de Gestão de Riscos e Crises, Comitê Permanente de Desenvolvimento de Pessoas da Sede, Comitê Gestor de Segurança da Informação e Comunicação, Comitê de Governança de Tecnologia da Informação e Comunicação, Comitê de Governança do Aplicativo para Gestão dos Hospitais Universitários, Outras Comissões e Comitês constituídos pela Presidência ou pela Diretoria Executiva.

Quanto aos profissionais que podem fazer parte do quadro administrativo da empresa, o regimento diz que “os órgãos de administração da EBSERH serão integrados por brasileiros, residentes no País, dotados de notório saber, inclusive sobre as melhores práticas de governança corporativa, experiência, idoneidade moral, reputação ilibada e capacidade técnica compatível com o cargo”. Presidentes e Diretores, por exemplo, devem possuir, no tocante à experiência, “mais de dez anos de exercício de função ou de efetiva atividade profissional” em áreas afins, é claro.

Vinculada ao Conselho Fiscal, o setor de Auditoria Interna da EBSERH deve funcionar plenamente. O regimento estabelece que essa auditoria interna deva ser “uma atividade independente, de avaliação e assessoramento aos gestores da entidade, no acompanhamento da execução dos programas de governo, visando comprovar o cumprimento das metas, o alcance dos objetivos e a adequação da gestão”. 

Por fim, quanto ao quadro de pessoal, ele é formado basicamente por “empregados públicos admitidos na forma do art. 10 da Lei nº 12.550, de 15 de dezembro de 2011, e os servidores e empregados públicos a ela cedidos”. E, claro, são proibidas “nomeações, contratações ou designações de cônjuge, companheiro ou parente em linha reta ou colateral, por consanguinidade ou afinidade até terceiro grau, dos membros dos Conselhos, da Diretoria Executiva, e ocupantes de cargos de livre provimento, salvo de integrantes do quadro de pessoal da EBSERH”

Estes foram apenas alguns aspectos dos instrumentos legais que orientam os trabalhos da EBSERH. Lembramos aos candidatos que o estudo atento dessas normas é imprescindível, a fim de assimilar com clareza as atribuições e a missão da EBSERH no contexto da administração dos estabelecimentos de saúde federais brasileiros.

Legislação Aplicada à EBSERH

A Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) é uma organização criada pelo Poder Executivo que visa proporcionar à população assistência à saúde de forma gratuita. Como é um tema que está presente nos concursos promovidos pela empresa, a seguir, exploraremos um pouco a legislação aplicada à EBSERH.

Lei Federal no 12.550, de 15 de dezembro de 2011 

O primeiro ponto que a Lei 12.550 destaca é sobre a autorização dada ao Poder Executivo para criar a empresa EBSERH. A organização é vinculada ao Ministério da Educação e, de acordo com o Art. 3º, “terá por finalidade a prestação de serviços gratuitos de assistência médico-hospitalar, ambulatorial e de apoio diagnóstico e terapêutico à comunidade, assim como a prestação às instituições públicas federais de ensino ou instituições congêneres de serviços de apoio ao ensino, à pesquisa e à extensão, ao ensino-aprendizagem e à formação de pessoas no campo da saúde pública [...]”.

A Lei também pontua que a EBSERH faz parte do Sistema Único de Saúde (SUS) e seus objetivos são os seguintes:

  • Administrar unidades hospitalares e prestar serviços à comunidade;
  • Apoiar instituições de ensino à formação de profissionais médicos;
  • Incentivar a aprendizagem de alunos no âmbito do SUS, como a residência médica e multiprofissional.

Decreto nº 7.661, de 28 de dezembro de 2011

Já o Decreto nº 7.661 tem como objetivo regulamentar a lei citada anteriormente, ou seja, tornar o instrumento legal mais específico, mais “aplicável”, digamos assim. Logo, o que é visto com mais detalhes diz respeito aos órgãos estatuários da EBSERH: o Conselho de Administração, a Diretoria Executiva, o Conselho Fiscal e o Conselho Consultivo. Em seguida, o decreto explica o que cada instância mencionada tem como responsabilidade. Por exemplo, compete ao Conselho de Administração examinar e aprovar as políticas gerais, apreciar os relatórios, aprovar os contratos e o orçamento previsto. Já a Diretoria Executiva deve administrar e dirigir os bens, estabelecer normas e delegar poderes, autorizar a realização de acordos e deliberar sobre operações, por exemplo.

