Concurso Polícia Civil - RJ 2018: novos editais são autorizados

Estado autoriza abertura do Concurso Polícia Civil RJ. Serão preenchidas 80 vagas para Inspetor, Perito Legista, Técnico de Necropsia e Auxiliar de Necropsia

No Rio de Janeiro, a Polícia Civil foi autorizada pelo governador a abrir novos editais de concurso público, conforme publicação no Diário Oficial do Estado, em 06 de julho de 2018. A previsão é de que provavelmente sejam preenchidas no concurso Polícia Civil RJ 80 vagas até o próximo ano.

O número de vagas, evidentemente, não é capaz de suprir as carências de servidores do setor de segurança pública do Rio. Um informe do site do Sindpol-RJ indica que o déficit de policiais civis no Rio é gigantesco. Enquanto  a Lei Estadual 699/83 estabelece que o Estado precisa ter pelo menos 23 mil agentes na ativa, a corporação conta na atualidade com cerca de 9,3 mil policiais!

De acordo com a assessoria do Estado, esses concursos foram autorizados com base "em estudos técnicos realizados para definir critérios de distribuição de efetivo da Polícia Técnico-Científica. O número de vagas foi definido após análise do Regime de Recuperação Fiscal, já que a corporação só tem autorização para prover cargos que ficaram vagos por aposentadorias, mortes ou exonerações" (https://bit.ly/2NOvAyJ).

Cargos Concurso Polícia Civil RJ 2018

No total, serão 80 vagas, sendo 50 para o cargo de Inspetor de Polícia, 20 para Perito Legista, quatro para Técnico de Necropsia e seis para Auxiliar de Necropsia. Além dessas oportunidades, um novo edital específico para Delegado da PC RJ provavelmente seja lançado em breve, para ocupação de pelo menos 16 vagas (também já autorizado).

Concurso Polícia Civil RJ - Edital anterior

Em 2014, o Polícia Civil realizou concurso para preenchimento de 100 vagas na classe inicial da carreira de Papiloscopista Policial de 3ª Classe - 2014. O salário do cargo era de R$ 4.830,63 e a jornada de trabalho é de 40 horas semanais. O concurso Polícia Civil 2014 foi organizado pelo Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC).

Das 100 vagas abertas, 20 foram reservadas para candidatos negros e índios e cinco para pessoas com deficiência. A ocupação exigia curso de nível superior em qualquer área de formação, além de Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na categoria "B", entre outros requisitos.

O concurso foi constituído das seguintes etapas de avaliação:

- Prova de conhecimentos, de caráter eliminatório e classificatório;
- Prova de capacidade física, de caráter eliminatório;
- Exame psicotécnico, de caráter eliminatório;
- Exame médio, de caráter eliminatório;
- Curso de formação profissional.

A prova de conhecimentos (objetiva) foi aplicada em dezembro daquele ano e o prazo de validade do concurso público foi de um ano, a contar da homologação do resultado final, com possibilidade de prorrogação.

Compartilhe