O Conselho Fiscal, por sua vez, deve denunciar membros que praticarem fraudes, opinar sobre relatórios, fiscalizar os deveres legais, analisar o balancete. E o Conselho Consultivo pode propor linhas de ação, avaliar o desempenho da EBSERH, assistir à Diretoria e ao Conselho de Administração em relação às suas funções.

Regimento Interno da EBSERH - 3a revisão

O Regimento Interno da EBSERH serve como guia para compreender as funções já estabelecidas no decreto e na própria lei. Conforme o Art. 2º, a EBSERH deve “planejar, implantar, coordenar, monitorar, avaliar e criar condições para aperfeiçoar continuamente a autoadministração, em um sistema unificado entre a Sede, as filiais ou outras unidades descentralizadas, e a prestação de serviços de atenção à saúde da população, integralmente disponibilizados ao Sistema Único de Saúde (SUS), por meio dessas filiais e unidades descentralizadas”.

Além disso, pode-se observar a estrutura organizacional da EBSERH, conforme o Art. 3º, da seção 1:

- Órgãos de administração: Conselho de Administração, Diretoria Executiva, Conselho Consultivo;

- Órgãos de fiscalização: Conselho Fiscal, Auditoria Interna;

- Comissões e Comitês: Comissão de Ética, Comitê Interno de Gestão Rehuf, Comissão de Controle Interno, Comitê de Gestão de Riscos e Crises, Comitê Permanente de Desenvolvimento de Pessoas da Sede, Comitê Gestor de Segurança da Informação e Comunicação, Comitê de Governança de Tecnologia da Informação e Comunicação, Comitê de Governança do Aplicativo para Gestão dos Hospitais Universitários, Outras Comissões e Comitês constituídos pela Presidência ou pela Diretoria Executiva.

Quanto aos profissionais que podem fazer parte do quadro administrativo da empresa, o regimento diz que “os órgãos de administração da EBSERH serão integrados por brasileiros, residentes no País, dotados de notório saber, inclusive sobre as melhores práticas de governança corporativa, experiência, idoneidade moral, reputação ilibada e capacidade técnica compatível com o cargo”. Presidentes e Diretores, por exemplo, devem possuir, no tocante à experiência, “mais de dez anos de exercício de função ou de efetiva atividade profissional” em áreas afins, é claro.

Vinculada ao Conselho Fiscal, o setor de Auditoria Interna da EBSERH deve funcionar plenamente. O regimento estabelece que essa auditoria interna deva ser “uma atividade independente, de avaliação e assessoramento aos gestores da entidade, no acompanhamento da execução dos programas de governo, visando comprovar o cumprimento das metas, o alcance dos objetivos e a adequação da gestão”. 

Por fim, quanto ao quadro de pessoal, ele é formado basicamente por “empregados públicos admitidos na forma do art. 10 da Lei nº 12.550, de 15 de dezembro de 2011, e os servidores e empregados públicos a ela cedidos”. E, claro, são proibidas “nomeações, contratações ou designações de cônjuge, companheiro ou parente em linha reta ou colateral, por consanguinidade ou afinidade até terceiro grau, dos membros dos Conselhos, da Diretoria Executiva, e ocupantes de cargos de livre provimento, salvo de integrantes do quadro de pessoal da EBSERH”

Estes foram apenas alguns aspectos dos instrumentos legais que orientam os trabalhos da EBSERH. Lembramos aos candidatos que o estudo atento dessas normas é imprescindível, a fim de assimilar com clareza as atribuições e a missão da EBSERH no contexto da administração dos estabelecimentos de saúde federais brasileiros.

Compartilhe

Concursos por E-mail
Assine nosso boletim para receber Concursos EBSERH diretamente no seu e-mail
Concursos RelacionadosVagas
EBSERHNíveis Médio e Superior1.660
Prefeitura de Volta RedondaNíveis Médio e Superior606
Associação das Pioneiras SociaisAnalista de informática e Biomédico8
Câmara de CarmoNíveis Médio e Superior3
Conselho Regional de Química - Terceira RegiãoNíveis Médio e Superior15
Prefeitura de São João da BarraNíveis Médio e Superior87
Prefeitura de SumidouroTodos os níveis de escolaridade115
Veja todos » Concursos Abertos